Ligue-se a nós

Paraná

Polícia elucida assassinato com prisão de pai e filhos

De acordo com a Polícia o crime aconteceu por uma dívida de R$ 80

Publicado

no

Os três mataram Argemir por uma dívida de R$ 80. Foto: Polícia Civil

Paranaguá, PR
Agora Litoral

Três homens (pai e filhos) foram presos na manhã de terça-feira (11), suspeitos pelo crime de homicídio qualificado, que vitimou Argemir Bastos. A operação foi realizada pelos Policiais Civis de Pinhão, com apoio da 14ª Subdivisão Guarapuava. Os suspeitos estavam escondidos na casa de parentes, no bairro Jardim Carvalho II, em Guarapuava, a 50 km de Pinhão.

O crime ocorreu no dia 14 de março, no bairro Colina Verde, no município de Pinhão. De acordo com a Polícia a motivação aconteceu por uma dívida de R$ 80. Os suspeitos, um homem de 59, e seus dois filhos, de 20 e 23 anos, respectivamente, foram até a casa da vítima, onde o pai deu um tiro na barriga da vítima. Em seguida, seus filhos o seguraram, onde o pai o executou com um tiro na cabeça. A arma utilizada no crime foi um revólver artesanal Garrucha, calibre 38 que foi apreendido.

Segundo o delegado responsável pelo caso, Rodrigo Cruz dos Santos, os suspeitos se apresentaram com um advogado na delegacia. “O trio alegou legítima defesa, mas após investigações e depoimento de testemunhas, um Mandado de Prisão Preventiva foi expedido pela Justiça, o que fez os suspeitos fugirem”, lembrou o delegado Santos.

Ainda de acordo com o delegado, após um mês de investigação, a equipe policial localizou a família que foi conduzida ao Setor de Carceragem Temporária de Pinhão, onde permanece à disposição da Justiça. A identidade deles não foi fornecida pela Polícia Civil.

Deixe seu comentário!

Paraná

Governo já distribuiu mais de um 1 milhão de doses da vacina contra a gripe

A medicação está sendo enviada às 22 Regionais de Saúde

Publicado

no

Por

Cerca de 1,2 milhão de doses de vacina contra a gripe foram distribuídas pela Secretaria de Estado da Saúde aos municípios desde o início da campanha nacional de imunização, em 23 de março. As 22 Regionais de Saúde estão recebendo as doses e as repassando aos municípios, conforme o  quantitativo previsto anteriormente pelas secretarias municipais.

Esta forma de envio fracionado foi definida pelo Ministério da Saúde para todas as Unidades Federativas.

Antes de iniciar a campanha o Paraná recebeu 522 mil doses. Uma segunda remessa, com 284 mil doses, chegou em 24 de março e a terceira, com mais 368 mil unidades, no dia 26.

No último sábado (28), a secretaria estadual recebeu uma antecipação do quarto envio do Ministério da Saúde, com 100 mil doses de vacina. Esta remessa previa 322 mil unidades para o Estado. O restante deve chegar nos próximos dias.

“Organizamos um esquema para a distribuição das doses, por meio do Cemepar (Centro de Medicamentos do Paraná) e a nossa orientação é para que o reabastecimento nos municípios aconteça o mais rápido possível. A procura tem sido grande nos pontos de vacinação. Cada município montou suas estratégias para imunização”, disse o secretário da Saúde Beto Preto.

Esta etapa da campanha é direcionada aos idosos e trabalhadores da área da saúde. A imunização contra a gripe é considerada fundamental neste momento para que não ocorra sobrecarga na rede de atendimento com casos de pacientes com infecção por Influenza e para facilitar o diagnóstico da Covid-19.

Continuar Lendo

Paraná

Polícia Civil divulga alerta sobre golpes virtuais na pandemia do coronavírus

Criminosos enviam mensagens por e-mail, WhatsApp e redes sociais com promessas falsas de algum serviço

Publicado

no

Por

Golpes virtuais estão sendo aplicados por criminosos durante a pandemia do coronavírus. Ciente disso, a Polícia Civil do Paraná alerta a população que os criminosos tentam obter informações privilegiadas das vítimas, como dados bancários, senhas e informações de cartões de crédito.

