Ligue-se a nós

Polícia

PF desarticula grupo criminoso que exportava cocaína em barcos pesqueiros

Cerca de 100 policiais federais cumprem 20 mandados de busca e apreensão em Santa Catarina, Paraná e Espírito Santo

Publicado

no

A Polícia Federal deflagrou nesta terça-feira (23/11) a operação Mar Aberto, com o objetivo de desarticular organização criminosa dedicada ao tráfico internacional de cocaína. Por meio da simulação de operações de pesca, os criminosos tentavam movimentar toneladas de cargas de cocaína para alto mar, de onde seriam resgatadas por embarcações estrangeiras e então levadas até países da África e Europa.

Cerca de 100 policiais federais cumprem 20 mandados de busca e apreensão em Santa Catarina (Balneário Camboriú, Camboriú, Itapema, Porto Belo, Florianópolis, Itajaí, Navegantes e São José), Paraná (Curitiba e Matinhos) e Espírito Santo (Itapemirim), além de seis mandados de prisão preventiva de outros investigados. Na ação, autorizada pela 1ª Vara Federal de Itajaí, também estão sendo sequestrados veículos, imóveis e duas embarcações de pesca industrial, pertencentes ao grupo criminoso.As investigações tiveram início em outubro de 2020 e possibilitaram identificar uma organização criminosa que se apossou de barcos de pesca industrial para transportar grandes quantias de cocaína para o exterior. Além da aquisição de barcos de grande autonomia e capacidade de armazenamento de carga, a organização contratou, em vários pontos do país, tripulações especializadas na atividade de navegação marítima para realização de longas travessias intercontinentais.Por meio da simulação de operações de pesca, os criminosos buscavam dissimular o carregamento e movimentação de cargas de cocaína até determinados pontos em alto mar, de onde seriam resgatadas por embarcações estrangeiras e então levadas até países da África e Europa. Durante pouco mais de um ano de investigação, a Polícia Federal identificou três barcos pesqueiros, além de operadores logísticos e gerentes operacionais em solo.Em 03/07/2021 foi abordada uma embarcação na foz do rio Itajaí-Açu, a qual estava carregada com 2,8 toneladas de cocaína ocultas sob densa camada de gelo. Na oportunidade, 07 tripulantes foram presos em flagrante. Em uma segunda fase da investigação, deflagrada em 16/09/2021 e denominada operação Coroa, outros 07 envolvidos também foram presos, todos ligados a atividades logísticas de facilitação à operação de tráfico.

Em 20/07/2021 outra embarcação foi abordada por equipe da Polícia Federal junto à costa da cidade de Porto Belo/SC, sendo localizados 844 quilos de cocaína no porão da embarcação, ocultos dentre as redes de pesca. Naquela oportunidade foram presas em flagrante 08 pessoas.

Uma terceira embarcação, também originária da frota pesqueira de Itajaí, estava sendo monitorada desde sua estada junto ao porto de Natal/RN, de onde partiu em 27/02/2021. Em aproximação ao litoral de Recife/PE, teria sido carregada com 2.800 quilos de cocaína e seguiu viagem rumo à costa da África. Perseguida em alto mar, a tripulação teria dispensado as bolsas náuticas que continham a droga em alto mar, não sendo possível a apreensão da carga ilícita naquela oportunidade.Posteriormente, entre os meses de maio e julho, bolsas de cocaína começaram a chegar no litoral da Bahia e Espírito Santo, onde foram sendo encontradas pela população local. Há registro de que até o momento foram arrecadadas 17 bolsas náuticas intactas, carregadas com 442 quilos de cocaína.

As investigações apontam que, ao longo de um ano, a organização criminosa tentou exportar para os continentes africano e europeu ao menos 6,5 ton. de cocaína. As provas que estão sendo coletadas auxiliarão na identificação dos financiadores da atividade criminosa, dentre outros eventuais participantes.Por suas condutas, todos os investigados devem responder pelos crimes de tráfico internacional e associação para o tráfico, com penas somadas de 8 a 25 anos de prisão, além do perdimento dos bens utilizados nas ações criminosas ou adquiridos com o proveito destas.

Da Comunicação Social da PF
Clique para comentar

Deixe seu comentário!

Polícia

IML identifica corpo encontrado no balneário Albatroz em Matinhos

Rapaz de 19 anos é o 29º assassinado na cidade este ano

Publicado

no

Por

O Instituto Médico Legal (IML) de Paranaguá identificou, pelas impressões digitais, o corpo encontrado na madrugada desta quarta-feira (1/12) na Avenida do Canal, no balneário Albatroz, em Matinhos, no Litoral do Paraná.

Pablo Henrique Roldão da Silva, de 19 anos, teria sido assassinado com três tiros no peito na noite de terça-feira (30/11). Moradores ouviram os tiros e chamaram a Polícia Militar, mas, a princípio, nenhum corpo foi encontrado.

Os policiais não desistiram e começaram a procurar pelas proximidades, encontrando o corpo do rapaz caído próximo de onde os populares informaram ter escutado os estampidos de arma de fogo.

TATUAGEM
No momento em que foi encontrado, o corpo não possuía nenhuma identificação. Apenas foi observado que a vítima estampava uma tatuagem do “Tio Patinhas” no antebraço esquerdo.

A perícia no cadáver, realizada pela equipe de Criminalística da Polícia Civil, recolheu também porções de maconha e cocaína e uma quantia em dinheiro no bolso da bermuda que a vítima usava.

Após a identificação, familiares de Pablo Henrique, que residem na cidade de Siqueira Campos, no interior do Paraná, foram comunicados e reconheceram o corpo do rapaz na sede do IML.

Pablo Henrique Roldão da Silva é a 29ª vítima de homicídio na cidade de Matinhos em 2021. A cidade, assim como Paranaguá, enfrenta uma crescente onda de violência.

Continuar Lendo

Polícia

Homem é encontrado morto com tiro no peito em Matinhos

Corpo foi achado na madrugada desta quarta-feira (1º) em Albatroz

Publicado

no

Por

Um homem que não portava documentos foi encontrado morto, no início da madrugada desta quarta-feira (1º/12), no balneário Albatroz, na cidade de Matinhos. O achado foi realizado por equipes da Polícia Militar e SAMU, acionadas ainda na noite de terça-feira (30/11) para averiguar informações de moradores sobre uma vítima de disparos de arma de fogo.

Na chegada ao endereço informado, policiais militares e socorristas não encontraram ninguém e tiveram que fazer uma busca pela região, seguindo informações de populares, que teriam ouvido pelo menos três disparos de arma de fogo. Durante a procura, as equipes acabaram encontrando a vítima caída na Avenida do Canal, com um ferimento de arma de fogo no peito.

Os socorristas do SAMU confirmaram que o homem estava em óbito e o local foi isolado para as análises da Polícia Científica, que verificou que a vítima não portava do documentos, mas que em seu bolso havia porções de maconha e cocaína, além de uma nota de R$ 20.

Uma equipe da Polícia Civil também foi ao local e, durante as diligências, ninguém na região soube informar quem seria o homem ou passar informações que pudessem levar aos autores do homicídio. Na sequência o corpo foi recolhido pelo Instituto Médico Legal (IML) de Paranaguá para exames complementares.

CARACTERÍSTICAS
Trata-se um homem de pele branca, magro, aparentando ter entre 25 e 30 anos, trajando bermuda e calçando chinelos.

VEJA TAMBÉM

Identificado homem morto a tiros nesta terça-feira no Porto dos Padres

Continuar Lendo

Polícia

Assaltantes invadem casa e rendem idoso em Matinhos

Bandidos levaram dinheiro, cartões bancários, telefone celular e o carro da vítima

Publicado

no

Por

Na noite de sábado (27/11), dois ladrões invadiram uma casa na Rua Paranaguá, balneário Albatroz, na cidade de Matinhos. Os criminosos, que estavam portando faca e revólver, renderam o morador no local, de 60 anos, para a prática do delito.

O homem relatou que, por volta das 23h30, os bandidos entraram na casa anunciando o roubo, vindo a subtrair dinheiro, cartões bancários, além de telefone celular. Na fuga, a dupla ainda levou o carro da vítima, um automóvel Fiat Punto, que foi visto trafegando em direção ao município de Pontal do Paraná.

Na madrugada de domingo (28), por volta das 3h30, o veículo foi localizado abandonado na Rua Alvorada do Sul, balneário Caravela I. Equipes da PM foram ao local e realizaram diligências pela região, mas não houve êxito na localizado dos autores do delito.

Continuar Lendo
Anúncio
error: Cópia proibida.