Morte de Gláucio causou revolta e comoção nas redes sociais

Uma motorista, que confessou à Polícia Militar (PM) que bebeu, matou o ciclista Gláucio da Silva, que pedalava no acostamento da BR-277, no bairro Orleans, em Curitiba, na manhã deste domingo (8). Ela estava em um Fiat Uno e teria dormido ao volante, de acordo com a PM.

“Ela está com sinais de embriaguez, nos confessou que ingeriu bebida alcoólica e acabou dormindo ao volante. Demos voz de prisão a ela e estamos aguardando a Polícia Rodoviária Federal (PRF). Agora os procedimentos ficam a cargo da PRF”, descreveu à Banda B o cabo Edenilson, da PM.

Na chegada da PRF, a motorista não quis fazer o bafômetro. “Ela não quis fazer o teste e será levada agora à Polícia Civil, que poderá pedir exames para que isso seja comprovado”, explicou o agente Leonardo, da PRF.

Colisão aconteceu na pista sentido Campo Largo

REVOLTA
A colisão aconteceu na pista sentido Campo Largo. Familiares da vítima estiveram no local e o clima era de muita tristeza. “Somos ciclistas e pedalamos todo dia aqui. Uma área de 80 km/h e ela não estava nesta velocidade. O Gláucio estava treinando e acabou morrendo”, disse um amigo da vítima fatal.

Ciclistas que passavam pela região prestavam apoio aos familiares de Gláucio e permaneciam no local para acompanhar o trabalho dos policiais. “A gente sai para pedalar no acostamento e vem uma irresponsável e bêbada que faz isso. Agora ela vai para a delegacia, paga uma fiança e volta para a rua, como se nada tivesse acontecido”, protestou o ciclista José Francisco de Oliveira.

>> Deixe sua opinião