Ligue-se a nós

Polícia

Operação da PCPR prende 15 pessoas que adulteravam cargas de soja

Produto era misturado com areia e casca da soja moída

Publicado

no

Foto: Arquivo PCPR

A Polícia Civil do Paraná (PCPR) prendeu, na manhã desta sexta-feira (27), 15 suspeitos de adulterar cargas de soja e lesar empresas nacionais e internacionais. Estima-se que o prejuízo seja de aproximadamente US$ 20 milhões.

Os policiais civis cumpriram mandados de prisão temporária e de busca e apreensão, simultaneamente, nas cidades de Paranaguá, Matinhos, Francisco Beltrão, Ibaiti, Nova Esperança, São Jorge do Ivaí e Cascavel. A operação ocorreu também no município de Teodoro Sampaio, no estado de São Paulo.

Do total de prisões, dez foram feitas em Paranaguá e uma em Matinhos. Os nomes dos envolvidos não foram divulgados pela Polícia Civil.

As investigações iniciaram há seis meses. Conforme apurado, o farelo de soja saía da fábrica com 46% de proteína. Após a adulteração, o produto chegava ao destino com somente 11%, pois era misturado com areia e casca da soja moída.

De acordo com a Polícia Civil, a adulteração era feita desde janeiro e gerou um prejuízo estimado em US$ 20 milhões. Uma das empresas lesadas tem sede na França e teve um prejuízo de aproximadamente US$ 1 milhão.

Dentre os suspeitos estão funcionários, motoristas, agentes portuários (classificadores), donos de barracões e agenciadores, que recrutavam os condutores dos veículos, além de servidores de um sindicato e de uma empresa.

Segundo o delegado Cássio Conceição, as cargas eram enviadas para diversos países através do Porto de Paranaguá, no litoral do Paraná. Em vídeo, o delegado deu detalhes da operação.

Os indivíduos podem responder por adulteração de substância alimentícia, associação criminosa, corrupção ativa e estelionato.

Essa é a segunda fase da operação. A primeira aconteceu em setembro deste ano e prendeu nove pessoas.

Cinco são presos em Paranaguá suspeitos de adulterar cargas de soja

Deixe seu comentário!

Polícia

Mulher com pinos de cocaína é presa pela PM em Matinhos

Abordagem da Polícia Militar ocorreu no bairro Tabuleiro

Publicado

no

Por

Apreensão feita na Avenida Paraná

Uma abordagem feita pelos policiais militares da Subárea de Matinhos, atuantes pelo Verão Consciente 2020/2021, na noite de sexta-feira (22/01), culminou na apreensão de 13 pinos de cocaína e na prisão de uma mulher. A ocorrência foi no bairro Tabuleiro.

Segundo as informações do boletim de ocorrência, uma equipe da PM passava pela Avenida Paraná, por volta de 21h45, quando viu a mulher se comportando de maneira suspeita.

Ao ser feita a abordagem, foi realizada uma revista pessoal por uma policial, sendo encontrados R$ 54 em dinheiro trocado e 12 pinos de cocaína em várias partes do corpo da abordada.

Após as medidas de praxe no local, a suspeita, de 24 anos, foi presa e encaminhada à Delegacia Cidadã de Matinhos para que fossem tomadas as providências necessárias.

Continuar Lendo

Polícia

ROMU flagra rapaz dispensando drogas durante ação na Ilha dos Valadares

Situação ocorreu na região conhecida como “Beco do Óleo”

Publicado

no

Por

Nesta semana, agentes da Guarda Civil Municipal flagraram um rapaz com porções de cocaína, crack e maconha, durante uma ação na Ilha dos Valadares, em Paranaguá. A situação ocorreu na região conhecida como “Beco do Óleo”, onde os agentes se deslocaram em apoio à Polícia Civil, que estava em diligências na região para o cumprimento de um mandado de prisão.

Ao chegarem no endereço do alvo do mandado de prisão, os guardas civis perceberam que, na residência ao lado, um indivíduo correu para trás da moradia e, em seguida, subiu no muro e arremessou um invólucro ao perceber a movimentação policial. De imediato a equipe da ROMU foi averiguar e abordou o suspeito, de 29 anos.

Na verificação do que o rapaz havia dispensado, os agentes encontraram 30,8 gramas de cocaína, 8,7 gramas de crack e 1,7 gramas de maconha.

Diante da situação, o suspeito acabou preso e foi encaminhado ao plantão da Delegacia Cidadã, junto com tudo que foi apreendido, para que fossem tomadas as providências necessárias.

Continuar Lendo

Polícia

Corpo encontrado em rio de Paranaguá é de rapaz ligado à facção criminosa

Ele gravou depoimento em vídeo antes de morrer

Publicado

no

Por

Cadáver foi achado por pescadores

O corpo encontrado boiando no Rio Emboguaçu, na tarde deste sábado (21/01), em Paranaguá, é de um rapaz ligado a uma facção criminosa. A constatação foi feita a partir de um vídeo que circula nas redes sociais, em que ele narra sua participação em um homicídio e diz que vai trocar o atual grupo por outro.

Pelo vídeo, o rapaz – que ainda não foi identificado oficialmente e que se intitula “Menor CV2” – conta como foi o assassinato de um membro de uma facção rival. “Aí os caras cortaram os dedos do cara, eu ajudei a cortar, dei facada no cara (…) e também dei tiro”, afirma.

ROUPAS E PULSEIRINHA
O corpo encontrado por pescadores boiando no Rio Emboguaçu, no final da Rua Tupinambá, região da Vila Guarani/Beira Rio, está com as mesmas roupas usadas pelo rapaz no depoimento (camiseta regata e bermudas), e também com uma pulseirinha que ele usava no pulso esquerdo antes de ser morto.

Provavelmente, os autores do homicídio também tenham cortado alguns dedos do rapaz, como ele diz no vídeo que fez com o rival. Veja aqui (IMAGEM FORTE).

Cabe à equipe da Polícia Científica a identificação da vítima e aos investigadores da Polícia Civil a elucidação de mais esse homicídio em Paranaguá, que tem enfrentado uma crescente onda de assassinatos desde o início do ano.

Continuar Lendo
Anúncio
error: Cópia proibida.