Ligue-se a nós

Paranaguá

Pescadores das ilhas do Amparo e Eufrasina visitam draga no Porto

VISITA FAZ PARTE DO PROGRAMA DE EDUCAÇÃO AMBIENTAL

Publicado

no

Agora Litoral
Líderes de duas comunidades pesqueiras do entorno dos Portos do Paraná, representantes das ilhas de Eufrasina e Amparo, participaram da oficina de educação ambiental com a tripulação a bordo da embarcação que faz a dragagem de manutenção dos Portos de Paranaguá e Antonina.

Esta é a primeira vez que a população visita uma draga nos portos paranaenses. “Nosso objetivo é mostrar como o equipamento funciona e explicar que a dragagem é essencial para a atividade portuária. Queremos manter transparência na relação com os pescadores”, diz a bióloga e analista portuária da Diretoria de Meio Ambiente da empresa pública Portos do Paraná, Jaqueline Dittrich.

“Em 55 anos, esta é a primeira vez que conhecemos uma draga. Agora vamos contar o que vimos aqui para a nossa comunidade que nunca havia recebido esse convite. O que eu já vi é que a dragagem não acontece do jeito que o povo costuma falar por aí”, diz Osmail Pereira do Rosário, o Maíco, da comunidade da Ilha do Amparo, onde moram 148 famílias.
PROGRAMA – A ação está inserida no Programa de Educação Ambiental da empresa Portos do Paraná, uma das medidas executadas pela Licença de Operação dos portos – a mesma que autoriza a Licença para obras de dragagem de manutenção.

Os pescadores acompanharam um ciclo completo de dragagem, até o despejo dos sedimentos, a mais de 20 quilômetros da Ilha da Galheta e da Ilha do Mel. A área é definida pelo Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama), com base em estudos de correntes e outros aspectos climáticos.
EDUCAÇÃO – Outra atividade que os líderes comunitários acompanharam foi a ação de Educação Ambiental voltada aos tripulantes da draga. “Na oficina, falamos sobre a Baía da Paranaguá, os aspectos geográficos e a complexidade do nosso ecossistema, os manguezais e nossa fauna. Também destacamos a importância da gestão dos resíduos a bordo da draga e da responsabilidade ambiental dos trabalhadores da draga”, explicou a bióloga.

Segundo o coordenador dos Programas de Educação Ambiental e Comunicação Social da empresa contratada para a dragagem dos portos do Paraná (DTA Engenharia), Mauro Scazufca, a ideia é aproximar a comunidade. “Queremos criar uma integração entre a operação, os trabalhadores e a comunidade, não apenas cumprir o que exige a legislação ambiental, mas indo além para que a dragagem seja desmitificada”.
DRAGA – O programa de dragagem de manutenção continuada dos Portos do Paraná, contratado para os próximos cinco anos, tem objetivo de manter a profundidade nos acessos marítimos. Os pescadores foram a bordo da draga chinesa Xin Hai Hu 09, uma das embarcações que trabalha nos portos.
Além de dragar o canal de acesso e a bacia de evolução do Porto de Antonina, as atividades do programa de dragagem de manutenção continuada também serão feitas no canal de acesso, bacias de evolução e berços do cais comercial do Porto de Paranaguá (áreas Alfa, Bravo, e Charlie).
O volume total de sedimentos a serem retirados do fundo do mar, nos dois portos, é de quase 22 milhões de metros cúbicos. O investimento é de R$ 403 milhões.
DRAGAGEM – Para dragar as áreas determinadas, as embarcações usam dois tubos de sucção. Enquanto dragam, esses tubos são baixados até o fundo do mar, fazendo os movimentos de arrasto para sugar os sedimentos, através de bombas centrífugas, e soltar na cisterna do equipamento.

Com a cisterna cheia, os tubos de sucção voltam a bordo do navio e a draga faz a viagem até a área de descarte.

A draga Xin Hai Hu 09 é do tipo autotransportadora Hopper e tem capacidade para carregar até dez mil metros cúbicos por viagem. A embarcação – que leva a bordo 38 tripulantes – é considerada de grande porte.

Navio Xin Hai Hu 9

A outra embarcação que trabalha no programa é a embarcação holandesa Seine, de médio porte, que carrega até cinco mil metros cúbicos em sua cisterna. Nesta, são 14 tripulantes.

Durante as campanhas de dragagens de manutenção – como determina o Plano de Controle Ambiental, aprovado pelo Ibama, são executados programas de comunicação, educação e monitoramentos ambientais.

Pescadores e representes a bordo da draga

Para esta campanha, a empresa pública desenvolve programa de comunicação social; programa de educação ambiental, programa de monitoramento da qualidade das águas; programa de monitoramento da qualidade dos sedimentos; e programa de monitoramento do volume dragado.

Da AEN Fotos: Claudio Neves

Deixe seu comentário!

Paranaguá

Dupla armada rouba moto no Jardim Eldorado

Os dois emparelharam ao lado do motoboy e levaram a motocicleta dele.

Publicado

no

Por

Um motoboy de 31 anos foi vítima de um assalto na noite de quinta-feira (4), no bairro Jardim Eldorado, em Paranaguá.

O trabalhador autônomo trafegava com sua moto pela Alameda Coronel Elysio Pereira, perto das 20 horas, quando foi abordado por uma dupla de criminosos.

Os bandidos estavam em uma motocicleta de cor preta, e um deles mostrou uma arma de fogo.

Após render o motociclista, um dos homens tomou a direção da sua moto e fugiu com o comparsa, em direção ao Aeroparque.

A Polícia Militar foi chamada ao local do roubo, e fez patrulhamento pela região, mas não localizou os suspeitos ou a moto roubada, uma Honda CG Titan 150 de cor azul, placa AMG-9A35.
IMAGENS
Câmeras de monitoramento na região registraram o assalto e foram repassadas pelas redes sociais.

Continuar Lendo

Paranaguá

Caminhoneiro é mantido em cárcere privado durante assalto

Ele ficou horas em poder dos bandidos e ainda perdeu o caminhão.

Publicado

no

Por

Um caminhoneiro de 41 anos, morador na cidade de Barra da Garça, no Mato Grosso, foi assaltado e mantido em cárcere privado na cidade de Paranaguá.

Na manhã de terça-feira (2), a Polícia Militar foi informada da situação e deslocou uma equipe até a Delegacia Cidadã onde a vítima compareceu para fazer o registro da ocorrência.

Ao ser ouvido pelos policiais, o motorista contou que na segunda-feira, dia 1º, foi rendido por três indivíduos portando armas de fogo, que estavam em um veículo Uno branco.

Ele contou que ficou em cárcere privado até a manhã de terça-feira, quando foi liberado pelos bandidos, que roubaram seu caminhão Scania, de cor vermelha, com placas de Santa Catarina.

Assim que foi liberado pelos bandidos, o motorista foi até um posto de combustível na região do Embocuí. Em seguida, os funcionários avisaram a Polícia Militar.

Até o fechamento desta reportagem o caminhão não havia sido encontrado.

Continuar Lendo

Paranaguá

Prefeitura adquire uniformes para alunos da rede municipal

Kits serão entregues assim que as aulas retornarem à normalidade.

Publicado

no

Por

A Prefeitura de Paranaguá, por meio da Secretaria Municipal de Ensino (Semedi), adquiriu uniformes escolares para os alunos do ensino público municipal.
“Por conta da pandemia do Coronavírus as aulas estão suspensas e, assim que os alunos retornem, os uniformes serão entregues”, disse o prefeito Marcelo Roque.
Ao todo foram mais de dois milhões de reais investidos. Os kits de uniformes contemplam camisetas, calças, bermuda, agasalho, tênis e a novidade deste ano: as sandálias.
“Estamos com todos os uniformes guardados à espera dos nossos alunos. Ainda não temos uma expectativa de retorno das aulas, mas assim que voltem ao normal faremos a entrega para todos os nossos alunos”, declarou a secretária de Educação, Tenile Xavier.

Da PMP
Continuar Lendo
Anúncio
error: Cópia proibida.