Oops! It appears that you have disabled your Javascript. In order for you to see this page as it is meant to appear, we ask that you please re-enable your Javascript!
Notícias

Delegado de Matinhos é preso pelo Gaeco

Delegado é suspeito de receber propina de traficantes

Agora Litoral

O delegado Max Dias Lemos, que atua na Delegacia de Matinhos, no Litoral do Paraná, foi preso na manhã desta segunda-feira (29) suspeito de liberar traficantes. A informação foi confirmada pela própria Polícia Civil e a prisão aconteceu durante uma ação do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco), braço do Ministério Público do Paraná (MP-PR).

Segundo o Gaeco, as investigações começaram em Ibaiti, no Norte do Paraná. Ao todo, com o apoio do Gaeco de Curitiba, foram cumpridos cinco mandados de busca e apreensão – quatro  deles em residências (de Ibaiti, Telêmaco Borba e Matinhos) e um na Delegacia de Matinhos.

Segundo a Tribuna do Paraná, as investigações começaram depois que os promotores receberam a denúncia de que traficantes, que tinham sido presos com drogas no trajeto de Ibaiti até Matinhos, teriam sido liberados depois de um suposto pagamento de propina. Na época, segundo o Gaeco, a caminhonete usada pela dupla teria sido apreendida e até o veículo foi devolvido com a liberdade dos presos.

Além da suposta corrupção por parte do delegado, as investigações do Gaeco apuram também a possibilidade de que ele estivesse envolvido com o tráfico de drogas. Através da assessoria de imprensa, a Polícia Civil disse que a prisão do delegado não teve relação com a Delegacia de Matinhos e também não está ligada com a atividade policial desempenhada no litoral do Paraná durante a Operação Verão.

Etiquetas

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios