Oops! It appears that you have disabled your Javascript. In order for you to see this page as it is meant to appear, we ask that you please re-enable your Javascript!
Paraná

Preso em Curitiba suspeito de produzir e divulgar pornografia infantil na internet

UMA CRIANÇA FOI RESGATADA

Agora Litoral
A Polícia Federal cumpriu na manhã desta quinta-feira (3) dois mandados de busca e apreensão no âmbito de Inquérito Policial instaurado para apurar a produção, armazenamento e compartilhamento de arquivos de pornografia infantil na internet. Os mandados foram expedidos pela 1ª Unidade de Apoio de Curitiba da Justiça Federal.

As investigações foram iniciadas via cooperação internacional, que apontavam o envio de uma série de imagens de pornografia infantil para a internet, por um indivíduo residente no Brasil.

No decorrer da apuração constatou-se que o suspeito era residente na cidade de Curitiba/PR e que seria responsável pela produção de parte das imagens de conteúdo pornográfico.

As medidas judiciais permitiram a localização e o resgate de uma criança de 9 anos que aparece nas imagens, que teriam sido produzidas pelo suspeito, de 31 anos, que foi preso em flagrante na posse de grande quantidade de arquivos de pornografia infantil.

Suspeito morava em Curitiba

Durante o cumprimento das ordens judiciais foram apreendidos diversos equipamentos de informática, que serão submetidos à perícia técnica.

Polícia Federal apreendeu computadores

A vítima foi encaminhada ao NUCRIA – Núcleo de Proteção à Criança e ao Adolescente, da Polícia Civil em Curitiba, para a realização da escuta especializada de criança vítima de crime, diligência esta realizada por equipe multidisciplinar composta por psicólogos e profissionais de saúde.

O preso foi conduzido à Superintendência Regional do Paraná para a lavratura do auto de prisão em flagrante e, se condenado, poderá ter penas de até 18 anos de reclusão. Caso seja identificado o envolvimento do autuado no crime de estupro de vulnerável, as penas somadas podem chegar aos 33 anos de reclusão.

Etiquetas

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios