Ligue-se a nós

Notícias

Projeto de condomínio para idosos do Paraná pode ser replicado no País

Programa atende pessoas com mais de 60 anos

Publicado

no

Agora Litoral
O programa Viver Mais Paraná, criado pelo Governo do Estado para atender idosos carentes com moradias, pode inspirar políticas públicas e linhas de financiamento voltadas para a terceira idade em todo o País. A informação é do presidente da Caixa Econômica Federal, Pedro Guimarães. O banco estatal também pode ajudar a estender o programa para mais cidades paranaenses a partir de 2020.

O Viver Mais Paraná foi apresentado pelo governador Carlos Massa Ratinho Junior nesta segunda-feira (28), no Palácio Iguaçu, em encontro com as diretorias nacional e regional da Caixa, no qual foi lançado o programa Caixa Mais Brasil, que reduz taxas de juros para pessoas físicas e jurídicas.

Guimarães estabeleceu a vice-presidência da Caixa como canal direto com o Governo do Estado e a Companhia de Habitação do Paraná (Cohapar) para analisar os avanços do Viver Mais. Neste primeiro momento serão construídos 14 condomínios para a terceira idade com 40 unidades cada para atender a população de baixa renda, num sistema que une aluguel simbólico e atendimento social.

“É um programa interessante para a terceira idade, adorei a ideia. Vamos levar, pode ter alcance nacional. Vamos estudar como encaixar esse programa. Temos vocação para atender os mais carentes, as crianças e os deficientes, mas faltava um projeto mais estruturado para a terceira idade”, afirmou o presidente da Caixa.

Ratinho Junior pontuou a importância da parceria com a Caixa e afirmou que a instituição dá segurança ao Estado para realizar os seus investimentos. “A Caixa Econômica Federal tem uma parceria muito forte com o Paraná. O intuito é fortalecer as parcerias, que vão desde a área de financiamento em saneamento a programas habitacionais, mas também projetos de infraestrutura que precisarão de recursos nos próximos meses”, acrescentou o governador.

Pedro Guimarães também destacou que o direcionamento de ações do Estado para o turismo é um dos diferenciais do Paraná em relação aos demais entes da federação. “Gostei muito do projeto do balonismo (evento que aconteceu no Parque Estadual de Vila Velha, em Ponta Grossa), do foco em turismo, desse incentivo para a população mais carente, que é uma questão essencial para a Caixa”, complementou.

VIVER MAIS – Os primeiros empreendimentos do Viver Mais Paraná serão realizados em Cascavel, Cornélio Procópio, Fazenda Rio Grande, Foz do Iguaçu, Guarapuava, Irati, Jaguariaíva, Londrina, Maringá, Palmas, Piraquara, Ponta Grossa, Prudentópolis e Telêmaco Borba. Somente cidades com mais de 70 mil habitantes foram contempladas neste momento.

Maior programa de habitação do País para a terceira idade, a iniciativa coordenada pela Cohapar beneficia pessoas com mais de 60 anos que não têm casa própria. Cada condomínio contará com infraestrutura de saúde, assistência social e lazer para os futuros moradores.

Serão 40 moradias adaptadas por condomínio, construídas em estruturas horizontais fechadas, com espaços para saúde, assistência social e lazer. Os projetos arquitetônicos contam com praça de convivência, biblioteca, sala de informática, academia ao ar livre, horta comunitária, salão de festas e piscina para hidroginástica.

Pelos contratos firmados com os municípios, as prefeituras serão responsáveis pela manutenção dos condomínios. Caberá às administrações locais também a prestação de serviços periódicos básicos de saúde e assistência social nos condomínios, em espaços reservados para esta finalidade.

Participarão da seleção idosos com renda de um a seis salários mínimos, e que não sejam proprietários de outros imóveis. Os escolhidos poderão residir nas casas por tempo indeterminado, sozinhos ou em casais, com o pagamento de uma contrapartida mensal de 15% de um salário-mínimo, que equivale atualmente a R$ 149,70.

COHAPAR – Desde o início de 2019, foram entregues 803 casas urbanas e rurais de projetos do governo federal, com a participação da Cohapar. As unidades somam R$ 52 milhões de investimentos federais e estaduais aplicados em habitação popular em 21 municípios paranaenses. Há ainda outras 3.800 unidades em construção e o Governo negocia novas contratações junto à União e à iniciativa privada para aumentar os investimentos no Paraná.

PRESENÇAS – Participaram do encontro o vice-governador Darci Piana; o secretário da Fazenda, Renê Garcia Júnior; o presidente da Sanepar, Claudio Stabile; o assessor da Presidência da Caixa, Leandro Mattos; a superintendente nacional da Caixa, Élcio Lara; o superintendente regional Curitiba Leste da Caixa, Adriano Resende; o gerente-geral para o Estado do Paraná da Caixa, Sérgio Protz; o gerente de filial de habitação da Caixa, Carlos Viriato; e o gerente de filial de Governo da Caixa, Célio Izidoro.

Da AEN
Anúncio
1 Comentário

Deixe um comentário!

