Ligue-se a nós

Polícia

Rapaz é assassinado com golpes de faca em área rural de Antonina

Nome de um suspeito pelo crime foi passado para a polícia.

Publicado

no

Um rapaz de 26 anos foi assassinado com golpes de arma branca, provavelmente uma faca, numa área rural do município de Antonina, no Litoral do Paraná.
O corpo de Wellington Silva Cabral (foto) foi encontrado pelo funcionário de uma fazenda do bairro Cachoeira, no início da manhã de sábado (25).

Tudo indica que o homicídio de Wellington, que morava na localidade, tenha ocorrido poucas horas antes do corpo dele ter sido encontrado.

Uma pessoa foi apontada como possível autora do crime, mas não foi localizada pelos policiais militares que atenderam a ocorrência.

A DESCOBERTA DO CORPO
A Polícia Militar recebeu uma ligação, pelo 190, por volta de 8 horas. Pelo telefone, o proprietário de uma fazenda contou que um funcionário seu havia descoberto o corpo de um homem próximo à sede da sua propriedade, na comunidade do Rio Pequeno.

No local, a equipe do nono batalhão conversou com o pai de Wellington. Ele contou que o filho havia saído de casa na sexta-feira e que só soube do seu falecimento através dos vizinhos.

Nas diligências, os militares ficaram sabendo que, a noite de sexta (24), alguns funcionários da fazenda teriam estado com Wellington em um bar da região.

Ainda de acordo com os funcionários, um homem de 32 anos, que se chamaria Valdecir de Souza Soares, também foi convidado a beber. Na madrugada, Wellington e Valdecir teriam saído juntos.

O corpo de Wellington Silva Cabral foi descoberto por volta das 5 horas do sábado, quando um funcionário da fazenda saiu para ordenhar as vacas e avistou manchas de sangue próximo ao curral.

Ele chamou o encarregado da fazenda e os dois seguiram as marcas e encontraram o cadáver do rapaz, que teria sido agredido com golpes de faca na região abdominal e no pescoço.

Técnicos da Polícia Científica verificaram que o corpo de Wellington teria sido arrastado por aproximadamente 50 metros e largado na margem de um rio.

POUCO CONHECIDO
A Polícia Civil de Antonina já começou a investigar o caso e ficou sabendo que Valdecir de Souza Soares, apontado como provável autor do homicídio, não era muito conhecido na região. Ele morava há pouco na localidade e não tinha familiares.

O suspeito teria pedido carona na casa de um morador, por volta das 4 horas, solicitando que o levasse até a cidade de Morretes. O homem que lhe deu carona informou que o deixou na Vila Freitas.

Deixe seu comentário!

Polícia

PARANAGUÁ: Dupla assalta caminhoneiro no bairro Industrial

Foi na madrugada de sexta-feira, na Conselheiro Correia.

Publicado

no

Por

A Polícia Militar atendeu mais uma ocorrência de roubo à mão armada em Paranaguá. Foi na madrugada de sexta-feira (14), na Rua Conselheiro Correia, bairro Industrial.

A solicitação foi feita por um caminhoneiro de 40 anos. Ele informou que foi assaltado por dois indivíduos, um deles portando um revólver.

Em suas declarações aos policiais, o motorista, morador em Paranaguá, relatou que foi rendido pelos bandidos em seu veículo e que eles subtraíram um telefone celular e a quantia de R$ 70, fugindo em seguida.

O caminhoneiro disse também que os ladrões agiram rapidamente. Ele passou as características dos assaltantes, informando que a arma do crime seria um revólver de cor preta.

Os policiais militares realizaram patrulhamento pela região, mas não localizaram os homens que teriam assaltado o motorista.

Continuar Lendo

Polícia

Rapaz preso com armas e drogas em Guaratuba também era estelionatário

PM descobriu que ele aplicava golpes em pessoas e instituições financeiras.

Publicado

no

Por

A prisão de um rapaz em Guaratuba, na noite de quinta-feira (13), revelou que ele, além de possuir armas de fogo, porções de maconha e uma planta da droga, também atuava como estelionatário.

Alef Caio Machado Melo, de 26 anos, foi flagrado por uma equipe da ROTAM fumando um cigarro de maconha em frente uma casa, na Avenida dos Guarás, no bairro Piçarras.

A abordagem dos policiais militares resultou na apreensão de um revólver calibre 38, que estava em sua cintura, e levou à descoberta de outros ilícitos.

GOLPES E TRÁFICO DE DROGAS
Durante as buscas pela casa de Alef, além de uma segunda arma de fogo encontrada, que também estava com a numeração apagada, os militares apreenderam um notebook, que o suspeito utilizava para a execução de crimes contra pessoas e instituições financeiras (através de golpes com FGTS), diversos chips para celular, dezenas de documentos registrados em diferentes nomes, R$ 3.311, máquinas para cartões de débito e crédito, um pé de maconha, além de 55 gramas do entorpecente divididos em 16 embalagens, prontos para a comercialização, e uma balança de precisão.
Aos militares, o rapaz disse que vendia a droga apenas para “conhecidos”, evitando assim chamar atenção das autoridades policiais para o tráfico de drogas. Com relação às armas, afirmou que eram para sua segurança pessoal.

Alef Caio Machado Melo, que já possui histórico criminal por tráfico de drogas, foi encaminhado à Delegacia de Polícia Civil e autuado por tráfico de drogas, falsificação de documento particular, estelionato e porte ilegal de arma de fogo, ficando recolhido no setor de carceragem.

Continuar Lendo

Polícia

Rapaz é flagrado com 98 pedras após tentar fugir de abordagem da Rotam

Suspeito, de 19 anos, reagiu com violência ao ser abordado.

Publicado

no

Por

Apreensão foi na tarde de quarta-feira (12)

Policiais militares do 9º Batalhão prenderam, na tarde de quarta-feira (12), um rapaz de 19 anos acusado de envolvimento com o tráfico de drogas no bairro Cohapar, em Guaratuba. O suspeito fugiu ao perceber que seria abordado, mas foi alcançado e, com ele, encontradas 98 pedras de crack.

A ação teve início quando uma equipe da Rotam (Rondas Ostensivas Tático Móvel) da 3ª Companhia, durante patrulhamento pela Avenida Ortigueira II, ao chegar em um local conhecido no meio policial pela intensa movimentação de usuários e traficantes de drogas, visualizou o rapaz em atitude suspeita.

Ao perceber que seria abordado, o jovem fugiu por entre as casas do bairro até ser interceptado dentro de uma residência, cujos moradores foram surpreendidos pela sua invasão. Durante a busca pessoal, os policiais localizaram, um invólucro contendo as pedras de crack, além de R$ 113.

Não bastasse a fuga, o suspeito, identificado como Artolino Batista Ribeiro, ainda reagiu com violência à abordagem, necessitando ser imobilizado e algemado.

Em virtude dos fatos, o rapaz recebeu voz de prisão e foi encaminhado à 8ª Delegacia Regional de Polícia Civil de Guaratuba, a fim de ser colocado à disposição da Justiça.

Continuar Lendo
Anúncio
error: Cópia proibida.