Ligue-se a nós

Polícia

Rapaz com tornozeleira eletrônica é preso após bater táxi roubado

Ele usava tornozeleira eletrônica e foi preso pela PM em Praia de Leste

Publicado

no

Acusado de tomar de assalto um táxi e tentar esfaquear a motorista na rodovia PR-412, em Pontal do Paraná, Felipe Junior Nunes Siborde, de 23 anos, acabou preso pela Polícia Militar. Ele foi localizado no balneário de Praia de Leste e, durante a abordagem, constatado que já tinha antecedentes criminais e ainda estava usando tornozeleira de monitoramento eletrônico.

A ação policial teve início no final da tarde de quinta-feira (23/9), quando uma equipe do 9º Batalhão foi acionada para dar atendimento a uma situação de roubo, cuja vítima, uma taxista, havia feito uma corrida até o bairro Guaraguaçu, na área rural do município, para um homem que estava utilizando uma tornozeleira eletrônica.

Quando chegaram no endereço, os militares encontraram o táxi, um Voyage de cor branca, colidido em uma árvore e com o para-choque dianteiro totalmente destruído. No momento em que faziam a verificação do local, os policiais foram surpreendidos por uma mulher que saiu do meio do mato e se identificou como a vítima da situação.

O ROUBO
Conforme o relatório policial, a taxista, de 39 anos, contou que durante uma corrida, ao chegar no local, uma região isolada e sem residências, o passageiro anunciou o roubo.

De acordo com a motorista, no momento da ação, o marginal lhe esganou o pescoço com uma das mãos e, não contente, com a outra tentou agredi-la com uma faca.

A mulher disse que conseguiu segurar a faca, momento em que sofreu um corte na mão, mas que, em seguida, fugiu correndo para dentro da mata, depois de parar o veículo bruscamente.

Após a fuga da taxista, o assaltante assumiu a direção do automóvel e tentou se evadir levando o dinheiro que estava no veículo. Sem controle, ele acabou batendo o táxi em uma árvore, o que o forçou a abandonar o carro e fugir a pé pela rodovia.

Quando tentavam retirar o táxi da mata, os policiais foram abordados por um homem que informou ter dado carona para um rapaz que estava utilizando tornozeleira eletrônica, o qual disse que precisava de atendimento médico na unidade de saúde do balneário Praia de Leste.

De imediato os policiais foram averiguar e instantes depois localizaram Felipe, que estava usando tornozeleira eletrônica. O rapaz foi levado ao quartel da PM e acabou reconhecido pela motorista do táxi.

Em seguida, o suspeito foi conduzido para a Delegacia de Polícia, no balneário Praia de Leste, para que fossem tomadas as providências necessárias.

SOLTO EM AGOSTO
Segundo o que foi apurado pela polícia, Felipe Junior, que é natural de Paranaguá, já tinha sido preso por porte ilegal de arma de fogo, roubo e tráfico de drogas. Ele havia saído da cadeia em agosto, quando recebeu a instalação da tornozeleira eletrônica.

Clique para comentar

Deixe seu comentário!

Polícia

VIOLÊNCIA NO LITORAL: Rapaz é baleado em Pontal do Paraná

Tentativa de homicídio foi na tarde de terça-feira em Shangri-lá

Publicado

no

Por

Um rapaz de 22 anos foi atingido por um tiro no braço, na tarde de terça-feira (19/10), em Pontal do Paraná. A ocorrência foi atendida pela Polícia Militar, que foi chamada por volta das 15h30 ao posto de saúde do balneário Shangri-lá, para onde a vítima havia sido encaminhada.

Na unidade de saúde, uma equipe de Rádio Patrulha encontrou Anderson Luiz Pacheco, de 22 anos, alvejado com um disparo de arma de fogo no braço direito.

Durante o atendimento ele informou aos policiais que conhecia o autor do tiro e inclusive repassou o apelido dele.

Os militares realizaram patrulhamento pela região, mas o suposto atirador não foi localizado. O caso foi registrado em boletim de ocorrência e Anderson orientado sobre as providências a serem tomadas.

Continuar Lendo

Polícia

Rapaz de Paranaguá é executado em Curitiba com mais de 40 tiros

Ele havia sido preso sábado e solto segunda, após audiência de custódia

Publicado

no

Por

Foto: Daniela Sevieri/RIC Record TV Curitiba

Rhuan Victor Costa Pereira, de 23 anos, morador no bairro Jardim Esperança, em Paranaguá, foi assassinado a tiros na tarde desta terça-feira (19/10) na Vila das Torres, em Curitiba.

Ele havia sido preso na noite de sábado, junto com outro rapaz, com pistolas e munições, próximo ao local onde foi executado, mas solto segunda-feira (18) logo após a audiência de custódia.Foto: Anderson Martins/Band TV

Além de Rhuan Victor, um adolescente não identificado também morreu e outras três pessoas ficaram feridas. A polícia acredita que Rhuan era o alvo, porque a maioria dos tiros (cerca de 40) foram disparados contra ele.

Os outros jovens teriam sido atingidos porque estariam junto com o parnanguara, que faria parte de uma facção criminosa que disputa território com grupos rivais.

NOTÍCIA RELACIONADA

Rapaz de Paranaguá é preso em Curitiba com pistola e 31 munições

Continuar Lendo

Polícia

ONDA DE VIOLÊNCIA EM PARANAGUÁ: Rapaz é morto a tiros na Vila Garcia

Vítima teria sido atingida por cerca de 40 disparos

Publicado

no

Por

Foi no final da noite de segunda-feira

Jhonatan Alexandre de Araújo, de 25 anos, foi morto a tiros, no final da noite de segunda-feira (18/10), na Vila Garcia, em Paranaguá. Ele foi executado na Rua Aurélio Romualdo Moro, em frente à escola municipal professor João Rocha dos Santos, por indivíduos que estavam em um automóvel Renault Logan, de cor prata.

Após o assassinato de Jhonatan, que foi surpreendido quando andava de bicicleta pela via, o Logan foi incendiado em uma estrada do interior. Populares disseram à Polícia Militar que, após incendiarem o carro, os criminosos soltaram foguetes – não se sabe se para comemorar o feito ou para avisar comparsas para resgatá-los.A maioria dos cerca de 40 tiros teriam atingido o tórax de Jhonatan, que era conhecido por Natan. Segundo um familiar, o rapaz teria envolvimento com o tráfico de drogas.O assassinato de Jhonatan Alexandre de Araújo foi o 65º registrado em Paranaguá este ano. A maior cidade do Litoral do Paraná enfrenta uma onda de violência sem precedentes.

ANTECEDENTES CRIMINAIS
Jhonatan Alexandre de Araújo tem passagem pela Policia Militar. Em março de 2019 ele foi manchete no Agora Litoral, junto com outro homem, após entrar em uma residência, amarrarem e agredirem a vítima.

Homem é amarrado e agredido durante assalto na Vila dos Comerciários

Continuar Lendo
Anúncio
error: Cópia proibida.