Oops! It appears that you have disabled your Javascript. In order for you to see this page as it is meant to appear, we ask that you please re-enable your Javascript!
Polícia

Preso homem suspeito de desvios de cargas em Paranaguá

FOI PRESO PELA POLÍCIA CIVIL

Agora Litoral
A Polícia Civil realizou, na manhã desta quarta-feira (24), a prisão de Paulo Henrique de Souza, o “Tuque”, de 47 anos. Ele é suspeito de desvios de carga no município de Paranaguá.

Segundo o que foi apurado, Paulo Henrique contratava motoristas e fornecia documentos falsos, com os quais eram praticados os crimes. De acordo com o delegado Nilson Santos Diniz, “Tuque” está envolvido em outros ilícitos.

Investigações iniciadas após a prisão de Neuton Ramos Figueira, em 06 de Julho de 2017, comprovaram a participação de Paulo Henrique Souza no desvio de fertilizantes da empresa Yara. À época, Neuton Figueira, com documentação falsa, tentou desviar uma carga pertencente à Yara.

Paulo Henrique de Souza também é investigado pelo crime de Receptação de Veículo Roubado, inquérito que ainda se encontra em trâmite na 1ª Subdivisão Policial de Paranaguá.

Paulo Henrique, o “Tuque” (Arquivo AL)

Preso junto com o filho
Levantamento do Agora Litoral mostra também que Paulo Henrique de Souza havia sido preso junto com o filho, de 21 anos, na Baixada da Labra, em Paranaguá, por policiais civis de Araucária, no final de junho deste ano, pelo desvio de 37 mil quilos de ureia da refinaria da Petrobrás. Porém, como se tratava de uma prisão temporária, ele permaneceu preso durante cinco dias e foi colocado em liberdade.

As investigações apontaram que Paulo Henrique “Tuque” teria sido o responsável pelo fornecimento da documentação falsa, CNH e CRLV, com os quais o desvio da carga da Petrobrás foi praticado.

Notícia relacionada

Presos pai e filho suspeitos de liderar associação criminosa em Paranaguá

Etiquetas

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios