Ligue-se a nós

Polícia

Denúncia leva à prisão de duas mulheres por tráfico de drogas em Guaratuba

Ação da ROTAM foi na noite de sábado no bairro Cohapar.

Publicado

no

No fim de semana, duas mulheres de 23 e 25 anos foram presas por policiais militares do 9º Batalhão, pelo crime de tráfico de drogas na cidade de Guaratuba.

A ação ocorreu no bairro Cohapar, após denúncia, e, além de entorpecentes, houve a apreensão de dinheiro.

A PM informou que no sábado (8), por volta das 22h30, uma equipe da ROTAM (Rondas Ostensivas Tático Móvel) realizava patrulhamento pelas imediações da Avenida das Araucárias, quando foi abordada por um homem que relatou sobre uma residência nas imediações onde estava ocorrendo grande movimentação de pessoas e tráfico de drogas. Ele ainda informou os nomes de duas mulheres que estavam vendendo os ilícitos no local.

De imediato os policiais foram averiguar e desembarcaram da viatura próximo ao local informado, ocultando-se em uma construção para confirmar a veracidade das informações. Após constatarem grande quantidade de pessoas entrando e saindo do imóvel, realizaram a abordagem policial.

As duas suspeitas foram abordadas na varanda da residência e não possuíam nada em sua posse. Ainda foi perguntado se teriam alguma irregularidade em sua casa, mas elas responderam que não e franquearam a entrada da equipe policial.

Porém, durante a vistoria, no quarto das abordadas, foram localizadas, em um fundo falso de uma gaveta, drogas sintéticas e porções de maconha prontas para venda, além de certa quantia de dinheiro.
Diante da situação, as mulheres confessaram que estavam comercializando os entorpecentes há aproximadamente quatro meses.

Elas receberam voz de prisão pelo crime de tráfico de drogas e foram encaminhadas, junto com as drogas apreendidas, até a 8ª Delegacia Regional de Polícia (DRP) de Guaratuba para a elaboração do flagrante.

Deixe seu comentário!

Polícia

Mãe que matou o filho de três anos é presa no Paraná

Ela foi detida quando iria cometer suicídio

Publicado

no

Por

Na tarde de terça-feira (29) a PRF recebeu um chamado informando que uma mulher estaria se suicidando às margens de um rio próximo da BR-277, na divisa entre Curitiba e Campo Largo.

Chegando ao local, a mulher já recebia os primeiros atendimentos pela equipe do Siate. Os policiais indagaram a mulher sobre o motivo de estar naquele local e ela confessou que queria se matar.

Ela ainda disse que havia matado o próprio filho, de 3 anos de idade, e abandonado o corpo na mata próxima. Com a ajuda dos bombeiros, os agentes encontraram a criança de três anos, já morta. Imediatamente a mulher recebeu voz de prisão e foi detida.

Foi acionado o IML, que adotou os procedimentos em relação ao corpo da criança. A mulher detida foi encaminhada ao hospital para receber atendimento médico e, assim que receber alta médica, será conduzida para a Polícia Civil para o registro do crime de homicídio.

Aos policiais, ela não informou a razão do crime.

Continuar Lendo

Polícia

Mais um do tráfico de drogas é preso pela ROMU em Paranaguá

Foi na noite de segunda-feira, 28, na Vila Rute.

Publicado

no

Por

Droga apreendida pela equipe da GCM

Jean Adriano Santos, de 28 anos, foi preso pela Guarda Civil Municipal (GCM) na noite de segunda-feira, 28, pelo crime de tráfico de drogas na Vila Rute, em Paranaguá.

Na abordagem houve a apreensão de porções de maconha e dinheiro, além de material para fracionar o entorpecente para o comércio.

A ação foi realizada por uma equipe da ROMU (Ronda Ostensiva Municipal) que estava em patrulhamento pelo bairro e, por volta das 22h15, flagrou o rapaz em atitude suspeita na Rua Getúlio Vargas.

Após a abordagem, na revista pessoal foram encontrados, em seu bolso, 15 pedaços de maconha, além de um telefone celular e dinheiro.

Na averiguação, ao lado do abordado, os agentes ainda encontraram, dentro de uma sacola, mais dois pedaços grandes de maconha, totalizando 370 gramas do entorpecente, além de duas facas para corte.
Ao ser questionado de quem seria a droga, Jean assumiu a propriedade e confessou que fazia a venda no local.

Diante da situação, o rapaz foi levado para a Delegacia Cidadã onde foi autuado em flagrante e, em seguida, encaminhado para o setor de carceragem da Cadeia Pública, onde ficou recolhido à disposição da Justiça.

Continuar Lendo

Polícia

Briga de casal acaba com homem esfaqueado em Paranaguá

Foi na madrugada de domingo, no Jardim Iguaçu.

Publicado

no

Por

Na madrugada de domingo, 27, uma briga de casal, na cidade de Paranaguá, acabou com o homem agredido com um golpe de faca. Ele precisou de atendimento médico e foi encaminhado para o Hospital Regional do Litoral, enquanto sua companheira foi levada para a Delegacia Cidadã.

Por volta das 4 horas, policiais militares do 9º Batalhão foram acionados pela Central de Operações informando que, durante uma discussão familiar, um indivíduo teria sido vítima de ferimento por arma branca e estaria sendo atendido por uma equipe do SAMU no Jardim Iguaçu.

De imediato os policiais foram ao local informado e conversaram com o homem, de 35 anos. Ele relatou que havia discutido com sua esposa e, ao tentar sair da residência, acabou sendo ferido com um golpe de faca na região do tórax.

A mulher, de 32 anos, foi encontrada na residência e deu sua versão para a agressão. Ela alegou que estava se defendendo da violência do companheiro e disse que o casal havia discutido após chegar de uma festa, onde teriam ingerido bebida alcoólica.

Em suas declarações, a mulher contou que os dois já estavam deitados quando começaram a discutir. Segundo ela, durante a confusão, o companheiro teria dito que iria dormir na sala, mas, momentos depois, os ânimos ficaram mais exaltados e ela acabou sendo vítima de agressão.

A mulher declarou que, temendo sofrer novas agressões, foi até a cozinha e pegou uma faca. Instantes depois, o homem teria partido novamente para cima dela, que, então, desferiu um golpe nele.

A mulher disse ainda que, após ferir o companheiro, se propôs em levá-lo para o hospital, mas ele teria recusado e chamado sua irmã, que acionou o SAMU.

Diante dos fatos, a mulher foi conduzida à delegacia e o homem ao Hospital Regional do Litoral, onde ficou internado sob escolta policial e, pela manhã, após receber alta médica, foi levado à unidade policial para ser ouvido no inquérito policial que irá apurar os fatos.

O caso foi registrado em boletim de ocorrência como violência doméstica e lesão corporal grave.

Continuar Lendo
Anúncio
error: Cópia proibida.