Foi presa na noite desta quinta-feira (9) a mãe apontada como responsável pelo espancamento que levou à morte o próprio filho, um bebê de quatro meses em Paranaguá.

Regislaine de Castro Alves, de 19 anos, foi presa por determinação da delegada Maria Nysa Moreira Nanni por maus tratos contra o seu filho Wictor. O menino estava internado no Hospital Regional do Litoral com sangramento nos pulmões, característico de espancamento.

A decisão da delegada ocorreu logo após a mãe de Regislaine e avó do bebê ter comunicado o falecimento do pequeno Wictor na Delegacia de Polícia Civil. Os policiais chegaram até ela após informações de que Regislaine se encontrava na casa de uma irmã, no bairro Labra.

De acordo com o Boletim de Ocorrência, a prisão de Regislaine ocorreu às 21h36. Ela não sabia que o bebê havia falecido.

Regislaine de Castro Alves foi presa por maus tratos com resultado de morte.

Regislaine com o filho, em foto no mês de julho nas redes sociais

COMOÇÃO
A notícia do falecimento do bebê comoveu e provocou ira nas redes sociais. Muitos defenderam até a morte da autora do espancamento. Fotos dela com a tarja de “assassina” tomaram conta dos grupos de WhatsApp.

Foto de Regislaine repassada nas redes sociais

>> Deixe sua opinião