Ligue-se a nós

Paraná

Organização criminosa tinha sete da mesma família

GRUPO MOVIMENTAVA MAIS DE 200 QUILOS DE COCAÍNA POR MÊS

Publicado

no

Polícia Federal cumpriu 37 mandados de busca e apreensão e 28 de prisão. (Foto: Divulgação PF)

Agora Litoral
A organização criminosa dedicada ao tráfico internacional de entorpecentes presa pela Polícia Federal (PF) dentro da Operação Enigma, deflagrada nesta sexta-feira (17), tinha pelo menos sete pessoas da mesma família, entre pais, filhos, tios e primos.

Os parentes eram os fornecedores das drogas com origem do Paraguai e com destino a Curitiba e região metropolitana. A maior ficava no Mato grosso do Sul e apenas dois irmãos atuavam em Curitiba, em contato direto com compradores. Segundo as investigações, o grupo movimentava 200 quilos de cocaína por mês.

O grupo tinha várias táticas para esconder os entorpecentes, até mesmo no ralo de residências. Ao todo, foram cumpridos 37 mandados de busca e apreensão e 28 de prisão. Duas pessoas ainda estão foragidas. Além disso, dois homens foram presos em flagrante escondidos no forro de uma residência. Os mandados foram cumpridos no Paraná, Santa Catarina e Mato Grosso do Sul.

Segundo o delegado Vinícius de Oliveira Binda, a quadrilha trazia a droga, em sua maioria crack e cocaína, de fornecedores do Paraguai através da fronteira com o Mato Grosso do Sul e enviava para Curitiba e cidades da Região Metropolitana.

“Eles atuavam em vários lugares, mas a venda maior acontecia nos bairros do Xaxim, Pinheirinho, CIC e também em alguns municípios da região Metropolitana. Traziam muita droga pra cá e revendiam em quantidades menores para outros traficantes”, afirmou o delegado. O transporte na maioria das vezes era feito em fundos falsos de caminhões

A PF dá conta de que, para driblar as investigações, os integrantes da suposta organização estabeleceram um esquema de lavagem de dinheiro que envolvia a ocultação e fracionamento das operações financeiras, a utilização de “laranjas” para realização de negócios envolvendo bens adquiridos pelo grupo, a compra de veículos de luxo, imóveis rurais e outros de alto padrão no litoral de Santa Catarina.

Um dos responsáveis por organizar o grupo já havia sido alvo de investigação por tráfico de drogas em outra ação da Polícia Federal e atua por muitos anos como traficante de drogas, de acordo com a corporação.

Aos investigados estão sendo imputados, dentre outros, os crimes de tráfico internacional de entorpecentes, associação para o tráfico, associação criminosa e lavagem de ativos. A Operação foi batizada de Enigma porque, em seu início, eram desconhecidos dos investigadores a estrutura de atuação e forma de comunicação dos alvos.

NOTÍCIA RELACIONADA

Operação busca envolvidos com o tráfico em Guaratuba e Paranaguá

Clique para comentar

Deixe seu comentário!

Paraná

Servidores do Estado devem atualizar cadastro de RH até novembro

Atualização segue até 25 de novembro sendo obrigatória aos servidores efetivos

Publicado

no

Por

A Secretaria de Estado da Administração e da Previdência iniciou nesta segunda-feira (25/10) o processo de Atualização Cadastral de Recursos Humanos – PAC-RH. Ela tem caráter pessoal e é obrigatória para os:

  • servidores efetivos civis e militares ativos;
  • empregados ativos regidos pela Consolidação das Leis do Trabalho (CLT);
  • contratados sob o Regime de Contrato Especial (CRES);
  • ocupantes de cargos de provimento em comissão.

Segundo a SEAP, a atualização também se aplica aos servidores e empregados afastados, licenciados, cedidos ou em disposição funcional, com ou sem ônus.

O prazo para atualização vai até 25 de novembro e deve ser realizada por este LINK.

DOCUMENTOS
O servidor precisará ter em mãos o RG, CPF, CNH, título de eleitor, comprovante de residência e utilizar, obrigatoriamente, o e-mail institucional do Estado.

DEPENDENTES
Para realizar a atualização cadastral dos dependentes, é necessário RG, certidão de nascimento, comprovante de residência e CPF, que não pode ser preenchido com o mesmo número do servidor titular.

Em caso de dúvidas, é preciso procurar a unidade de Recursos Humanos das Secretarias e respectivos órgãos públicos.

Da SEAP
Continuar Lendo

Paraná

CJAP abre inscrições para o 3º Concurso de Desenho

Inscrições vão até dia 16 de dezembro.

