Ligue-se a nós

Polícia

Divisão de Narcóticos procura traficantes no litoral

OPERAÇÃO OCORRE EM PARANAGUÁ, MATINHOS E PONTAL DO PARANÁ

Publicado

no

Alvos são os responsáveis por distribuir drogas no litoral

Agora Litoral
Uma quadrilha de traficantes de drogas que atuava no Litoral do Paraná é alvo de uma operação deflagrada pela Divisão de Narcóticos (Denarc).

Desde as 6h desta sexta-feira (27), mais de 60 policiais estão nas ruas para cumprir 52 mandados judiciais – sendo 22 de prisão, 24 de busca e apreensão e outros seis de sequestro de veículos utilizados pela organização criminosa.

A ação policial acontece em Curitiba, Paranaguá, Matinhos, Pontal do Paraná e na cidade de Pato Bragado, região Oeste do Paraná.

Um dos alvos da operação é Rafael Rodolfo de Castro, vulgo Some – apontado pela Denarc como chefe da quadrilha. Preso na Penitenciária Estadual de Piraquara, ele já foi condenado pelos crimes de roubo, latrocínio, porte de armas e tráfico de drogas. Some teria função de liderança dentro de uma organização criminosa que atua dentro e fora dos presídios.

Toda a negociação para a compra da droga e o comando e coordenação dos pontos de venda no Litoral passava por ele. Na mesma cela de Some, está Wagner José Vital, o Psico, que seria sócio de Some. Psico foi condenado pelos crimes de
falsificação de documento público, homicídio e tráfico de drogas.

Outro preso que negociava o envio de drogas para o Litoral do Estado é Alessandro da Silva Oliveira, conhecido por Caixão. Ele está detido na Penitenciária de Foz do Iguaçu e possui condenações pelos crimes de homicídio e tráfico de drogas. Durante as investigações, Caixão negociou a venda de drogas para diversos traficantes dos Estados do Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul.

No Litoral, o encarregado de atender as ordens de Some e coordenar o tráfico de drogas é João Geraldo Oliveira Silva, mais conhecido como “Véio”. Ele, que tem passagem pela polícia por tráfico de drogas, tinha como função dentro da quadrilha articular toda rede criminosa de distribuição de entorpecentes no Litoral.

“Véio” recebia quinzenalmente a droga enviada por Some de Curitiba para o Litoral. As pessoas responsáveis por este transporte também são alvos de mandados de prisão.

Participam da operação policiais civis da Denarc de Curitiba, de Ponta Grossa e de Cascavel, do Centro de Operações Policiais Especiais (Cope) e da Delegacia de Paranaguá.

Mais detalhes sobre a operação e a atuação da quadrilha serão repassados em entrevista coletiva concedida às 11h na sede da Denarc em Curitiba.

Deixe seu comentário!

Polícia

Preso em Matinhos autor de brutal homicídio na Vila Nova

Crime foi elucidado após investigação feita por um parente da vítima.

Publicado

no

Por

Foi preso em Matinhos, no Litoral do Paraná, o autor de um bárbaro homicídio ocorrido no final de semana no bairro Vila Nova.

Roberson William Jacques Pereira, de 28 anos, confessou o crime após ser reconhecido por câmeras de monitoramento e apontado por algumas pessoas de que teria ido à casa de Mizael Martins Elias, de 55 anos, morto a facadas em casa, na Rua Realeza.

O latrocínio (roubo seguido de morte) teria ocorrido após Mizael perceber que Roberson estava roubando o seu celular e outros pertences.

Os dois teriam entrado em luta corporal e Roberson esfaqueado a vítima diversas vezes.

O corpo de Mizael foi encontrado por um familiar caído em sua cama, com marcas de golpes de faca.

Mizael (Foto redes sociais)

INVESTIGAÇÃO
Toda investigação foi feita por um parente de Mizael, policial militar da reserva, que, após descobrir o endereço do autor, enquadrou Roberson na pensão em que ele estava morando e chamou a Polícia Civil.

Enquanto os policiais civis se deslocavam até a pensão, Roberson tentou apanhar a arma do PM, mas foi dominado e confessou o assassinato.

No quarto da pensão, foram encontrados o celular da vítima, as chaves da casa de Mizael e as roupas ensaguentadas que Roberson usava no dia do crime.

Roberson, autor do latrocínio

Continuar Lendo

Polícia

PM apreende pé de maconha ao tentar abordar suspeitos em Matinhos

Planta estava em um barraco no bairro Mangue Seco.

Publicado

no

Por

Um pé de maconha, que era cultivado em um barraco no bairro Mangue Seco, na cidade de Matinhos, foi apreendido por policiais militares da 2ª Companhia do 9º Batalhão. Foi na tarde de quarta-feira (01).

A apreensão teve início quando uma equipe de Rádio Patrulha, durante deslocamento pela Rua Adrianópolis, desconfiou de dois indivíduos que estavam sentados em frente a um casebre de madeira.

Os policiais resolveram fazer a abordagem mas a dupla, ao perceber a aproximação da viatura, fugiu para dentro do barraco.

Os militares foram no encalço dos suspeitos, porém os suspeitos conseguiram fugir. Durante averiguação no local, os PMs localizaram um vaso contendo um pé de maconha.
A planta foi apreendida e entregue na Delegacia de Polícia Civil para as providências necessárias.

Continuar Lendo

Polícia

PM apreende rapaz de 17 anos por tráfico de drogas em Matinhos

Adolescente tinha pinos de cocaína e buchas de crack.

Publicado

no

Por

Na manhã de quarta-feira (1º), policiais militares do 9º Batalhão apreenderam um adolescente de 17 anos, acusado de envolvimento com o tráfico de drogas na cidade de Matinhos, no Litoral do Paraná.

A ação foi realizada por uma equipe de Rádio Patrulha da 2ª Companhia.

Segundo consta no boletim de ocorrência, os militares estavam em patrulhamento pela Avenida Paraná, no Tabuleiro, quando visualizaram dois rapazes em atitude suspeita.

Ao perceber a aproximação da viatura, um dos suspeitos gesticulou para outro rapaz que estava abrigado embaixo de um toldo.

Os militares, já desconfiados da situação, perceberam quando o segundo suspeito se desvencilhou de algo, que foi jogado no chão.

Realizada a busca pessoal e a averiguação no local, os policiais localizaram, próximo ao abordado, oito pinos plásticos contendo cocaína e mais oito buchas de crack. Com o suspeito ainda foi localizada certa quantia em dinheiro.
Diante do flagrante, o jovem foi apreendido e encaminhado à delegacia de polícia de Matinhos para as devidas providências.

Continuar Lendo
Anúncio