Ligue-se a nós

Polícia

Homem que mantinha família refém morre após trocar tiros com a PM

NA VILA GUARANI EM PARANAGUÁ

Publicado

no

Agora Litoral
Um homem que mantinha a família sob a mira de um revólver, na Vila Guarani, em Paranaguá, morreu após trocar tiros com a Polícia Militar. O confronto aconteceu próximo da 1 hora desta sexta-feira (13).

A Polícia Militar chegou ao local após receber um pedido de socorro da irmã de Manoel Galdino Ferreira, de 40 anos, conhecido por “Manolo” e também por “Mané Golias”. Segundo ela, Manoel estava transtornado e ameaçando matar alguns familiares.

Ao chegar à residência, na Rua Arcésio Guimarães, os PMs chamaram pela proprietária do imóvel, que é mãe de Manoel, mas quem apareceu foi ele, portando um revólver. Em seguida, passou a atirar contra os militares.

Os policiais conseguiram se abrigar e ainda tentaram conversar com o homem, pedindo para largar a arma, mas Manoel não atendeu a solicitação e acabou se escondendo em um banheiro, onde, com a arma para fora do cômodo, continuou a efetuar disparos contra a equipe da PM.

Na troca de tiros, um dos policiais acabou atingido na mão por estilhaços, mas as lesões não foram graves. Os policiais, então, revidaram à agressão e Manoel acabou baleado. Em seguida foi acionado o SAMU, mas ele não resistiu, entrando em óbito no local.

Após a perícia criminal na casa, o corpo de Manoel Galdino Ferreira foi recolhido pelo Instituto Médico Legal (IML) de Paranaguá para exames complementares.

TRANSTORNADO
Durante o atendimento à ocorrência, os familiares informaram para as equipes da PM que se deslocaram em apoio à situação, que Manoel estava transtornado no interior da residência, andando com a arma em punho, e que a todo momento dizia que ia matar alguém. Outro familiar do suspeito ainda teria relatado que tinha sido ameaçado por ele, que inclusive teria colocado a arma em seu rosto.

Após a ocorrência ter sido encerrada no local do confronto, os policiais militares envolvidos na situação se apresentaram na 1ª Subdivisão Policial, junto com as vítimas das ameaças e testemunhas, para que fossem tomadas as providências necessárias.

O revólver usado por Manoel foi apreendido pelo Instituto de Criminalística para passar por perícia.

Deixe seu comentário!

Polícia

Garoto de 16 anos é flagrado com 66 comprimidos de ecstasy em Pontal

Menor gerenciava comércio de drogas no balneário Marissol

Publicado

no

Por

Droga e dinheiro que estavam na mochila do menor

Na tarde de segunda-feira (24), policiais militares atuantes na Operação Verão Maior apreenderam um adolescente acusado de envolvimento com o tráfico de drogas.

A ação ocorreu na cidade de Pontal do Paraná e resultou na apreensão de 66 comprimidos de ecstasy, dois gramas de maconha e R$ 165 em dinheiro miúdo.

Tudo começou com denúncias repassadas pela comunidade, relatando que um menor gerenciava o comércio e a distribuição de drogas no balneário Marissol.

Seguindo as informações, as equipes da PM foram até a localidade e realizaram patrulhamento na tentativa de identificar o suspeito.

Por volta das 14h40, os militares visualizaram um rapaz que se encaixava na descrição repassada, saindo de uma farmácia, localizada na Rua dos Canários, próximo ao balneário Ipanema. Na abordagem, foi verificado que se tratava de um adolescente de 16 anos.

Na revista, foram encontrados na mochila do menor os comprimidos de ecstasy, a porção de maconha e o dinheiro.

Diante da situação, o garoto foi apreendido e encaminhado para a delegacia, a fim de ser colocado à disposição da Justiça.

Continuar Lendo

Polícia

PM prende quatro em Pontal do Paraná com drogas e arma de fogo

Um deles deveria estar usando tornozeleira eletrônica, mas alegou que o aparelho estava com defeito

Publicado

no

Por

Quatro pessoas, sendo três homens e uma mulher, foram presos em Pontal do Paraná, no Litoral do estado, em uma casa onde foi encontrada uma arma de fogo e drogas. A ação, realizada por policiais militares que atuam no Verão Maior 2019/2020, aconteceu na tarde de sábado (22).

Durante o patrulhamento na cidade, a equipe policial observou dois homens em atitude suspeita. Ao proceder a abordagem, os PMs constataram que um deles deveria estar usando tornozeleira eletrônica.

Ao ser questionado pelos militares, o rapaz teria alegado que o aparelho estava com problema (defeito) e havia deixado em casa.

A equipe da PM acompanhou a dupla até a residência.

No local, encontraram mais duas pessoas, um homem e uma mulher, e localizaram uma pistola, de calibre .380, 11 munições, 20 porções de maconha, R$ 304,80 em dinheiro e a tornozeleira eletrônica.
Na sequência, os abordados desacataram a equipe proferindo palavras de baixo calão. Os policiais não se intimidaram e o grupo acabou sendo encaminhado à delegacia da cidade, onde foram tomadas as medidas cabíveis.

Continuar Lendo

Polícia

Cão de faro encontra maconha e auxilia PM na prisão de três pessoas em Pontal

Foi na noite de sábado na PR-407 sentido Litoral

Publicado

no

Por

Hórus encontrou oito buchas de maconha

O Canil do Batalhão de Polícia Rodoviária (BPRv) fez mais uma atuação no litoral do Estado, na noite de sábado (22). A ação ocorreu no Posto Rodoviário de Pontal do Paraná, onde a equipe policial, com o cão de faro Hórus, encontrou oito buchas de maconha em um carro que seguia pela PR-407, sentido litoral.

Três pessoas foram conduzidas à delegacia (uma por estar com a droga, outra por ser foragido da justiça e o terceiro por violação da tornozeleira eletrônica).

A abordagem ocorreu durante uma fiscalização, em frente ao posto rodoviário, por volta das 21h40. Os policiais militares rodoviários viram três ocupantes num Peugeot 307 e, durante a verificação de documentos, colocaram o cão Hórus para fazer uma varredura. Logo foram descobertas as buchas de maconha no banco traseiro do carro.

Em continuidade a abordagem, foi constatado que um passageiro tinha um mandado de prisão em aberto por ter fugido da Colônia Penal, o segundo tinha mais uma bucha de maconha e o terceiro estava com a tornozeleira eletrônica desligada e fora da comarca que deveria estar.

Diante de toda a situação, o trio acabou levado até a Delegacia de Ipanema, em Pontal, para as medidas cabíveis.

Continuar Lendo
Anúncio
error: Cópia proibida.