Ligue-se a nós

Notícias

Projeto de condomínio para idosos do Paraná pode ser replicado no País

Programa atende pessoas com mais de 60 anos

Publicado

no

Agora Litoral
O programa Viver Mais Paraná, criado pelo Governo do Estado para atender idosos carentes com moradias, pode inspirar políticas públicas e linhas de financiamento voltadas para a terceira idade em todo o País. A informação é do presidente da Caixa Econômica Federal, Pedro Guimarães. O banco estatal também pode ajudar a estender o programa para mais cidades paranaenses a partir de 2020.

O Viver Mais Paraná foi apresentado pelo governador Carlos Massa Ratinho Junior nesta segunda-feira (28), no Palácio Iguaçu, em encontro com as diretorias nacional e regional da Caixa, no qual foi lançado o programa Caixa Mais Brasil, que reduz taxas de juros para pessoas físicas e jurídicas.

Guimarães estabeleceu a vice-presidência da Caixa como canal direto com o Governo do Estado e a Companhia de Habitação do Paraná (Cohapar) para analisar os avanços do Viver Mais. Neste primeiro momento serão construídos 14 condomínios para a terceira idade com 40 unidades cada para atender a população de baixa renda, num sistema que une aluguel simbólico e atendimento social.

“É um programa interessante para a terceira idade, adorei a ideia. Vamos levar, pode ter alcance nacional. Vamos estudar como encaixar esse programa. Temos vocação para atender os mais carentes, as crianças e os deficientes, mas faltava um projeto mais estruturado para a terceira idade”, afirmou o presidente da Caixa.

Ratinho Junior pontuou a importância da parceria com a Caixa e afirmou que a instituição dá segurança ao Estado para realizar os seus investimentos. “A Caixa Econômica Federal tem uma parceria muito forte com o Paraná. O intuito é fortalecer as parcerias, que vão desde a área de financiamento em saneamento a programas habitacionais, mas também projetos de infraestrutura que precisarão de recursos nos próximos meses”, acrescentou o governador.

Pedro Guimarães também destacou que o direcionamento de ações do Estado para o turismo é um dos diferenciais do Paraná em relação aos demais entes da federação. “Gostei muito do projeto do balonismo (evento que aconteceu no Parque Estadual de Vila Velha, em Ponta Grossa), do foco em turismo, desse incentivo para a população mais carente, que é uma questão essencial para a Caixa”, complementou.

VIVER MAIS – Os primeiros empreendimentos do Viver Mais Paraná serão realizados em Cascavel, Cornélio Procópio, Fazenda Rio Grande, Foz do Iguaçu, Guarapuava, Irati, Jaguariaíva, Londrina, Maringá, Palmas, Piraquara, Ponta Grossa, Prudentópolis e Telêmaco Borba. Somente cidades com mais de 70 mil habitantes foram contempladas neste momento.

Maior programa de habitação do País para a terceira idade, a iniciativa coordenada pela Cohapar beneficia pessoas com mais de 60 anos que não têm casa própria. Cada condomínio contará com infraestrutura de saúde, assistência social e lazer para os futuros moradores.

Serão 40 moradias adaptadas por condomínio, construídas em estruturas horizontais fechadas, com espaços para saúde, assistência social e lazer. Os projetos arquitetônicos contam com praça de convivência, biblioteca, sala de informática, academia ao ar livre, horta comunitária, salão de festas e piscina para hidroginástica.

Pelos contratos firmados com os municípios, as prefeituras serão responsáveis pela manutenção dos condomínios. Caberá às administrações locais também a prestação de serviços periódicos básicos de saúde e assistência social nos condomínios, em espaços reservados para esta finalidade.

Participarão da seleção idosos com renda de um a seis salários mínimos, e que não sejam proprietários de outros imóveis. Os escolhidos poderão residir nas casas por tempo indeterminado, sozinhos ou em casais, com o pagamento de uma contrapartida mensal de 15% de um salário-mínimo, que equivale atualmente a R$ 149,70.

COHAPAR – Desde o início de 2019, foram entregues 803 casas urbanas e rurais de projetos do governo federal, com a participação da Cohapar. As unidades somam R$ 52 milhões de investimentos federais e estaduais aplicados em habitação popular em 21 municípios paranaenses. Há ainda outras 3.800 unidades em construção e o Governo negocia novas contratações junto à União e à iniciativa privada para aumentar os investimentos no Paraná.