Notícias

Câmara de Paranaguá tem novo vereador

Jacaré foi empossado nesta segunda-feira (18)

Publicado

no

Por

Valdecir de Almeida Lenis, o Jacaré

Foi empossado na tarde desta segunda-feira, 18, na Câmara Municipal de Paranaguá, o primeiro suplente do Partido Socialista Brasileiro (PSB) Valdecir de Almeida Lenis, o popular Jacaré.

O novo edil ocupará a vaga do vereador Ratinho (PSB), o qual se licenciou por 60 dias para a realização de um tratamento de saúde.

Em seu primeiro discurso, logo após assumir a vaga de vereador, Jacaré afirmou que buscará apresentar projetos na área do esporte.

A sessão de posse, ocorrida na sala da presidência da Casa de Leis, foi prestigiada por diversos vereadores.

Na eleição de 2016, Jacaré fez 711 votos.

Da CMP
Continuar Lendo

Notícias

Encontrados corpos dos primos que se afogaram sexta-feira em Guaratuba

Um pela manhã; o outro, na tarde desta segunda-feira

Publicado

no

Por

Foto da família antes da tragédia em Guaratuba

O Corpo de Bombeiros localizou, na tarde desta segunda-feira (18), o corpo do menino de sete anos que desapareceu no mar em Guaratuba, no Litoral do Paraná, na última sexta-feira (15), enquanto se banhava com a família na Praia de Caieiras.

A mãe do garoto, Raquel de Godoy, disse, em entrevista à Banda B, que precisa ter forças para seguir em frente.

“Acabaram de encontrar o corpo dele. Meu marido me confirmou. O corpinho já foi reconhecido. Não consigo explicar, mas Deus quis assim. Agora é ter força, porque tenho uma menina de cinco anos que precisa de mim”, disse a mãe do garoto, chorando muito e confirmando que o corpo do sobrinho, de 16, também acabou localizado na manhã de hoje.

O AFOGAMENTO
A família, moradora na Vila Liberdade, em Colombo, foi ao Litoral para passar o feriado, quando Raquel percebeu que o marido, o filho pequeno e dois sobrinhos, de 16 e 13 anos, estavam se afogando. Ela pediu então ajuda ao policial militar Pedro Leone Barão, soldado lotado no 22.º Batalhão da Polícia Militar, que estava de folga. Ele e outro policial pularam na água para tentar ajudar.

“A esposa nos sinalizou que percebeu a família se afogando. De pronto, entramos na água e resgatamos o Edson, marido dela, e a sobrinha. Infelizmente, a corrente levou cada um para um lado e foi difícil o resgate. Fui diretamente na adolescente, que estava de bruços, enquanto meu amigo policial tentou pegar o outro rapaz, mas ele já tinha engolido muita água e estava pesado, não sendo possível”, descreveu o PM.

O soldado disse que o sentimento por salvar duas vidas é de gratidão. “Na hora, não pensamos duas vezes. Ao mesmo tempo, fica a tristeza por não conseguir salvar a todos. Foi uma cena triste e chocante”, concluiu.

RESGATADOS
O marido de Raquel, que foi resgatado do mar, está bem e de alta hospitalar. A adolescente, de 13 anos, retirada já inconsciente do mar, permanece internada e se recupera bem.

Na foto a família antes de entrar no mar: Raquel (à esquerda), a sobrinha, que sobreviveu, o adolescente que não resistiu (ao centro), o menino que também morreu e o marido de Raquel, Edson (à direita), que foi resgatado.

Com informações da Banda B
Continuar Lendo

Notícias

Nova ação de combate à dengue será realizada em bairros de Paranaguá

Trabalho iniciará pela Ilha dos Valadares

Publicado

no

Por

Foto: Arquivo

Durante todo o ano, as equipes da Secretaria Municipal de Saúde realizam ações para evitar a proliferação do mosquito Aedes Aegypti, inseto transmissor da dengue, febre amarela e outras doenças. Os agentes de endemias realizam ações diariamente em residências e empresas levando conscientização, fiscalização e remoção de criadouros aos bairros da cidade, contudo, com a chegada dos dias mais quentes e chuvosos, o cuidado precisa ser redobrado.

Pensando nisso, ações envolvendo a Saúde em conjunto com as demais secretarias municipais como Meio Ambiente, Educação e Obras, serão realizadas nos bairros de Paranaguá. Nesta terça-feira (19), as equipes estarão na Ilha dos Valadares para identificação e remoção de criadouros do mosquito em toda a região.

“A Prefeitura de Paranaguá tem trabalhado durante todo o ano para exterminar criadouros, porém é importante enfatizar que a população também deve intensificar os cuidados, não deixando água parada em suas residências e empresas, permitindo também a entrada dos agentes de endemias quando solicitado, pois os profissionais poderão fornecer informações importantes para combater a proliferação do mosquito. Evitar a dengue é uma responsabilidade de todos e é fundamental a limpeza dos quintais e residências, verificar e eliminar água parada, entre outras iniciativas”, alerta a secretária municipal de Saúde, Lígia Campos.

A concentração das equipes ocorrerá às 8h30, na Praça Ciro Abalem, na Ilha dos Valadares, nesta terça-feira (19).

Continuar Lendo
Anúncio
error: Cópia proibida.