Ligue-se a nós

Paraná

Hospital de Curitiba confirma que tem 20 funcionários infectados por coronavírus

Instituição criou um serviço de Pronto Atendimento específico para problemas respiratórios para reduzir o contato entre pacientes

Publicado

no

O Hospital Marcelino Champagnat, em Curitiba, confirmou que tem 20 funcionários com coronavírus. Segundo a instituição, dois funcionários estão internados, e os outros 18 em isolamento domiciliar, com monitoramento da equipe de medicina do trabalho.

O hospital informou ainda que 103 colaboradores foram atendidos com sintomas de gripe – o que representa 14,71% do total de funcionários. A instituição tem 700 funcionários.

Eles estão usando os equipamentos de proteção individual (EPIs) e seguem as orientações da Organização Mundial da Saúde (OMS) e da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) e passam por treinamentos constantes.

“O hospital reitera que seus colaboradores são essenciais para realização da sua atividade fim – atendimento seguro aos pacientes – em quaisquer cenários. Por isso está empenhado em garantir que as equipes trabalhem protegidas em linha com as orientações dos órgãos competentes e de acordo com as melhores práticas médicas, assegurando assistência em caso de suspeita ou confirmação de COVID-19 ou qualquer doença”, diz a nota emitida pelo hospital.

PRONTO ATENDIMENTO PARA COVID-19
O Hospital Marcelino Champagnat ressalta ainda que foi criado um Pronto Atendimento específico para os casos de sintomas gripais. Entre 14 de março e domingo (05/04), foram atendidos 594 casos suspeitos do novo coronavírus, segundo a instituição.

O objetivo desse Pronto Atendimento específico é reduzir o contato entre pacientes e evitar a possibilidade de contaminação de pessoas.

Há 39 pacientes relacionados à Covid-19 que foram internados no Hospital Marcelino Champagnat. Desses, 14 tiveram a doença confirmada, e oito estão com exame em andamento.

Deixe seu comentário!

Paraná

PRF recupera carro elétrico roubado em Curitiba

Ladrões não sabiam que o veículo era elétrico e pararam em posto de combustíveis para abastecer.

Publicado

no

Por

A Polícia Rodoviária Federal (PRF), na noite desta terça-feira (26), recuperou um veículo roubado em Curitiba (PR) e prendeu quatro pessoas.

Por volta das 23 horas, agentes da PRF, ao pararem a viatura para abastecer, foram informados pelo frentista do posto que um veículo JAC iEV40, que acabara de sair, havia parado para abastecer. Os dois ocupantes não sabiam que se tratava de um veículo elétrico.

Estranhando a situação a equipe iniciou as buscas pelo carro e, em Garuva (SC), localizou o veículo parado em outro posto de combustíveis, vazio e trancado, ostentando placas que remetiam a um Nissan Versa. Próximo dali, um VW Gol deixava o local com quatro ocupantes.

Os policiais abordaram o Gol e descobriram os dois homens ocupantes do carro elétrico, que estavam sendo resgatados pelos comparsas.

Três envolvidos, sendo dois homens e uma mulher, foram presos, além de um menor, que foi apreendido.

A quadrilha foi encaminhada, junto com os dois carros para a Polícia Civil em Garuva, para o registro dos crimes de roubo e formação de quadrilha.
No site da marca, este carro está sendo oferecido a partir de R$ 189.990.

Com informações da PRF
Continuar Lendo

Paraná

Membro de grupo satânico é preso por matar jovem com skate e espada samurai

Crime ocorreu em abril no bairro Campo Comprido em Curitiba.

Publicado

no

Por

Foto: Divulgação Polícia Civil

Três jovens que fazem parte de um grupo satânico em Curitiba são investigados pelo assassinato de Daniel Rodrigues da Veiga, de 21 anos, ocorrido em abril deste ano.

Nesta terça-feira (26), a Polícia Civil do Paraná prendeu um deles, de 21 anos. A prisão e apreensão dos outros dois, de 21 e 17 anos, deverá ocorrer nos próximos dias.

ENTENDA O CASO
Segundo a Polícia Civil, a vítima foi morta no dia 19 de abril no Parque Guairacá, bairro Campo Comprido após uma discussão com os três suspeitos.

Daniel, que era lutador de Kung Fu, foi agredido inúmeras vezes na cabeça com os skates dos assassinos e teve o pescoço degolado com sua própria espada katana, que costumava levar consigo.

Na sequência, os criminosos jogaram Daniel, juntamente com a espada, no Rio Barigui e fugiram do local. O corpo só foi encontrado cinco dias depois. A arma não foi localizada.
GRUPO SATÂNICO
Ainda conforme a polícia, o grupo satânico do qual fazem parte os três rapazes “cultua a liberdade e práticas satânicas”.
Durante o cumprimentos dos mandados de busca e apreensão nas residências dos três envolvidos, todas no bairro Campo Comprido, a polícia encontrou um dos skates que ainda apresentava manchas de sangue da vítima, além de armas brancas.
“Eles criaram esse grupo e, inclusive, tatuaram no corpo símbolos desse grupo, que segundo eles é anarquista e satanista. É um grupo que não deu para entender a filosofia exata, mas segundo eles, eles fazem aquilo que dá na telha, aquilo que querem”, explica o delegado.

Os outros envolvidos também assumiram o assassinato, foram qualificados e aguardam a expedição de seus respectivos mandados de prisão e apreensão.

À polícia, o jovem que foi preso confessou o crime, não se mostrou arrependido e relatou que manteve o skate guardado com as manchas de sangue como forma de troféu.

Continuar Lendo

Paraná

Casal morre após carro capotar na BR-376

Acidente foi no Km 591, no Contorno Sul, em Curitiba.

Publicado

no

Por

Um casal morreu depois que o carro capotou na BR-376, no Contorno Sul, em Curitiba, entre a noite de segunda-feira (25) e a madrugada desta terça (26).
Gean Carlos Silva Sá, de 33 anos, e Hielena Rodrigues de Lima Sá, de 30, ficaram presos nas ferragens. Os bombeiros chegaram a atendê-los, mas eles não resistiram aos ferimentos.

Gean perdeu o controle da direção, capotou e bateu contra uma manilha.

Foto: Tony Mattoso/RPC

O acidente aconteceu no Km 591, na Cidade Industrial de Curitiba (CIC). O carro seguia sentido São José dos Pinhais.

Os corpos de Gean e Hielena foram encaminhados para o Instituto Médico-Legal (IML) de Curitiba.

Continuar Lendo
Anúncio
error: Cópia proibida.