Apesar de não existir um risco grave no caso do Paraná é melhor evitar banho de chuva

Agora Litoral
A Coordenadoria Estadual de Proteção e Defesa Civil publicou um alerta nesta terça-feira (26) sobre a possibilidade de chuva ácida para os próximos dias no Paraná. A Defesa Civil orienta que nesta semana seja evitado o contato com a chuva.

As precauções são necessárias devido à formação de substâncias químicas que dão acidez à água da chuva, após um período de estiagem.

O Paraná passa por mais de 30 dias sem chuva. Entre os principais responsáveis pelo acúmulo de poluentes estão os incêndios, depois a queima dos combustíveis nos veículos e o lançamento de substâncias por chaminés das indústrias.

As substâncias como gás carbônico, monóxido de carbono, partículas de nitrogênio e enxofre liberadas pelo fogo e pela fumaça são lançadas na atmosfera. Por causa do tempo seco, os gases se acumulam e, misturados ao vapor de água, voltam para a terra em forma de chuva, a chamada chuva ácida.

A recomendação é que população evite tomar banho de chuva. Em contato com a pele a chuva ácida pode causar irritação, principalmente em crianças, que têm uma sensibilidade maior.

Os meteorologistas do Simepar, no entanto, afirmam que não há um risco grave no caso do Paraná. Os riscos maiores ocorrem em locais altamente industrializados e onde há queima de produtos químicos em maior intensidade.

>> Deixe sua opinião