PRESENÇAS – Participaram do encontro o vice-governador Darci Piana; o secretário da Fazenda, Renê Garcia Júnior; o presidente da Sanepar, Claudio Stabile; o assessor da Presidência da Caixa, Leandro Mattos; a superintendente nacional da Caixa, Élcio Lara; o superintendente regional Curitiba Leste da Caixa, Adriano Resende; o gerente-geral para o Estado do Paraná da Caixa, Sérgio Protz; o gerente de filial de habitação da Caixa, Carlos Viriato; e o gerente de filial de Governo da Caixa, Célio Izidoro.

Da AEN

Deixe seu comentário!

Notícias

Mais três óbitos pela Covid-19 são confirmados pelo Hospital Regional

Mortes ocorreram na sexta e no sábado e foram confirmadas hoje.

Publicado

no

Por

O Hospital Regional do Litoral divulgou, na manhã desta segunda-feira (10), mais três óbitos em consequência da Covid-19. Os óbitos ocorreram na sexta (7) e no sábado (8).

As três mortes confirmadas são de uma mulher, moradora de Paranaguá, ocorrida na sexta-feira (7); de um homem, residente em Matinhos, também na sexta-feira; e de uma mulher, moradora em Antonina, no sábado (8).

A idade das vítimas não foi divulgada pela direção do hospital.

Com mais esses óbitos, o Litoral do Paraná soma 92 mortes de moradores da região em decorrência da infecção provocada pelo novo coronavírus.

São 57 em Paranaguá (mais 4 de residentes em outras cidades e contabilizadas nos municípios de origem), 10 em Pontal do Paraná, 9 em Matinhos, 7 em Guaratuba, 5 em Antonina, 3 em Guaraqueçaba e 1 em Morretes.

Continuar Lendo

Notícias

Caixa libera saques para trabalhadores nascidos em julho nesta segunda-feira

Calendário seguirá mês de nascimento do beneficiário.

Publicado

no

Por

A Caixa Econômica Federal libera nesta segunda-feira (10) o crédito dos novos saques do FGTS para os trabalhadores nascidos em julho.

Os pagamentos serão feitos em poupança social digital da Caixa e, em um primeiro momento, os recursos estarão disponíveis apenas para pagamentos e compras por meio de cartão de débito virtual. Nesta etapa, poderão ser pagos até R$ 3,3 bilhões.

O saque em espécie ou transferências, também dos aniversariantes de julho, estão liberados a partir de 17 de outubro (veja o calendário completo mais abaixo). A liberação dos créditos para os nascidos em janeiro começou em 29 de junho, e os saques para esse grupo começaram em 25 de julho.

Essa nova liberação do saque do FGTS se deu por meio de uma medida provisória, em razão da pandemia do novo coronavírus, que afetou as atividades econômicas e a renda dos trabalhadores.

A MP, no entanto, perdeu a validade no último dia 4, depois que o Congresso deixou de votar a medida no tempo previsto. A Caixa informou, no entanto, que vai manter o calendário de pagamentos.

Segundo o Ministério da Economia, um decreto deve ser editado disciplinando a produção dos efeitos.

Continuar Lendo

Notícias

TRAGÉDIA EM PARANAGUÁ: Empresário morre em acidente de trabalho

Peça de retroescavadeira atingiu o corpo dele na manhã de sábado.

Publicado

no

Por

Uma tragédia ocorreu no final da manhã de sábado (8) em Paranaguá, no Litoral do Paraná. O empresário Henrique Herzog Ziviani, de 38 anos, morreu após ser atingido pela peça de uma retroescavadeira.

O acidente foi no interior da empresa em que Henrique era um dos proprietários, no bairro Costeira.

Ele estava reparando uma das rodas do equipamento quando teria ocorrido um estouro e a peça atingido o corpo dele.

Com a violência do choque, Henrique teve morte instantânea.

Henrique, em foto do facebook

O falecimento de Henrique Herzog Ziviani, muito respeitado e estimado na cidade, foi lamentado nas redes sociais.

Ele era casado e pai de uma menina.

Continuar Lendo
Anúncio
error: Cópia proibida.