Ligue-se a nós

Paraná

Prova Paraná 2020 terá mais de 1,2 milhão de alunos

O teste ajudará a mostrar acertos e corrigir falhas do sistema de ensino no Estado

Publicado

no

A Prova Paraná estreia no sistema de ensino do Estado nessa terça-feira (18), com números expressivos. Ela será aplicada a estudantes de toda a rede estadual e de 398 redes municipais de ensino.

Serão submetidos à avaliação os alunos do 5º ano do Ensino Fundamental (municipal), do 6º ao 9º ano do Ensino Fundamental (estadual), do 1º ao 3º ano do Ensino Médio, além das modalidades Educação para Jovens e Adultos (EJA) e Médio Integrado.

O objetivo da prova, pela qual deverão passar mais de 1,2 milhão de alunos em todo o Paraná, é o de produzir uma avaliação diagnóstica, desenvolvida pela Secretaria de Estado da Educação e do Esporte.  Seu resultado trará subsídios sobre o aprendizado dos estudantes e permitirá entender como eles estão assimilando os conteúdos didáticos e até identificar onde há mais dificuldade na compreensão dos temas.

A partir dessas informações, os gestores das escolas poderão definir estratégicas pedagógicas específicas para aprimorar o processo de ensino e aprendizagem. Diferentemente de provas de avaliação externa, como o SAEB (Sistema Nacional de Avaliação da Educação Básica), a Prova Paraná não gera indicadores estatísticos de aprendizagem.

A Prova Paraná terá, nesta primeira edição, a aplicação da prova de Língua Inglesa (com exceção dos 5º e 6º anos do Ensino Fundamental e EJA). Uma segunda edição, prevista para acontecer nos dias 5 e 6 de maio, contemplará outras disciplinas.

Além das 1,2 milhão de provas, foram incluídas 141 avaliações escritas em Braille, para atender alunos com deficiência visual.  No caso de estudantes cegos que não dominam o sistema Braille, será disponibilizado o programa Dosvox, aplicativo de computador que lê textos em formato TXT.

Para outros tipos de necessidades especiais, como deficiência motora, Transtorno do Espectro Autista (TEA) e surdez, haverá a possibilidade de ter o tempo de prova flexibilizado, além do acompanhamento de um professor de apoio e até de guia-intérprete.

A Secretaria da Educação e do Esporte utilizará na correção da prova o aplicativo “Corrige”, desenvolvido por sua Diretoria de Tecnologia e Inovação. O programa funciona on-line e off-line e informa em tempo real quantos alunos tiveram suas avaliações corrigidas e quantas provas ainda falta corrigir em cada turma ou escola.

As provas terão também um QR Code, pelo qual o professor poderá identificar qual avaliação está sendo corrigida. Os dados, que serão processados em tempo real, serão utilizados na produção de relatórios de desempenho, uma ferramenta fundamental para subsidiar as tomadas de decisão das equipes gestoras e pedagógicas de cada escola.

A aplicação da Prova Paraná terá tempo de duração distinto, conforme a escolaridade do estudante. Será de 2 horas para 5º e 6º ano do Ensino Fundamental; 2h30 para os demais anos do Ensino Fundamental e Ensino Médio e de uma hora para a EJA.

Ao todo, são quatro modelos distintos de prova, com mais questões conforme a série que o aluno frequenta. As avaliações do 5º ano do EF são compostas por 44 questões, por exemplo, enquanto as provas do Ensino Médio têm 65 questões.

Deixe seu comentário!

Paraná

Escolas estaduais iniciam aulas online para mais de um milhão de alunos

Ação faz parte das medidas de combate à disseminação do novo coronavírus por meio do isolamento social

Publicado

no

Por

A Secretaria de Estado da Educação (SEED) informou que iniciou a implantação de pacote de ações que compõem o EAD no Paraná, nesta segunda-feira (6).

Os mais de um milhão de alunos passarão a ter aulas a distância a partir desta semana. Segundo a SEED, as escolas serão reabertas quando a situação for considerada segura pelas autoridades sanitárias.

As aulas são transmitidas na TV aberta e no YouTube. Na televisão, a transmissão ocorre em multicanais da RIC TV, afiliada da Rede Record no Paraná.

Já no YouTube, a transmissão é realizada nos mesmos horários da televisão.

Os vídeos no YouTube já estão no ar e os links dos canais por região do Paraná, a grade horária e os links para as aulas estão disponíveis no site da SEED.

APLICATIVO GARANTE PRESENÇA REGISTRADA
Os estudantes também poderão acompanhar as aulas pelo aplicativo Aula Paraná (que já pode ser baixado para Android e iOS). No aplicativo, além de acompanhar as aulas nos mesmos horários da televisão, o estudante poderá interagir com os professores e colegas em um chat em tempo real.

Segundo a secretaria, o aplicativo não vai consumir dados 3G e 4G, pois a pasta está providenciando pacotes de dados junto a todas as operadoras de telefonia.

As presenças dos alunos serão computadas de acordo com as atividades propostas pelas aulas na TV, pelo celular e pelo computador, e entregues online.

Alunos que não têm acesso à internet poderão entregar as atividades no papel em seus colégios, nos mesmos dias de entrega das merendas ou até sete dias depois que as aulas voltarem à normalidade.

Alunos que não têm acesso nem à TV e nem à internet poderão retirar as atividades propostas quinzenalmente na escola, no dia da retirada da merenda, e entregar na próxima quinzena ou até 7 dias após a retomada das aulas normalmente.

APOIO AO ENSINO MÉDIO
Segundo a secretaria, alunos do ensino médio que trabalham e não conseguem liberação de seus empregos para acompanhar as aulas nas transmissões ao vivo poderão assistir às aulas posteriormente, no YouTube, e fazer as atividades pelos aplicativos Aula Paraná e Google Classroom, que estão em implementação essa semana.

Também está em estudo a possibilidade de reprisar à noite, nos multicanais da TV Record / RIC Paraná, as aulas do EM, principalmente 3º ano. Essa definição será tomada nessa semana.

ACESSOS 
Para baixar o app Aula Paraná para celulares Android, CLIQUE AQUI

Para baixar o app Aula Paraná para celulares IOS, CLIQUE AQUI

Para ver a grade horária, CLIQUE AQUI

Para ver a lista de canais por cidade, CLIQUE AQUI

Continuar Lendo

Paraná

Adiado concurso da Agência de Defesa Agropecuária por tempo indeterminado

Nova data será definida de acordo com o acompanhamento da situação da Covid-19 e orientações das autoridades

Publicado

no

Por

Foram adiadas por tempo indeterminado as provas para o concurso público da Agência de Defesa Agropecuária do Paraná (Adapar), marcadas para 10 de maio de 2020.

O adiamento se deve à pandemia da Covid-19. O estado está organizando concurso público para a contratação de servidores de nível médio e superior para o quadro próprio da agência.

A nova data para aplicação das provas objetivas será definida conforme o acompanhamento da situação e orientações das autoridades.

Mais informações sobre o adiamento podem ser encontradas AQUI.

Continuar Lendo

Paraná

Hospital de Curitiba confirma que tem 20 funcionários infectados por coronavírus

Instituição criou um serviço de Pronto Atendimento específico para problemas respiratórios para reduzir o contato entre pacientes

Publicado

no

Por

O Hospital Marcelino Champagnat, em Curitiba, confirmou que tem 20 funcionários com coronavírus. Segundo a instituição, dois funcionários estão internados, e os outros 18 em isolamento domiciliar, com monitoramento da equipe de medicina do trabalho.

O hospital informou ainda que 103 colaboradores foram atendidos com sintomas de gripe – o que representa 14,71% do total de funcionários. A instituição tem 700 funcionários.

Eles estão usando os equipamentos de proteção individual (EPIs) e seguem as orientações da Organização Mundial da Saúde (OMS) e da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) e passam por treinamentos constantes.

“O hospital reitera que seus colaboradores são essenciais para realização da sua atividade fim – atendimento seguro aos pacientes – em quaisquer cenários. Por isso está empenhado em garantir que as equipes trabalhem protegidas em linha com as orientações dos órgãos competentes e de acordo com as melhores práticas médicas, assegurando assistência em caso de suspeita ou confirmação de COVID-19 ou qualquer doença”, diz a nota emitida pelo hospital.

PRONTO ATENDIMENTO PARA COVID-19
O Hospital Marcelino Champagnat ressalta ainda que foi criado um Pronto Atendimento específico para os casos de sintomas gripais. Entre 14 de março e domingo (05/04), foram atendidos 594 casos suspeitos do novo coronavírus, segundo a instituição.

O objetivo desse Pronto Atendimento específico é reduzir o contato entre pacientes e evitar a possibilidade de contaminação de pessoas.

Há 39 pacientes relacionados à Covid-19 que foram internados no Hospital Marcelino Champagnat. Desses, 14 tiveram a doença confirmada, e oito estão com exame em andamento.

Continuar Lendo
Anúncio