Oops! It appears that you have disabled your Javascript. In order for you to see this page as it is meant to appear, we ask that you please re-enable your Javascript!
Notícias

Júri Popular condena homem que matou ex-namorada em Paranaguá

DECISÃO FOI NESTA TERÇA-FEIRA

Agora Litoral
Reunido na tarde desta terça-feira (20), em Paranaguá, o Tribunal do Júri condenou Adriano Lima de Araújo, de 29 anos, a 37 anos de prisão pelo assassinato de sua ex-namorada, Isabelle Garcia Arnaldo, de 17 anos, e pelos ferimentos causados na mãe dela, Rosi Garcia. O feminicídio ocorreu em 30 de maio de 2018.

O Tribunal do Júri foi presidido pela juíza Cíntia Graeff. A acusação esteve a cargo do promotor de Justiça Rodrigo Casagrande, que teve como assistente de acusação o advogado da família da vítima, Marcio Fabiano de Souza, e a defesa de Adriano foi do advogado de Marcelo Mendes Teixeira.

O CRIME
Inconformado com o fim do relacionamento e armado com um facão, Adriano procurou Isabelle – que morava em Guaraqueçaba e estava residindo na casa de parentes, no bairro Costeira, em Paranaguá – e a golpeou várias vezes, atingindo também a mãe dela, que teve que ser internada no Hospital Regional do Litoral.

Ao tentar fugir, Adriano, que trabalhava como vendedor ambulante, foi dominado por populares e entregue à Polícia Militar, que o prendeu em flagrante. Ele ficou um tempo na Cadeia Pública de Paranaguá e depois foi transferido para a Penitenciária Estadual de Piraquara.

RELEMBRE O CASO

Mãe e filha são agredidas pelo ex da menor; vítima de 17 anos não resistiu

Etiquetas

Artigos relacionados

Um Comentário

  1. Bom também se “todas” as qualificadoras impostas pelo MP, fossem aceitas pelo juizado brasileiro, para as sentenças dos ladrões do PT e de todos os corruptos do Brasil; a exemplo de Beto Richa Pr.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios