Droga estava dentro de um carro no espaço onde funciona a confeitaria

Um homem que trabalhava como confeiteiro foi preso nesta quarta-feira (11), em Pinhais, na Região Metropolitana de Curitiba (RMC), com 140 kg de maconha. De acordo com a polícia, o tráfico de drogas era mais uma fonte de renda para o suspeito.

A droga estava dentro de um carro no espaço onde funciona a confeitaria. O veículo, segundo a polícia, foi roubado em Curitiba em setembro deste ano.

“Ele utilizava esse local para deixar camuflada a droga, essa grande quantidade de maconha, e, aos poucos, ele ia retirando a maconha dali e distribuindo para outros traficantes da região”, afirmou a delegada Camilla Ceconello.

Além do confeiteiro, que tem 25 anos, outro homem, de 31 anos, foi preso, suspeito de ser um comparsa. O confeiteiro, de acordo com a polícia, vai responder pelos crimes de tráfico de drogas e receptação, e o suposto comparsa por tráfico de drogas.

Ceconello explicou que o confeiteiro distribuía a droga para outros traficantes de Curitiba e Região Metropolitana e não diretamente para usuários.

Segundo a polícia, o suspeito de fato trabalhava com entrega de bolos e doces que eram pedidos por encomenda. “Ele fazia a entrega de drogas e de bolo. Nem atividade e nem local levantavam suspeitas, o que facilitava o tráfico”, complementou a delegada.

Duas funcionárias estavam no local, prestaram depoimento e se disseram surpresas com a descoberta da polícia. A delegada afirmou que elas não desconfiavam da atividade criminosa praticada pelo patrão.

O veículo onde estavam os tabletes de maconha será devolvido para a proprietária.

>> Deixe sua opinião