Ligue-se a nós

Paranaguá

Vereador Destaque do Litoral poderá perder dois empregos

Prefeitura e Estado não reconhecem sindicato que Jaime da Saúde representa

Publicado

no

Jaime da Saúde é presidente da UGT Litoral e atual vereador em Paranaguá. Foto: arquivo pessoal Facebook

Paranaguá, PR
Agora Litoral                                 

O vereador de Paranaguá Jaime Ferreira dos Santos, o Jaime da Saúde (PSD), que há poucos dias ganhou o troféu de Vereador Destaque do Litoral, tenta há anos resolver um impasse administrativo e manter os empregos que possui na Prefeitura de Paranaguá e no Governo do Estado do Paraná. Tanto o Município como o Estado não reconhecem o sindicato que ele representa e, consequentemente, não aceitam a sua licença remunerada para o exercício de mandato classista.

Jaime da Saúde é Técnico de Enfermagem e presidente do Sindicato dos Empregados em Estabelecimentos de Saúde do Litoral do Estado do Paraná, mas este não representa os servidores da Prefeitura de Paranaguá, já que os mesmos não são “empregados”. Mesmo entendimento tem o Governo do Estado, que moveu contra o atual vereador um Processo Administrativo Disciplinar, através da Resolução 0589/2015 (LEIA ABAIXO).

O processo contra Jaime da Saúde encontra-se na Secretaria de Estado de Saúde para providências

Na prefeitura de Paranaguá o atual vereador está lotado no Departamento de Atenção Básica à Saúde, mas há anos não exerce a função pelo fato de presidir o Sindicato. No Governo do Estado ele deveria trabalhar na 1ª Regional de Saúde, porém igualmente não exerce a função para se dedicar ao sindicato.

Ao não reconhecer o mandato classista que Jaime da Saúde alega, tanto a Prefeitura como o Governo do Estado, em processos administrativos, estão enquadrando o atual vereador por abandono de cargo e/ou inassiduidade habitual (faltas não justificadas). Procurado pelo Agora Litoral, Jaime da Saúde disse que iria responder mas, passadas duas semanas, não respondeu os questionamentos.

O Agora Litoral enviou para Jaime da Saúde, a 17 dias atrás, o seguinte email:

Email foi enviado em 17 de abril, e reforçado através do WhatsApp, mas até hoje não foi respondido

CNTTT denunciou ilegalidades e
fraude na fundação de sindicatos

Desde 2009 a Federação dos Trabalhadores em Transportes Rodoviários do Paraná (Fetropar) vem barrando a ação de pessoas vinculadas à UGT em tentativas de fundar sindicatos sem representatividade. O objetivo é dividir a categoria e, assim, arrecadar contribuições.

Em fevereiro de 2012, a Confederação Nacional dos Trabalhadores em Transportes Terrestres (CNTTT) alertou para a tentativa da União Geral dos Trabalhadores (UGT) de fundar sindicatos de forma fraudulenta.

Segundo a entidade, Jaime da Saúde – que é presidente da Regional da UGT Litoral – estaria envolvido na tentativa de fundação de três sindicatos sem representatividade.

Deixe seu comentário!

Paranaguá

Rotam apreende quase 5 kg de crack em uma casa no Jardim Iguaçu

Policiais ainda encontraram uma moto, cocaína e um currículo de trabalho

Publicado

no

Por

Droga apreendida pela PM

Policiais militares da Rotam (Rondas Ostensivas Tático Móvel), fizeram a apreensão de quase 5 kg de crack, durante uma abordagem no Jardim Iguaçu, em Paranaguá, na noite de quinta-feira (20).

Tudo começou por volta das 23h30, quando os militares, que estavam em patrulhamento pelo bairro, ao chegarem em um beco na Rua dos Jatobás, avistaram uma mulher com uma mochila nas costas, em frente ao portão aberto de uma residência.

Ao perceber a aproximação da viatura, ela tentou se esconder, chamando assim a atenção dos policiais. Estes, de imediato, desembarcaram da viatura para saber se ela estava precisando de ajuda.

No entanto, a mulher, que estava a uma distância de aproximadamente 50 metros dos policiais, tentou lançar sua mochila para o interior da residência em que ela estava na frente, fugindo, em seguida, tomando rumo ignorado.

MOCHILA
Ao ser verificado o que havia na mochila, os policiais encontraram um tablete de crack. Ainda, no mesmo terreno, foi possível visualizar, na mesa da cozinha da casa, uma balança de precisão e mais quatro tabletes de crack (idênticos ao dispensado pela mulher) e alguns fragmentos menores do mesmo entorpecente, que totalizaram 4,917 quilos da droga.

No mesmo local os militares ainda acharam 25 gramas de cocaína, papel filme e um currículo de trabalho.

Ainda foi encontrada uma motocicleta Yamaha Factor Ybr 125, mas nenhum suspeito foi abordado.

Diante da situação, todo o entorpecente e o restante do que foi apreendido, foram encaminhados ao plantão da 1ª Subdivisão Policial de Paranaguá.

Continuar Lendo

Paranaguá

Mulher é agredida e entrega pés de maconha do ex-marido para a GCM

Homem acabou preso por violência doméstica e posse de entorpecente

Publicado

no

Por

Na tarde desta quinta-feira (20), em Paranaguá, uma mulher de 30 anos procurou a Guarda Civil Municipal para denunciar a agressão que havia sofrido do ex-marido, que tem a mesma idade.

Ela foi até a sede da Academia de Formação e Capacitação da GCM, na Rua Comandante Dídio Costa, no bairro Raia, onde entregou também duas mudas de maconha, cultivadas em garrafas pet, que eram do ex-companheiro.

Por volta das 14h15, a equipe da viatura L01 foi acionada para averiguar a situação e, ao chegar na academia, o agente que se encontrava no local informou sobre a vítima, que tinha ido até lá pedir ajuda, informando que momentos antes havia sido agredida e ameaçada pelo ex-marido.

Quando a viatura chegou ao local, a mulher estava com os pés de maconha que, de acordo com ela, seriam de propriedade do agressor.
MARIA DA PENHA
O homem foi abordado na sequência e acabou preso pelo crime de lesão corporal, conforme previsto na Lei Maria da Penha.

Na sequência, ele foi encaminhado ao plantão da 1ª Subdivisão Policial de Paranaguá para que fossem tomadas as providências necessárias.

As mudas de maconha também foram entregues na delegacia, onde o acusado assumiu a propriedade e irá responder também por posse de entorpecente.

Continuar Lendo

Paranaguá

Rapaz é denunciado por agredir o pai com um pedaço de madeira

Homem tentou impedir que o filho vendesse objetos da casa para manter o vício

Publicado

no

Por

A Polícia Militar foi acionada no início da tarde de terça-feira (18) para dar atendimento a um caso de agressão no bairro Tuiuti, em Paranaguá, no Litoral do Paraná.

A solicitação foi feita por um homem de 57 anos, que informou que havia sido agredido pelo próprio filho.

Chegando ao local, os policiais não encontraram o suspeito, de 26 anos. A vítima informou que o filho é usuário de drogas e que o agrediu com um pedaço de caibro, causando lesão na orelha direita.

O homem contou que a agressão ocorreu por ter advertido o filho a não subtrair objetos de dentro de casa. Antes de fugir, o rapaz ainda teria ameaçado o pai de morte.

Foi feito patrulhamento pela região, mas o rapaz não foi localizado. A vítima foi orientada sobre as providências a serem tomadas e o caso registrado em boletim de ocorrência como lesão corporal.

Continuar Lendo
Anúncio
error: Cópia proibida.