Crianças apresentaram quadro de vômito e outros sintomas, que indicam uma possível intoxicação alimentar

Agora Litoral
Os médicos do Hospital Municipal Sílvio Bittencourt Linhares, em Antonina, no litoral do Paraná, já começaram a liberar parte das 26 crianças que foram internadas após comerem um risoto servido na Escola Municipal Professora Maria Rosa Martins Cecyn. De acordo com a Secretaria de Saúde, 21 crianças já receberam alta e outras cinco ainda permanecem sob observação.

Além das 26 crianças que foram internadas, outras nove pessoas também passaram mal após a ingestão do risoto. Ao todo, 30 crianças com idades entre oito e 12 anos tiveram problemas. Elas apresentaram quadro de vômito e outros sintomas, que indicam uma possível intoxicação alimentar.

DOAÇÃO
O risoto que causou todo o problema foi doado por uma igreja de Antonina. A comida sobrou após um evento realizado na paróquia, no domingo (15). A diretora aceitou a doação e serviu a comida aos alunos da escola.

NOTÍCIA RELACIONADA

Risoto intoxica dezenas de estudantes em Antonina

>> Deixe sua opinião