Ligue-se a nós

Paranaguá

PM descobre mudas de maconha dentro de terreno e mulher acaba presa

Foi na noite de terça-feira, na Ponta do Caju

Publicado

no

Plantas recolhidas pelos militares

Em Paranaguá, policiais militares do 17º Batalhão prenderam, na noite de terça-feira (5/10), uma mulher por envolvimento com o tráfico de drogas. Na ação foram apreendidos pés de maconha cultivados em vasos, encontrados no quintal da casa da suspeita, que ainda entregou aos policiais quase 400 sementes da mesma substância.

Débora da Cruz Rosa, de 20 anos, foi encaminhada com as plantas para a Delegacia Cidadã e, posteriormente, conduzida à Cadeia Pública, onde ficou recolhida à disposição da Justiça. Ela não tinha passagens pela polícia.

Conforme a ocorrência, a ação teve início por volta das 19h, quando os militares realizavam patrulhamento pela Ponta do Caju, durante atividade da Operação Maré Alta. Em dado momento, um homem abordou a viatura e informou aos policiais que tinha visto um indivíduo em atitude suspeita na Rua Doutor José Antônio da Cruz, o qual se encontrava rondando as residências e teria pulado o muro de uma delas, no final da via.

Imediatamente os policiais foram ao averiguar e, ao chegarem no endereço indicado, tiveram acesso ao corredor de uma casa, onde puderam visualizar plantas de maconha no quintal vizinho.

Na sequência os policiais foram até o outro imóvel e, ao conversarem com a proprietária, a mesma relatou que as plantas eram propriedade dos seus filhos. Logo depois, Débora apareceu e, ao perceber a presença da equipe policial, tentou arrancar os pés de maconha dos vasos, com a intenção de destruí-los.

Ela acabou abordada em seguida e admitiu que estava fazendo o cultivo das plantas, juntamente com seu irmão, que não se encontrava na residência. No local foram apreendidos sete pés de maconha, de 30 a 70 cm de altura, plantados em vasos com terra. A jovem ainda entregou aos policiais um pote contendo 393 sementes de maconha.

Diante da situação, Débora recebeu voz de prisão e foi encaminhada para o plantão da delegacia para a elaboração do flagrante. O suspeito que teria sido visto pulando o muro de uma das casas não foi localizado.

Clique para comentar

Deixe seu comentário!

Paranaguá

ONDA DE VIOLÊNCIA: Homem leva três tiros na Vila Cruzeiro

Vítima se recuperava de outro atentado, em setembro de 2020.

Publicado

no

Por

Rairan foi surpreendido pelos atiradores

Rairan Loschner Gadacil, de 32 anos, foi atingido por três tiros, disparados por dois indivíduos em uma motocicleta, no final da tarde desta quarta-feira (1/12), na Vila Cruzeiro, em Paranaguá. Ele recebeu dois tiros no abdômen e um de raspão no braço.

A tentativa de homicídio ocorreu na Rua Francisco Machado, onde Rairan conversava com um amigo. Os dois foram abordados pela dupla, mas os pistoleiros miraram apenas em Rairan, que tentou fugir pela Travessa Amintas Pinho antes de cair.

No momento dos disparos, muitas pessoas passavam pelo local e, segundo algumas delas, os criminosos fugiram rapidamente, não se sabe para onde. Rairan foi atendido por amigos e pela esposa até a chegada do SAMU e, após, levado para o Hospital Regional.

2ª TENTATIVA EM UM ANO
Não é a primeira vez que Rairan Loschner Gadacil (foto redes sociais) é alvo de atentado a tiros.

No final da noite de 5 de setembro de 2020, ele foi atingido por um tiro no tórax e no braço na Rua Professor Cleto, bem em frente onde, em 2018, ocorreu o feminicídio de Claudia Helena Gaspar.

Na tentativa de homicídio, ano passado, um adolescente de 15 anos morreu após ser atingido por tiros na cabeça e no tórax. O pai do adolescente também foi ferido, no pé e na coxa. Os dois deram entrada no hospital – Rairan em estado gravíssimo.