A orientação da Polícia Civil é para que nenhuma informação seja fornecida pela internet sem que se tenha certeza sobre a confiabilidade do website. O usuário deve desconfiar de ofertas gratuitas.

Em geral, as vítimas são assediadas por meio de mensagens de celular, WhatsApp, e-mail ou postagem em mídias sociais com links maliciosos.

Nesses casos, a vítima não deve clicar no link, pois eles direcionam para sites falsos, criados por criminosos e semelhantes aos de instituições oficiais, com o objetivo de aplicar golpes.

Já foram identificados golpes de agendamento do teste de coronavírus em casa, aplicativos que rastreiam a doença pelo mundo, álcool em gel da Ambev, vacina contra o coronavírus, acesso grátis à Netflix e kit gratuito com máscara e álcool em gel.

Obtenha informações de como registrar um Boletim de Ocorrência relativo a crimes de estelionato, clicando aqui.

Continuar Lendo

Paraná

Secretaria da Saúde confirma registro de 87.900 casos de dengue no estado

Já são 69 mortes pela doença desde o levantamento de agosto de 2019

Publicado

no

Por

O boletim da dengue divulgado nesta terça-feira (31 pela Secretaria de Estado da Saúde registra 69 mortes confirmadas por dengue no Paraná desde agosto de 2019. Somente nesta semana ocorreram 12 mortes.

Houve um acréscimo de 14,67% em relação à semana anterior. São 11.245 novos casos confirmados. O boletim desta terça-feira mostra o total de 87.900 casos confirmados de dengue.

Em 2018, o Paraná registrava neste mesmo período do ano 2.023 casos confirmados de dengue. Nesta semana, com 87.900 casos, o incremento é de 4.245%.

Além disso, o Estado tem 204.807 notificações para dengue e 364 municípios atingidos. Há 177 na situação de epidemia de dengue e 32 em situação de alerta.

MUNICÍPIOS QUE REGISTRARAM ÓBITOS
Os óbitos confirmados são de moradores de Foz do Iguaçu, 88 anos, feminino, com quadro associado de hipertensão arterial; Cascavel, 81 anos, masculino, sem fator de risco associado; Florestópolis, 79 anos, feminino, sem outra comorbidade associada; Barbosa Ferraz , 76 anos, feminino, com doença cardíaca, pulmonar e hipertensão arterial.

Em Atalaia, um registro, feminino, 65 anos, com hipertensão arterial, insuficiência renal e cirrose; Centenário do Sul, 63 anos, masculino, com doença crônica no fígado; Juranda, 61 anos, masculino, com hipertensão e doença renal crônica; Itaúna do Sul, 60 anos, masculino, com doença renal crônica.

A cidade de Medianeira tem o registro do falecimento de uma mulher, 45 anos, sem comorbidade associada; Primeiro de Maio, 43 anos, feminino, com hipertensão arterial, Rolândia, 16 anos, masculino, sem comorbidade, e Sarandi , 8 anos, masculino, também sem quadro de outras doença associada.

“Estamos em epidemia no Paraná e o combate ao mosquito transmissor deve ser constante; os números estaduais mostram que a dengue exige alerta diário para eliminação dos criadouros e a população deve estar atenta às medidas preventivas, pois 90% dos focos do Aedes aegypti estão nos domicílios”, afirma o secretário estadual da Saúde, Beto Preto.

REMOÇÃO MECÂNICA DE CRIADOUROS
“O Estado tem promovido ações de remoção mecânica dos criadouros; já reproduzimos a atividade em 20 cidades que começaram a apresentar redução na curva de incidência”, explica Beto Preto.

O Comitê Intersetorial de Controle da Dengue no Estado promoveu, há duas semanas, mais uma ação de vistoria com remoção de criadouros em 17 cidades e com o apoio de soldados do Exército e da PM.

“A vistoria atingiu mais de cinco mil imóveis com considerável retirada de lixo e de foco do mosquito; isso comprova mais uma vez que a eliminação do criadouro feita manualmente é a melhor forma de combater o transmissor da dengue e esta é uma tarefa de todos”, disse o secretário.

“Sugerimos, inclusive, que este tipo de vistoria minuciosa nos quintais e em ambientes internos de residência, empresas e órgãos públicos seja feito neste período em que a população está em casa”, ressaltou Beto Preto.

Continuar Lendo
Anúncio