Ligue-se a nós

Utilidade Pública

Cadeirantes agora também podem pegar onda no litoral paranaense

Pessoas com deficiência de locomoção utilizam cadeiras especiais que permitem banho de mar em algumas praias da região

Publicado

no

Paranaguá, PR
Agora Litoral

Neste verão as pessoas com deficiência ou dificuldades de locomoção podem utilizar cadeiras específicas para o banho de mar nas praias do litoral paranaense.

A ação faz parte do Projeto Praia Acessível, coordenado pela Secretaria Estadual da Família e Desenvolvimento Social em parceria com a Sanepar.

As cadeiras anfíbias têm rodas especiais que permitem o deslocamento na areia e no mar. Elas possuem cinto de segurança regulável, encosto, assento, apoio cervical para a cabeça e apoio para os pés em tecido emborrachado, removível e lavável.

Com capacidade para suportar até 120 quilos, elas são flutuantes e confeccionadas em material leve, resistente e inoxidável. Por serem mais altas, permitem que o usuário entre no mar em uma profundidade segura.

As unidades estão disponíveis em Guaratuba (em frente à Associação dos Magistrados), Matinhos (em Caiobá), na Praia Mansa e em Pontal do Paraná (em frente à Universidade Federal.

O uso das cadeiras é gratuito e pode ser feito todos os dias da semana, das 9 às 19 horas, com intervalo entre meio-dia e 13h30.

A Prefeitura de Guaratuba também está disponibilizando uma cadeira anfíbia e o Rotary Club nos fins de semana colabora com outras cadeiras e voluntários em Matinhos.

Clique para comentar

Deixe seu comentário!

Utilidade Pública

Multivacinação beneficiará crianças com – de 9 anos

CAMPANHA INICIOU ESSA SEMANA E SEGUE ATÉ O DIA 22 DESTE MÊS

Publicado

no

Por

Agora Litoral
O Departamento de Epidemiologia da Secretaria Municipal de Saúde e Prevenção (Semsap) decidiu que a campanha de multivacinação será voltada para crianças com idade inferior a 9 anos em Paranaguá. Isso porque iniciará no dia 20 deste mês a aplicação de doses contra a dengue, sendo necessário um intervalo de 30 dias entre uma dose e outra.

As doses da multivacinação, que seguirão até 22 de setembro, serão disponibilizadas para crianças e jovens acima de 9 anos após a campanha contra a dengue. Em outras cidades a campanha é para quem tem até 14 anos, 11 meses e 29 dias.

A decisão em Paranaguá de beneficiar somente essa faixa etária foi tomada em acordo com representantes das unidades básicas de saúde, durante reunião realizada na sede da Semsap. Para a aplicação da dose contra a dengue o público-alvo deve ter entre 9 e 44 anos, 11 meses e 29 dias.

“Estamos tomando esse cuidado porque é uma exigência para aplicação da vacina contra a dengue um intervalo de 30 dias. É importante os pais ficarem muito atentos a essa questão e não esquecerem de levar a carteirinha dos filhos quando forem a uma unidade de saúde”, orientou a chefe do Departamento de Epidemiologia, a enfermeira Isabelle Antoniacomi.

DOSES APLICADAS
Para as crianças com menos de 9 anos estão disponíveis nas unidades básicas de saúde as seguintes doses: BCG (tuberculose); Hepatite B; Pentavalente (difteria, tétano, coqueluche, hepatite B, meningite e outras doenças bacterianas); VIP (poliomelite injetável); VOPb (poliomielite oral); Rotavírus humano; Pneumocócica 10 valente (meningite, pneumonia, otite, sinusite e outras doenças bacterianas); Meningocócica C conjugada (meningite); Febre amarela; Tríplice viral (sarampo, caxumba e rubéola); Tetra viral ou tríplice viral + varicela (atenuada); DTP (difteria, tétano e coqueluche); Hepatite A; Varicela.

Para os adolescentes: Hepatite B; Febre amarela; Tríplice viral (sarampo, caxumba e rubéola); dT (difteria e tétano); dTp acelular (difteria, tétano e coqueluche); Meningocócica C conjugada (meningite); HPV (papiloma vírus humano).

Continuar Lendo

Utilidade Pública

Vacinação contra a gripe é prorrogada até 9 de junho

Crianças e gestantes são os que menos foram vacinados

Publicado

no

Por

Campanha de vacinação estava programada para acabar nesta sexta-feira (26). Foto: Venilton Küchler

Paranaguá, PR
Agora Litoral

A campanha de vacinação contra a gripe, programada para acabar nesta sexta-feira (26), foi prorrogada até o dia 9 de junho. Crianças de seis meses a quatro anos de idade, gestantes, mulheres que tenham passado por parto há menos de 45 dias, idosos maiores de 60 anos, doentes crônicos (mediante prescrição médica), profissionais de saúde e professores em atividade terão mais duas semanas para se vacinar.

O Estado do Paraná já vacinou 80% do público prioritário para a vacina. O percentual equivale a 2,4 milhões de doses aplicadas. A meta para este ano é chegar a, pelo menos, 90%. A maior preocupação é com as crianças e gestantes, que foram os que menos buscaram as unidades de saúde para serem vacinados. Os índices estão em 62% e 64%, respectivamente.

Nos sete municípios do litoral, Paranaguá é a cidade com o menor número de pessoas que procuraram os postos de vacinação. A campanha é promovida antes da chegada do inverno porque a vacina demora de 10 a 15 dias para garantir imunidade.

Do início do ano até a última sexta-feira (19), o Paraná registrou 66 casos de gripe com dois óbitos. A maior parte dos casos de gripe foi provocada pelo vírus Influenza A (H3) Sazonal, com 57 registros em 12 Regionais de Saúde. Também foram contabilizados oito casos de Influenza B e um caso de H1N1.

Continuar Lendo

Paranaguá

Dengue: Vacinação termina na sexta e não deve ser prorrogada

Campanha não mobilizou parnanguaras, apesar da epidemia de 2016

Publicado

no

Por

Apesar do apelo oficial, e da epidemia de 2016, parnanguaras não procuraram vacinar-se contra a doença

Paranaguá, PR
Agora Litoral

Não deve ser prorrogada a campanha para aplicação da segunda dose da vacina contra a dengue, que termina na próxima sexta-feira (31). A revelação é do secretário municipal de Saúde e Prevenção, Paulo Henrique de Oliveira. Ele destacou que a adesão até agora foi baixa, mesmo com o grande esforço realizado.

Até às 18h de terça-feira foram imunizadas com a segunda dose 29.285 pessoas, com idade entre 9 e 44 anos, 11 meses e 29 dias. Isso representa um total de 53,12% do público alvo, que é de 55.120. Foram aplicadas mais 6.033 primeiras doses. O total de vacinados até agora é de 35.318, num universo de 91 mil.

“É lamentável que a procura esteja sendo tão baixa até agora. É quase certo que não será possível prorrogar a vacinação contra a dengue tendo em vista que em abril será iniciada a campanha contra a Influenza H1N1”, esclareceu o secretário.

A vacinação contra a dengue começou no dia 3 deste mês e, além de oferecer as doses nas unidades básicas, as equipes estão realizando ações também em escolas, empresas, supermercados e locais com grande circulação de pessoas e de difícil acesso, como ilhas e comunidades marítimas.

(Com informações da PMP)

Continuar Lendo
Anúncio
error: Cópia proibida.