Poucas horas depois, na madrugada de 6 de setembro de 2020, uma adolescente de 17 anos foi morta com um tiro na cabeça, na Rua Eugênio José de Souza, na Vila Guarani.

NOTÍCIA RELACIONADA

Dois adolescentes são mortos a tiros em Paranaguá

Continuar Lendo

Paranaguá

Rone prende suspeito de tráfico de drogas na Vila Padre Jackson

Foi na madrugada de terça-feira (30/11)

Publicado

no

Por

Material apreendido pelos militares

Policiais miliares das Rondas Ostensivas de Natureza Especial (Rone) prenderam na madrugada desta terça-feira (30/11), na cidade de Paranaguá, Gean Bruno Galdino da Costa, de 19 anos, por envolvimento com o tráfico de drogas. Na ação foram apreendidas porções de crack, cocaína e maconha, além de uma arma de fogo.

A ação policial teve início por volta da 1h40, quando os militares estavam em patrulhamento pela Rua Tupinambá e avistaram o rapaz parado, em atitude suspeita, próximo de um beco. De imediato, os policiais resolveram fazer a abordagem quando Gean dispensou um pote de metal e tentou fugir para uma residência nas imediações.

O suspeito acabou abordado na sequência e, ao ser verificado o que havia no pote, que foi abandonado em frente ao imóvel, foram encontradas 29 pedras de crack prontas para a comercialização e dinheiro trocado.

Na sequência foi realizada uma busca no quarto do rapaz e apreendidas mais porções de crack, além de maconha e cocaína, duas balanças de precisão e um revólver calibre 38 e seis munições intactas.

De acordo com a ocorrência, Gean assumiu a propriedade de todos os ilícitos e confessou que realizava a venda de drogas na região, relatando que a arma era para sua proteção. Conduzido à Delegacia Cidadã, junto com tudo que foi apreendido, ele acabou autuado em flagrante e, em seguida, foi levado para a Cadeia Pública.

Continuar Lendo

Paranaguá

Identificado homem morto a tiros nesta terça-feira no Porto dos Padres

Crime foi praticado por dois homens em pleno meio-dia.

Publicado

no

Por

SAMU confirmou o óbito

Foi identificado oficialmente o homem assassinado a tiros no início da tarde desta terça-feira (30/11) no bairro Porto dos Padres, em Paranaguá. Francisco Flávio Araújo dos Santos, de 35 anos, foi encontrado já sem vida, na Rua Alfredo Budant. Uma equipe do SAMU confirmou o óbito.

Testemunhas relataram que os tiros foram disparados na Rua José Cadilhe por dois homens em uma motocicleta, que fugiram em seguida em direção à “baixada da maré”. Após ser atingido, Francisco correu rumo à Alfredo Budant, caindo logo após em uma calçada.

Local dos disparos

Cápsulas recolhidas pela polícia (Fotos: Juliano Martinski/AL)

Junto com a vítima foi encontrado apenas um telefone celular e, após as análises da Polícia Científica no local, o corpo de Francisco foi recolhido pelo Instituto Médico Legal (IML) de Paranaguá, para exames complementares.

A Polícia Militar fez patrulhamento pela região, mas não encontrou os suspeitos pelo crime. Uma equipe da Polícia Civil também foi ao local para dar início às investigações e apurar se o homicídio pode ter relação os outros assassinatos que ocorreram segunda-feira na cidade.

“Dedo”, como Francisco era conhecido, tinha histórico criminal por tráfico de drogas e residia na Ilha dos Valadares.

Em fevereiro de 2020, Francisco Flávio Araújo dos Santos, o “Dedo”, foi preso, junto com outro homem conhecido por “Pato”, nas imediações do Campo do Canarinho, Ilha dos Valadares, com porções de maconha e cocaína. O Agora Litoral registrou:

PM prende dois por tráfico de drogas no Campo do Canarinho

Continuar Lendo
Anúncio
error: Cópia proibida.