Oops! It appears that you have disabled your Javascript. In order for you to see this page as it is meant to appear, we ask that you please re-enable your Javascript!
Polícia

Polícia marca reconstituição do crime e novo interrogatório

Agora Litoral
A delegada Vanessa Alice marcou nesta segunda-feira (19) o novo interrogatório dos irmãos Everton e Cleverson Vargas (foto), suspeitos da morte da modelo e youtuber Isabelly Cristine Santos, para quarta-feira (21) na Delegacia de Matinhos, no litoral do Paraná.

Também foi marcada pela delegada para quinta-feira (22), às 7h, a reconstituição do crime na PR-412, entre os balneários Ipanema e Praia de Leste, em Pontal do Paraná, também no litoral do estado.

Os suspeitos foram presos na manhã da quarta-feira (14). Porém, eles não prestaram depoimento à polícia por optarem por permanecer em silêncio.

Por isso, a defesa alega que não se trata de novo, mas do primeiro interrogatório dos irmãos para a autoridade policial. Na sexta-feira (16), eles foram ouvidos pela Justiça em audiência de custódia.

No domingo (18), os irmãos Vargas foram transferidos da Delegacia de Ipanema, em Pontal do Paraná, para a Delegacia de Matinhos por questões preventivas de segurança a fim de evitar possíveis tumultos, conforme o delegado Miguel Stadler.

Isabelly levou tiro fatal

RELEMBRE O CASO
Isa, como era conhecida, foi baleada por volta das 2h da quarta-feira (14), entre os balneários Ipanema e Praia de Leste, em Pontal do Paraná. Ela foi atingida um pouco acima do olho esquerdo.

A adolescente estava no banco de trás de um automóvel, junto com a mãe. Na frente, segundo a Polícia Civil, estavam um amigo e o pai do amigo, Herbert Luiz de Félix, que dirigia o veículo.

Em depoimento à polícia, ele disse que foi fechado por um carro pouco antes do crime – o motorista contou que o carro dos irmãos estava na pista da esquerda e que deu sinal que viraria à direita. Segundo ele, os dois carros transitavam em baixa velocidade.

“Só que eu vi o pisca dele para virar para a direita e, para evitar que ele colidisse, eu joguei o carro para a direita. Perdi o controle do carro, o carro girou na frente dele. Só que ele virou à esquerda e continuou (…) Nesse girar do veículo, eu tive que retornar e girar de novo ele para voltar para Paranaguá”, contou Herbert Luiz de Felix.

Félix relatou ainda que, logo após a fechada, o carro parou a cerca de 60 metros e que um dos ocupantes do veículo, sem descer, efetuou três disparos contra o carro onde estava Isabelly.

A rodovia onde ocorreu o crime tem pista simples. Na região, é permitido parar na via para virar à esquerda. Por isso, os carros que vêm atrás ultrapassam pela direita.

Do G1

Etiquetas

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar