Ligue-se a nós

Polícia

Casal é preso por tráfico de drogas na Ilha do Mel

Prisão foi feita pela Patrulha Costeira da PM, na noite de sábado.

Publicado

no

Um casal foi preso na Praia de Encantadas, na Ilha do Mel, na noite de sábado (10), por envolvimento com o tráfico de drogas.

A ação foi realizada por policiais militares da Patrulha Costeira do 9º Batalhão, que encaminhou os envolvidos ao plantão da Delegacia Cidadã de Paranaguá para a elaboração do flagrante.

Durante a abordagem, houve a apreensão de 68 comprimidos de ecstasy, além de outras drogas sintéticas, conhecidas como “papel”, “doce” e “bala”, além de latas de antirrespingo para fazer uma substância conhecida como “loló”.

Esses produtos estavam com Luana de Souza Albuquerque, de 22 anos, moradora no Jardim Guaraituba, em Paranaguá.

Com Lucas Matheus Fernandes Sprandel, de 20 anos, residente na Ponta do Caju, também em Paranaguá, houve a apreensão de 26 gramas de maconha, seis gramas de cocaína, além de mais dezessete comprimidos de ecstasy e unidades de outras drogas sintéticas.

DENÚNCIAS ANÔNIMAS
Tudo começou por volta das 19 horas, após denúncias anônimas de que alguns indivíduos estariam no interior de uma embarcação, que tinha saído de Paranaguá, em direção à Praia de Encantadas, transportando substâncias entorpecentes.

A equipe da Patrulha Costeira deu atendimento à ocorrência e, quando a embarcação informada na denúncia chegou no trapiche de Encantadas, foi realizada a abordagem.

Durante as diligências, os militares encontraram com os suspeitos os entorpecentes, além de certa quantia em dinheiro e embalagens plásticas usadas para embalar a droga.

Diante dos fatos, foi solicitado o apoio da embarcação da Divisão Marítima e Ambiental da Guarda Civil Municipal, sendo Lucas e Luana conduzidos para a unidade policial, em Paranaguá, onde foi elaborado o flagrante.

Na sequência, o casal foi encaminhado para o setor de carceragem da Cadeia Pública, ficando à disposição da Justiça.

Deixe seu comentário!

Polícia

Preso em Guaratuba homem que iria vender drogas numa festa rave

Prisão ocorreu na madrugada de domingo (18), no bairro Mirim.

Publicado

no

Por

A Polícia Militar prendeu, no início da madrugada de domingo (18), em Guaratuba, no Litoral do Paraná, um homem com maconha e comprimidos de ecstasy.

Ele informou à equipe da ROTAM que pretendia vender a droga em uma festa rave (tipo de festa que acontece em sítios ou galpões, com música eletrônica).

A prisão ocorreu após os policiais militares da 3ª Companhia do 9º BPM, durante patrulhamento pela Avenida Prefeito Miguel Jamur, no bairro Mirim, abordarem um automóvel ocupado por várias pessoas e conduzido por Rafael Venâncio, de 34 anos, conhecido no meio policial pelo envolvimento com o tráfico de drogas na região.

Quando acompanhavam o automóvel, os integrantes da ROTAM notaram que um dos ocupantes jogou um objeto pela janela do carro em direção da via. Porém, na sequência, vendo a impossibilidade de fugir, o motorista (Rafael) reduziu a velocidade e parou o veículo.

Cinco pessoas desceram do carro – duas mulheres, dois homens e um adolescente de 17 anos de idade. Com eles ou no automóvel nada de ilícito foi encontrado. Contudo, ao verificarem o que foi arremessado pela janela do veículo durante o acompanhamento tático, os militares constataram ser um invólucro contendo certa quantidade de maconha e alguns comprimidos de ecstasy.

Indagado, Rafael Venâncio confirmou ser responsável pelas drogas e afirmou que estava transportando os entorpecentes para vendê-los em uma festa rave.

MAIS DROGAS
Diante da situação, Rafael recebeu voz de prisão e estava sendo encaminhado para o Cartório da 3ª Cia. para a confecção de Boletim de Ocorrência e posterior flagrante, quando resolveu delatar onde estavam escondidas o restante das drogas que foram apreendidas na abordagem policial.

Os militares foram na casa do amigo dele, na Rua União da Vitória, no bairro Canela, e entraram em contato com o pai do homem apontado, que não estava no local naquele momento.

