Oops! It appears that you have disabled your Javascript. In order for you to see this page as it is meant to appear, we ask that you please re-enable your Javascript!
Polícia

Rapaz é sequestrado em Curitiba e assassinado em Morretes

CRIME FOI NA MADRUGADA DE QUINTA

Agora Litoral
Um brutal homicídio ocorrido em Morretes, no Litoral do Paraná, foi descoberto meio que ao acaso após uma abordagem policial em Curitiba.

Na madrugada desta sexta-feira (24), uma equipe da Polícia Militar realizava patrulhamento de rotina pelo bairro Cajuru, quando desconfiou de um rapaz que caminhava pela Rua Trindade. Na abordagem, os policiais encontraram com Lucas Telles Kluck, de 20 anos, um revólver calibre 38. Questionado, o jovem acabou confessando que, além do revólver que portava, tinha outro em casa. E que pretendia se livrar dos dois porque teriam sido utilizados em um homicídio.

A confissão pegou de surpresa os militares, porém estes continuaram colhendo mais informações de Lucas, que informou também que o assassinato teria sido praticado junto com Fabrício Barros Leal. Os dois, segundo Lucas, teriam sequestrado e assassinado Thiago Walenga de Mattos, de 22 anos, após receberem ordens para tal. Ele não disse o motivo do crime. Os policiais militares foram até a casa do comparsa de Lucas, na Rua Capitão Guilherme Bianchi, mas Fabrício não foi encontrado.

Lucas e Fabrício teriam matado Thiago (Fotos do facebook)
Armas que teriam sido usadas no homicídio

O ASSASSINATO
A confissão do rapaz aos militares continuou. Lucas contou que, na madrugada de quinta-feira (23) ele e Fabrício teriam sequestrado Thiago Walenga de Mattos e trazido o rapaz para uma localidade rural no município de Morretes (posteriormente identificada como Candonga), e o corpo de Thiago teria sido deixado em uma área de mata próximo de uma cachoeira.

De posse dessas informações, houve contato com a Polícia Militar de Morretes e com a Delegacia de Polícia Civil do município. Com ajuda de Bombeiros, as buscas pelo corpo de Thiago Walenga de Mattos começaram ainda na manhã desta sexta-feira, mas até o fechamento dessa reportagem o cadáver do rapaz não havia sido encontrado.

Como o corpo de Thiago ainda não foi encontrado, Lucas Telles Kluck foi preso inicialmente por porte ilegal de arma de fogo.

AMIGOS
O relato frio de Lucas Telles Kluck sobre o assassinato de Thiago Walenga de Mattos impressiona ainda mais quando ele confirma que ele e Fabrício Barros Leal eram amigos da vítima, o que pode ser confirmado pelo facebook dos três.

Etiquetas

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios