Junior Baby tem um cartel de 13 vitórias em 15 lutas

Agora Litoral

O lutador parnanguara Junior Baby Albini estreia no UFC neste sábado (22) em Long Island, nos Estados Unidos. O peso-pesado (até 120 kg) enfrenta o americano Timothy Johnson, número 12 do ranking da categoria.

Esse é, sem dúvida, o desafio mais importante da carreira do atleta de 26 anos, que possui em seu cartel 13 vitórias em 15 combates. Porém, estrear no UFC não é o principal obstáculo que ele já encarou.

Quando criança ele chegou a pesar 165 kg. Aos 13 anos de idade, Albini procurou a luta para vencer a balança. Começou no boxe num projeto social do professor Heraldo e perdeu rapidamente 45 kg.

“Só treinando, sem dieta, sem nada. Eram umas duas horas, duas horas e meia todo dia”, lembra o lutador, que atualmente defende a academia OCS – a mesma do conterrâneo John Lineker.

Ao contrário de Lineker, que permaneceu em Paranaguá, Albini passou alguns anos treinando primeiro em Curitiba, depois em Balneário Camboriú. E foi bem na época em que saiu de casa que surgiu o apelido que virou seu nome de guerra.

“Quando fiz 18 anos fui treinar em uma academia de Curitiba (CM System). Minha mãe me levou no alojamento e pediu para cuidarem de mim porque apesar de grande eu sou um bebezão. E aí pegou o Baby”, explica.

ZEBRA

Apesar de jovem para a categoria — e de se considerar uma zebra na estreia –, Albini fala como se estivesse há anos no UFC. A tranquilidade é de quem sabe o que precisa fazer para ter vida longa no evento.

“Meu adversário é um cara chato (de se enfrentar), não faz estilo ortodoxo, é canhoto e tem jeitão mais de brigão, apesar de ter um bom histórico no wrestling. Mas acho que ele é meio desengonçado em pé, até pelo seu tamanho. Percebi alguns vícios de luta vendo os vídeos dele, coisa que dificilmente vai tirar. Então é aí que vamos tentar acertar”, detalha o parnanguara de 1,91 m.
VEJA A PESAGEM DE BABY E SEU ADVERSÁRIO

Agora Litoral com informações da Gazeta do Povo

>> Deixe sua opinião