Ligue-se a nós

Polícia

Casal de pastores mantinha filhos em cárcere privado

Meninos de 9 e 11 anos viviam trancados num quartinho sem luz elétrica

Publicado

no

Meninos viviam num quartinho nos fundos da residência luxuosa do casal de pastores. Imagem: RPC

Paranaguá, PR
Agora Litoral

Um casal de pastores foi preso nesta quarta-feira (12), após o cumprimento de mandado de busca e apreensão e prisão. Eles são suspeitos de manter dois filhos (de 9 e 11 anos), em cárcere privado. A ação chegou até a Polícia Civil de Imbituba através de denúncias anônima ao Conselho Tutelar do município.

De acordo com a polícia, as crianças foram resgatadas vivendo num quartinho nos fundos da residência principal sem luz elétrica e televisão. “Quando não tinha ninguém em casa, eles eram trancados na edícula.

Eles só saíam do local para ir à escola, e às vezes na casa dá avó com o pai”, afirmou a delegada responsável pelo caso, Emanuele Siqueira. Ela disse ainda que no quarto das crianças tinha apenas um beliche, um guarda-roupa e uma mesa para estudo.

A delegada contou também que no momento que a equipe policial chegou na casa as crianças começaram a arrumar suas coisas e não quiseram continuar morando no local. “Elas foram ouvidas na delegacia na presença de uma psicóloga e ficaram felizes em saber que iriam para um abrigo”, disse a delegada.

A equipe policial levantou que a comida era servida pelo pai na hora do almoço e jantar. Após as refeições eles eram obrigados a limparem os utensílios utilizados e a lavarem os uniformes escolares.

A residência do casal de pastores era uma casa aconchegante com quatro quartos, dois banheiros, vários televisores, além de moveis planejados, mas as crianças eram impedidas de entrar no local. Os meninos são filhos do pastor. A mulher tem dois filhos (de 19 e 20 anos) que moram em Curitiba onde estudam numa faculdade particular.

O casal foi preso em flagrante e ouvido na delegacia. Eles alegaram que o comportamento faz parte da educação rígida que eles passavam aos filhos. Questionada sobre a falta de luz, a mulher alegou que as crianças dormiam cedo, por volta das dezenove horas e por isso não precisavam de luz.

Segundo relatos das crianças na delegacia, caso elas tirassem notas menores que 8,5 na escola, elas eram castigadas. De acordo com a Polícia não havia sinais de agressões e a agressão contra os meninos já estaria ocorrendo há cinco anos. Caso condenado, o casal pode pegar de três a oito anos de prisão. Como é costumeiro, a identidade dos dois não foi revelada pela Polícia Civil.

Deixe seu comentário!

Polícia

PM apreende porções de crack, cocaína e maconha em Guaratuba

Foi na madrugada de quarta-feira no balneário Piçarras

Publicado

no

Por

Após uma denúncia de tráfico de drogas, policiais militares atuantes no Verão Consciente 2020/2021 prenderam um adulto e encaminharam três adolescentes à 8ª Delegacia Regional de Polícia (DRP) de Guaratuba. A ação, que ocorreu na madrugada de quarta-feira (24/02), resultou na apreensão de porções de maconha, cocaína e crack.

Conforme informado pela PM, por volta da 1h40, os policiais receberam informações sobre o comércio de entorpecentes no balneário Piçarras e foram averiguar. Ao chegarem no local denunciado, as equipes policiais perceberam que alguns dos presentes tentaram fugir, mas todos foram detidos.

Durante as buscas, a equipe policial encontrou 19,5 gramas de maconha, 13 buchas de cocaína, 32 pedras de crack e R$ 137,75 em dinheiro, além de facas para fracionar as drogas e uma balança de precisão.

Diante dos fatos, um rapaz de 19 anos, dois adolescentes de 17 e uma de 13 foram conduzidos à unidade policial, juntamente com os ilícitos apreendidos, para que fossem tomadas as providências necessárias.

Continuar Lendo

Polícia

Casal é preso com drogas e tenta subornar PMs em Pontal do Paraná

Foi na madrugada de quarta-feira (24/02) no balneário Shangrilá

Publicado

no

Por

Apreensão feita pela PM

A Polícia Militar prendeu um casal e apreendeu diversas porções de drogas, dinheiro e uma faca com um casal em Pontal do Paraná. Os suspeitos ainda teriam tentado subornar os policiais para serem liberados. A ação aconteceu por volta da 1h40 de quarta-feira (24/02), no balneário Shangrilá, em Pontal do Paraná.

O casal caminhava pela Avenida Aníbal Khury em atitude suspeita e foi abordado por uma equipe que estava em patrulhamento pelo local. Com o homem nada de ilícito foi encontrado. Porém, na bolsa da mulher, havia 10 porções de maconha, duas pedras de crack, um envelope com cocaína, dois tubos pequenos usados para fumar crack e R$ 494 em dinheiro, além de uma faca com uma lâmina de aproximadamente 20 cm.

Com o apoio de outra equipe, uma policial militar fez uma busca pessoal na mulher e encontrou, nos bolsos dela, lâminas (giletes). Durante a abordagem, a mulher teria oferecido R$ 300 aos policiais para não ser presa e informou onde havia comprado os entorpecentes. Diante da situação, além do crime de tráfico de drogas, também foi constatado o crime de corrupção ativa.

No local indicado pela suspeita, os militares fizeram buscas, mas não encontraram nada de ilícito. Sendo assim, os dois suspeitos foram presos e encaminhados, juntamente com os ilícitos, à delegacia de polícia, no balneário de Ipanema, para que fossem tomadas as providências necessárias.

Continuar Lendo

Polícia

Homem flagrado com cocaína se joga em rio para tentar fugir da Rotam

Foi na madrugada de terça-feira (23), na área central de Morretes

Publicado

no

Por

Um homem de 30 anos, suspeito de envolvimento com o tráfico de drogas na cidade de Morretes, tentou fugir da Polícia Militar, na madrugada de terça-feira (23), se jogando em um rio na área central do município. A fuga acabou frustrada por uma equipe da Rotam (Ronda Ostensiva Tático Móvel) que, durante a ação, encontrou uma porção de cocaína que ele dispensou durante a debandada.

Tudo começou quando os policiais militares, atuantes na Operação Verão Consciente, estavam em patrulhamento de rotina pela Rua Almirante Frederico de Oliveira e visualizaram o suspeito, que passou a agir de maneira estranha ao perceber a aproximação da viatura.

Conforme o relato do boletim de ocorrência, o homem, que trajava camiseta branca e bermuda jeans, segurava um invólucro plástico de cor branca em uma das mãos quando foi observado pela equipe policial.

Ao notar que seria abordado, ele empreendeu fuga, jogando-se em um bambuzal e, posteriormente, em um rio, o que lhe causou várias escoriações pelo corpo.

O homem acabou perseguido pelos policiais e foi abordado instantes depois. Indagado sobre o motivo da fuga, ele alegou que correu por ter se assustado com a presença dos policiais.

Durante a busca pessoal, nada de ilícito foi localizado com o abordado, mas, refazendo o trajeto do acompanhamento tático, os militares obtiveram êxito em encontrar o objeto que estava na posse do suspeito durante o primeiro contato, que, após aberto, constatou-se ser uma bucha contendo 3g de cocaína.

Diante da situação, o homem, que é morador de Morretes, recebeu voz de prisão e foi encaminhado ao plantão da Delegacia de Polícia, para que fossem tomadas as providências necessárias.

Continuar Lendo
Anúncio