Os mais de 7 mil eleitores de Guaraqueçaba irão às urnas no próximo domingo (04)

Guaraqueçaba, PR
Agora Litoral

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) decidiu, por unanimidade dos ministros, na terça-feira (30), recusar o recurso impetrado por Riad Said Zahoui, o Ariad, eleito em outubro de 2016 e cassado por improbidade administrativa, compra de votos e abuso do poder econômico em Guaraqueçaba, no litoral do Paraná. O ex-prefeito tentava, como último recurso, voltar à Prefeitura e evitar a nova eleição que ocorrerá no município no domingo, 4 de junho.

Ciente de que não conseguiria retornar, mas espalhando pros eleitores que iria reverter a situação em Brasília, Ariad (usando como slogan “tal pai, tal filho”) lançou o filho Hayssan Zahoui, o Ariad Jr – que morava em Curitiba há mais de 10 anos e voltou à cidade só para representá-lo na disputa pela prefeitura – contra a ex-prefeita Lilian Ramos Narloch, que ficou em segundo lugar na eleição em 2016 por uma diferença de pouco mais de 500 votos.

Lilian enfrentará o filho de Ariad

A compra de votos provavelmente é o maior problema de Ariad, que acumula processos na Justiça há muito tempo. Em 2009 ele foi cassado por prática de conduta proibida a agente público, captação ilegal de votos e abuso de poder político. Em fevereiro de 2012, os desembargadores do Tribunal Regional Eleitoral do Paraná decidiram, por unanimidade, manter a cassação dele por realizar campanha antecipada e usar máquinas e funcionários da prefeitura para fazer doação de terra a eleitores.

Ariad está cassado e fora da disputa

Apesar dos problemas com a Justiça Eleitoral, ao longo dos anos Ariad tem se valido de recursos jurídicos para se manter no poder. No entanto, nessa terça-feira (30) o Tribunal Superior Eleitoral colocou por terra toda e qualquer esperança que ele tivesse de voltar à prefeitura de Guaraqueçaba. Por unanimidade, a mais alta Corte política brasileira negou o recurso impetrado por Ariad e decidiu mantê-lo fora da disputa na cidade.

VÍDEO

O vídeo com a decisão do Tribunal Superior Eleitoral rejeitando o recurso de Ariad foi festejado pelos adversários dele e viralizou nas redes sociais. “Agora não tem mais volta; quero ver ele continuar mentindo pros eleitores que vai voltar”, disse um morador da cidade que preferiu não se identificar justificando que “o Ariad é poderoso e pode querer se vingar”.
Assista o vídeo da decisão

 

>> Deixe sua opinião