O responsável pela casa franqueou a entrada dos policiais e permitiu a realização das buscas. No imóvel foram encontrados mais 340 gramas de maconha, 85 comprimidos de ecstasy, duas balanças de precisão e 350 reais em espécie.

A droga foi apreendida e Rafael Venâncio, que deu início à ocorrência, foi encaminhado até a 8ª Delegacia Regional de Polícia Civil para a confecção do flagrante.

Continuar Lendo

Polícia

Identificadas vítimas de tiroteio na tarde de domingo em Paranaguá

Um morreu na hora; outros três estão internados no Hospital Regional.

Publicado

no

Por

Foram identificadas oficialmente as vítimas do tiroteio ocorrido na tarde de domingo (18), na baixada do bairro Santos Dumont, em Paranaguá. Um deles morreu na hora e outros três estão internados em estado grave no Hospital Regional do Litoral.

Os homens estavam em frente ao bar do Samuca, na Rua Cláudio Fontes, por volta de 16 horas, quando uma motocicleta de cor verde, com dois indivíduos, passou pelo local e seus ocupantes atiraram contra o grupo. Foram mais de 30 tiros de arma automática.

Ederson Cabral dos Santos, de 27 anos, conhecido por “Eder”, atingido na cabeça e em outras partes do corpo, morreu no local.

Lucas Gabriel Luiz Maurício Ramos, de 19 anos, o “Lukinha”, chegou a ser dado como morto, mas, posteriormente, após ter se mexido, foi encaminhado pelo SAMU ao Regional.

Bruno Ramos do Nascimento, de 24 anos, e Erick Soares Lopes, de 30, também ficaram gravemente feridos e igualmente encontram-se hospitalizados.

Logo após a ocorrência, a informação era que uma pessoa havia morrido e outras duas ficado gravemente feridas. No entanto, um dos atingidos foi levado por meios próprios em busca de socorro médico.
METRALHADORA
O som dos disparos assustou os moradores e todos que se encontravam próximo ao local do assassinato e das tentativas de homicídio. Alguns chegaram a declarar que os disparos teriam sido feitos por uma metralhadora.

Até o domingo, apesar da escalada da violência em Paranaguá, não se tinha informações de crimes praticados com a utilização de armas com um poder de fogo como o demonstrado na tarde deste domingo.

A Polícia Civil investiga o caso, mas até agora os autores do homicídio e das tentativas de assassinato não foram identificados.

Qualquer informação que ajude a Polícia poderá ser repassada anonimamente para o Disque-Denúncia através do telefone 181.

Continuar Lendo

Polícia

Denúncia leva PM a prender rapaz com mais de 2 kg de maconha em Morretes

Foi na tarde de quarta-feira, na Reta do Porto.

Publicado

no

Por

Uma denúncia anônima possibilitou à Polícia Militar prender, na tarde de quarta-feira (14), um rapaz acusado de envolvimento com o tráfico de drogas na cidade de Morretes, no Litoral do Paraná.

Na ação houve a apreensão de mais de dois quilos de maconha, além de três mudas do entorpecente, porções de outras drogas e vários objetos sem comprovação de origem.

A informação relatou que em uma residência localizada às margens da rodovia Mário Marcondes Lobo (PR-411), na Reta do Porto, estaria ocorrendo o comércio de entorpecentes.

Chegando no endereço, durante as diligências os militares visualizaram três pés de maconha plantados no terreno do imóvel. Na casa também havia cinco pessoas, sendo que dois rapazes e duas moças estavam em atitude suspeita.

Após a solicitação de reforços, os policiais realizaram a abordagem e, diante do flagrante iniciado pela presença das plantas de maconha, entraram no imóvel e interceptaram todos os suspeitos.

Um dos abordados, identificado como Mateus Henrique Hellas Brites, de 21 anos, que era o alvo da denúncia, após ser indagado, confessou estar vendendo drogas no endereço.
No local, durante as buscas, foram localizados 2,4 Kg de maconha, três plantas da mesma droga, duas buchas de cocaína e duas buchas de crack.

Também foram apreendidas três ampolas de anabolizante, três balanças de precisão, três cadernos com anotações do tráfico de drogas, dinheiro, uma nota falsa de R$ 50 e vários objetos, como celulares, bicicletas e um violão que o dono da casa admitiu que recebeu como moeda de troca por drogas.

Diante do flagrante, Mateus Brites recebeu voz de prisão e foi encaminhado até a Delegacia de Polícia Civil de Morretes, junto com tudo que foi apreendido e os outros envolvidos, para as providências necessárias.

Continuar Lendo
Anúncio
error: Cópia proibida.