Ligue-se a nós

Polícia

Autores de latrocínio em Matinhos torturaram vítima para conseguir dinheiro

Imagens mostram que eles estavam com Sergio Marcelo desde a tarde de sábado

Publicado

no

Dupla presa por latrocínio

Giuliano Roberto dos Santos, de 33 anos, e Alan Fernando Vaz Martins, de 32, autores do brutal latrocínio (roubo seguido de morte) de Sergio Marcelo Buhrer Slompo, de 52 anos, no final da noite de sábado (2/10) em Matinhos, no Litoral do Paraná, torturaram a vítima para que esta revelasse onde teria mais dinheiro em sua casa.

As investigações da Polícia Civil apontam que a brutalidade com que o crime foi praticado teria sido motivada porque os dois acreditavam que Sergio Marcelo teria um cofre em sua residência – na Travessa Cuiabá, na área central do município. A própria delegada Sâmia Cristina Coser, que comanda o trabalho investigativo, ficou chocada com a selvageria feita pelos dois.

Em entrevista à Ilha do Mel FM na manhã desta segunda-feira (4/10), a policial disse também que os dois estavam sob efeito de drogas e que, inclusive, teriam contratado uma garota de programa para fazer sexo na casa de Sergio Roberto. Esse fato também seria presenciado pelo filho de Giuliano, um menino de oito anos, que testemunhou o assassinato.

De acordo com a investigação, Giuliano e Alan haviam sequestrado Sergio Marcelo ainda na tarde de sábado. A princípio, acreditava-se que os dois teriam batido na porta da vítima à noite antes de torturá-la até a morte. Câmeras de monitoramento mostraram a dupla chegando na residência, com Giuliano dirigindo a Duster pertencente a Sergio Marcelo.

Giuliano e Alan, que já tinham passagens pela polícia, serão indiciados pelos crimes de latrocínio e corrupção de menores.

NOTÍCIA RELACIONADA

MATINHOS: Homem é espancado até a morte em casa; autores foram presos.

Clique para comentar

Deixe seu comentário!

Polícia

Homem é preso após ser flagrado maltratando cães em Antonina

Prisão foi feita pela Polícia Civil na tarde de segunda-feira

Publicado

no

Por

A Polícia Civil do Paraná (PCPR) prendeu em flagrante um homem, de 50 anos, por maus-tratos a dois cachorros em Antonina, na tarde de segunda-feira (24/01). Os policiais chegaram ao local após receberem um vídeo do homem batendo nos animais com um galho e mostrando os cachorros em péssimas condições.

No local, os policiais verificaram que os cães estavam amarrados em uma corrente dentro de um espaço pequeno, sem água limpa e comida. O homem foi preso em flagrante e os animais foram entregues aos cuidados de uma Organização Não Governamental (ONG) de proteção animal de Morretes.

VEJA O VÍDEO

A Polícia Civil tem presença reforçada no Litoral neste período do Verão Paraná – Viva a Vida. Na primeira fase da temporada, os policiais realizaram mais de 3 mil procedimentos de polícia judiciária na região. Os policiais civis atuaram nos municípios de Matinhos, Guaratuba, Pontal do Paraná, Antonina e Morretes.

Continuar Lendo

Polícia

Suspeito de tráfico é preso em Paranaguá após denúncia no 181

Foi na noite de terça-feira, no Bockmann

Publicado

no

Por

Material apreendido pelos militares

Na Rua Joaquim Tigre, Bockmann, em Paranaguá, policiais militares da Rotam (Rondas Ostensivas Tático Móvel) prenderam, na noite de terça-feira (25/01), Bruno Souza da Rosa, de 40 anos, pelo crime de tráfico de drogas. A ação ocorreu após vigilância e informações de agentes da Agência Local de Inteligência do 9º BPM, com base em denúncias repassadas pelo telefone 181 (Narcodenúncia).

Por volta das 20h15, policiais militares da Rotam foram ao local e, inicialmente, abordaram o passageiro de um carro que foi visto saindo da residência de Bruno. Com o homem os policiais encontraram uma bucha de cocaína.

Em seguida, os policiais foram até a moradia e, na busca, domiciliar autorizada pela esposa do suspeito, foram localizados, em um dos cômodos, quatro unidades de ecstasy, 26,5 gramas de cocaína distribuídos em buchas e pinos e a quantia de R$ 1267,40 em notas trocadas.

Diante dos fatos, Bruno acabou conduzido à Delegacia Cidadã de Paranaguá, onde foi autuado em flagrante e, posteriormente, foi conduzido para a Cadeia Pública, à disposição da Justiça.

Continuar Lendo

Polícia

Suspeito de tráfico de drogas morre ao reagir à abordagem da PM em Guaratuba

Ocorrência foi registrada no final da noite de segunda-feira no Carvoeiro

Publicado

no

Por

Um homem denunciado por envolvimento com o tráfico de drogas morreu, na noite de segunda-feira (23/01), em Guaratuba, ao reagir a uma abordagem de policiais militares das Rondas Ostensivas Tático Móvel (Rotam).

Rafael da Silva Pereira, de 38 anos, natural de Paranaguá, acabou baleado e não resistiu aos ferimentos. Com ele foi apreendido um revólver calibre 38.

A ação policial teve início quando os militares realizavam patrulhamento pelo bairro Carvoeiro e receberam informações de que um homem de bigode, conhecido como “Pate”, estaria comercializando drogas em uma meia água de madeira na Rua Afonso Pena, no mesmo bairro. A informação dava conta, ainda, que o suspeito estaria armado.

Por volta das 23h45, os policiais chegaram ao local e encontraram a residência com as luzes internas acesas. Após baterem na porta, Rafael apareceu com um revólver na mão. Mesmo recebendo voz de abordagem e ordem para largar a arma, ele acabou apontando o revólver em direção aos policiais.

Rafael acabou baleado e, em seguida, foi acionado o Corpo de Bombeiros para socorrê-lo, mas quando a equipe de emergência chegou ao local, constatou que ele já estava em óbito. O local foi isolado para ser feita a perícia do Instituto de Criminalística e, em seguida, o corpo recolhido pelo IML de Paranaguá para exames complementares.

DROGAS
Durante as diligências pelo local, próximo da casa, numa área de mata, foram encontrados nove gramas de crack e três gramas de cocaína e, ainda houve a apreensão de dinheiro e uma balança de precisão.

Na sequência foi acionada uma equipe do Canil do Batalhão de Polícia Rodoviária, que, durante as buscas com um cão de faro, localizou mais 30 gramas de maconha, que estavam enterrados nos fundos do terreno, junto com alguns pinos (eppendorf) usados para embalar cocaína.

Continuar Lendo
Anúncio
error: Cópia proibida.