Publicado

no

Por

O Centro Juvenil de Artes Plásticas abre inscrições para o 3º Concurso de Desenho com o tema “Bichos do Paraná”, em homenagem a João Lopes, autor da icônica canção, e que morreu em 2020.

As inscrições já estão abertas, e vão até dia 16 de dezembro. A ideia é que os participantes pesquisem e descubram figuras paranaenses importantes de diversas áreas, mostrando o valor e o orgulho de ser paranaense.

A CANÇÃO
“Eu não sou gato de Ipanema; Sou bicho do Paraná”, cantava João Lopes, refletindo sobre a saudade que sentia em seu “exílio” voluntário em busca da vida de artista. No começo da década de 1980 a canção foi usada em uma campanha publicitária e se tornou um ícone do Estado, posteriormente regravada por diversas bandas e cantores.

Os retratados podem ser personalidades notórias da literatura, artes cênicas, música, artes plásticas, esportes ou mesmo figuras que beiram o folclórico, como “Oil Man” ou a “Mulher da Cobra”, para ficar em dois destaques de Curitiba.

Para Luiz Gustavo Vidal, diretor do CJAP, a intenção com este tema é destacar as personalidades do Estado, a pesquisa na escola e na sala de aula.

“Queremos que os participantes busquem referências, seja no espaço, seja nas personalidades, para falar um pouco sobre a identidade e a geografia do nosso Estado”, diz.

Ele acrescenta que “o ato de criação do desenho, por si só, traz uma grande reflexão visual. Lembrando que interpretar uma imagem é tão importante quanto ler e escrever”.

Os desenhos devem ser criados de próprio punho em técnica livre, como grafite, lápis de cor, lápis aquarelado, aquarela, giz de cera, giz pastel, canetas hidrográficas, entre outras. É importante que o desenho seja produzido sem suporte digital e sem ajuda de terceiros. A obra também deve ser inédita e original, ou seja, não pode ter sido editada ou publicada (parcialmente ou em sua totalidade) em qualquer meio de comunicação.

INSCRIÇÕES
A lista com os inscritos será divulgada no dia 17 de dezembro. Em fevereiro de 2022 serão divulgados os 40 selecionados que irão integrar tanto o catálogo quanto a exposição.

Para se inscrever os interessados devem preencher os formulários linkados abaixo:

Categoria Infantil – 08 a 12 anos AQUI.

Categoria Juvenil – 13 a 17 anos AQUI.

Confira os catálogos dos Concursos anteriores AQUI.

Acesse o regulamento completo AQUI.

Da AEN
Continuar Lendo

Paraná

Estado deve receber 318.240 vacinas nesta terça-feira

Mais da metade das doses será destinada aos adolescentes sem comorbidades.

Publicado

no

Por

O Paraná deverá receber nesta terça-feira (19/10), mais 318.240 doses da vacina Pfizer/BioNTech. Desse total, 228.150 doses são exclusivas para a população de 12 a 17 anos, sem comorbidades ou pertencentes a grupos prioritários.

A remessa, parte da 59ª pauta de distribuição do Governo Federal, foi confirmada pelo Ministério da Saúde na segunda-feira (18). Além dos imunizantes para os jovens, o novo lote inclui ainda 90.090 vacinas para segundas doses (D2), referente à 40ª pauta do Ministério da Saúde.

Uma parte das vacinas desembarca no Aeroporto Afonso Pena, às 18h40. O restante do lote está previsto para às 19h10. As doses serão encaminhadas para o Centro de Medicamentos do Paraná (Cemepar) para conferência e armazenamento até que sejam distribuídas para as Regionais de Saúde.

Um levantamento da Secretaria de Estado da Saúde (Sesa), publicado na semana passada, registrou que pelo menos 347 municípios já iniciaram a vacinação contra a Covid-19 em adolescentes sem comorbidades utilizando remanescente da reserva técnica. Com este novo quantitativo, os municípios poderão iniciar o esquema vacinal deste público ou dar continuidade à imunização.

DOSES – Até agora, o Paraná recebeu 102.532 doses para a população de 12 a 17 anos pertencente a grupos prioritários, sendo 99.450 para jovens com comorbidades e deficiência permanente e 3.082 doses direcionadas para adolescentes indígenas. De acordo com os dados do Vacinômetro nacional, o Paraná já aplicou 249.472 doses em adolescentes.

No total, já são 14.508.458 vacinas contra a Covid-19, sendo 8.311.791 D1 e 5.693.266 D2. Além disso, o Estado também registra a aplicação de 23.579 doses adicionais (DA) e 152.005 DR.

Da Sesa
Continuar Lendo
Anúncio
error: Cópia proibida.