Ligue-se a nós

Polícia

PRF prende golpista que se passou por policial para furtar carro no Paraná

FOI NA NOITE DE SEGUNDA-FEIRA

Publicado

no

Agora Litoral
A Polícia Rodoviária Federal (PRF) prendeu na noite de segunda-feira (7), na região da divisa entre os estados do Paraná e Santa Catarina, um homem que se passava por policial para aplicar golpes e praticar crimes. Durante a ação, uma caminhonete Chevrolet S10, que havia sido furtada por ele horas antes, foi recuperada.

Por volta das 18h50, uma equipe da PRF que estava em ronda pela BR-376 em Guaratuba (PR) avistou a caminhonete, transitando na pista sentido Santa Catarina. Já em Garuva (SC), no km 2 da BR-101, o homem foi abordado e preso em flagrante, nas imediações da praça de pedágio.
O preso, de 41 anos de idade, havia furtado a caminhonete de uma loja de veículos em Apucarana, na região norte do Paraná, durante a manhã de segunda-feira. Na ocasião, ele se apresentou como policial rodoviário federal e disse que faria um teste com o carro e o levaria a um mecânico, mas não retornou à loja.

Ele estava acompanhado de uma mulher, que havia conhecido no fim do mês passado. À Polícia Civil, a mulher, servidora pública e moradora de Apucarana, disse ter iniciado no fim do mês passado um relacionamento amoroso com o homem, e que também teria sido alvo de um golpe praticado por ele.

Na foto de fundo do telefone celular apreendido durante a prisão, o homem aparece com uma camisa da Polícia Rodoviária Federal. Com residência declarada em Gravataí (RS), ele também tinha fotografias com materiais de uma associação de policiais do Rio Grande do Sul.
Aos agentes da PRF, o preso disse que pretendia levar a caminhonete furtada até Joinville (SC).

Os policiais rodoviários federais encaminharam o veículo recuperado e o homem preso para a Delegacia da Polícia Civil em Garuva. Ele responderá, a princípio, pelos crimes de furto qualificado e uso de identidade falsa.

Deixe seu comentário!

Polícia

Casal rouba celular de rapaz no Centro de Paranaguá

Jovem foi imobilizado pelo homem e mulher levou seu celular

Publicado

no

Por

Um rapaz de 18 anos foi assaltado, na madrugada de quinta-feira (23), na Rua João Eugênio, área central de Paranaguá. Ele acionou a Polícia Militar, informando que teve o seu telefone celular roubado por um casal.

Em suas declarações aos policiais militares, o jovem relatou que tinha saído do serviço e que estava indo em direção ao Terminal Urbano pegar o ônibus, quando um homem o agarrou e o imobilizou, enquanto sua comparsa pegou o telefone celular, um Samsung modelo A30, que estava em seu bolso.

A dupla de criminosos fugiu em seguida, levando o aparelho, sem que a vítima pudesse reagir.

O jovem não soube passar informações sobre os assaltantes, devido ter sido atacado pelas costas.

Os policiais realizaram patrulhamento pela região, mas não localizaram os suspeitos do delito.

Continuar Lendo

Polícia

Quatro vão parar na DP após operação da PM numa casa em Pontal do Sul

Tinham drogas, revólver, dinheiro e objetos sem comprovação de origem

Publicado

no

Por

Apreensão feita pela Polícia Militar

No início da noite de quinta-feira (23), policiais militares atuantes na Operação Verão Maior, na cidade de Pontal do Paraná, prenderam quatro suspeitos de posse de drogas, arma de fogo, dinheiro e objetos sem comprovação de origem. A ação ocorreu durante patrulhamento pela Rua Pau-Brasil, no balneário Pontal do Sul.

Durante a atividade de rotina, os militares avistaram dois indivíduos em atitude suspeita, os quais ficaram muito assustados quando perceberam a aproximação da viatura. Ato contínuo, diante da desconfiança, os policiais realizaram a abordagem e a busca pessoal nos suspeitos.

Com um dos abordados, de 21 anos, foi encontrada uma porção de maconha embalada em uma sacola plástica branca. Nesse momento, segundo o relato do Boletim de Ocorrência, saíram da casa, em frente ao ponto da abordagem, duas mulheres, que também foram abordadas e revistadas por uma policial feminina.

No momento da busca pessoal, as abordadas informaram haver na residência uma arma de fogo escondida. Com a autorização do proprietário, os policiais realizaram buscas no interior do imóvel e localizaram, debaixo de uma cama, um revólver da marca Taurus, calibre 38, carregado com cinco munições.

Os policiais ainda encontraram no imóvel 79 gramas de crack, quase R$ 900, além de uma balança de precisão, vários relógios e celulares de origem suspeita.

Em virtude da situação, os quatro envolvidos, sendo as mulheres com idades de 18 e 26 anos, e o outro abordado de 17 anos, foram detidos e encaminhados à DP, para que fossem tomadas as providências necessárias.

Continuar Lendo

Polícia

Casal é preso por tráfico de drogas em Morretes

Foi na tarde de quarta-feira, 22, na Vila das Palmeiras

Publicado

no

Por

Drogas apreendidas na operação

Um casal foi preso por envolvimento no tráfico de drogas na cidade de Morretes, no Litoral do Paraná. Foi no início da tarde de quarta-feira, 22.

Tudo começou quando uma equipe policial militar pertencente ao 9º Batalhão realizava patrulhamento pela Rua Adalberto Latuf, na Vila das Palmeiras, quando flagrou três homens em atitude suspeita.

Conforme o relato do Boletim de Ocorrência, os militares passavam em frente a uma casa quando visualizaram um homem saindo do imóvel e entregando um invólucro plástico para um dos dois indivíduos que estavam parados em frente ao endereço.

De imediato, os policiais realizaram a abordagem e, durante a busca pessoal, constataram que o invólucro continha certa quantidade de maconha.

Em virtude do flagrante, a equipe solicitou o apoio de outras guarnições e realizou buscas no interior da residência.

Durante a averiguação, os policiais localizaram mais porções da droga, escondidas em diversos locais do imóvel, totalizando quase 400 gramas de maconha.

Diante dos fatos, o rapaz, identificado como Thiago Amadeu Biscotto, de 19 anos, foi preso e encaminhado à delegacia de Polícia Civil de Morretes.

Na casa os militares ainda abordaram uma moça de 20 anos, que também foi detida e levada à unidade policial, junto com tudo que foi apreendido, para que fossem tomadas as providências necessárias.

Os outros dois envolvidos foram qualificados como testemunhas e liberados na delegacia.

Continuar Lendo
Anúncio
error: Cópia proibida.