Vinícius foi campeão brasileiro da modalidade em 2016 nos 100m, 200m e 400 metros

Paranaguá, PR
Agora Litoral

O paratleta de Paranaguá Vinícius Cabral, de 15 anos, não participará do Mundial de Petra que será realizado este mês na Dinamarca. Apesar de ter sido campeão brasileiro em 2016 nos 100m, 200m e 400 metros, o atleta paraolímpico não conseguiu levantar recursos para a viagem.

O anúncio do adiamento do sonho de Vinícius de representar Paranaguá e o Brasil foi feito pela mãe dele, Marihá Madalena, nesta sexta-feira (7). Segundo ela, apesar do esforço atrás de patrocínio e da realização de uma rifa para levantar fundos para a viagem, os valores arrecadados ficaram bem abaixo dos R$ 20 mil necessários.

A Secretaria de Esportes nos ajudaria com R$ 7 mil, mas o dinheiro só poderia cair na conta dia 15 (fora do prazo de confirmação para o Mundial); o que a gente conseguiu da rifa também foi pouco para o valor que precisávamos. Não foi dessa vez que o Vinícius Cabral vai representar a cidade e o Brasil”, lamentou a mãe do atleta.

No entanto, Marihá acredita que para 2018 o filho estará mais preparado e com apoio de muita gente. Ela agradeceu às pessoas que colaboraram com a intenção do atleta de participar do evento e a todos que torceram pelo filho. “Bola pra frente e Deus no comando de tudo”, declarou a mãe de Vinícius em seu perfil no facebook.

Falta de recursos fez com que Vinícius adiasse sonho de representar Paranaguá e o Brasil

POUPANÇA PARA 2018

Ainda de acordo com a mãe de Vinícius Cabral, o dinheiro que foi arrecadado com a rifa de uma bicicleta será aplicado numa poupança para auxiliar na viagem do ano que vem, já que o Campeonato Mundial acontece todo ano na Dinamarca.

Vinícius Cabral continua se preparando para o Campeonato Paranaense de Petra, que será em agosto, e para o Brasileiro da categoria, que acontecerá em dezembro.

ENTENDENDO A PETRA

A Petra é definida pela Associação Nacional de Desporto para Deficientes como uma modalidade do atletismo na qual os atletas correm com os seus próprios pés apoiando-se a uma armação com três rodas anexadas a um suporte para o seu corpo.

O corredor tem o apoio de um assento e de um suporte para tronco e o guidão é utilizado para direcionar. Não há pedais.

>> Deixe sua opinião