Ligue-se a nós

Paraná

Homem que vendia produtos roubados manda a sogra pra cadeia em seu lugar

MÃE DA ESPOSA DELE PODE PEGAR ATÉ OITO ANOS

Publicado

no

Vendendo produtos que seriam roubados, o dono de um atacado acabou mandando a sogra para a cadeia na noite desta sexta-feira (1º). A Polícia Civil chegou ao local através de uma denúncia de um empresário que era o dono da carga de utensílios domésticos que tinha sido roubada no começo de janeiro. No local, que fica no bairro Pinheirinho, em Curitiba, os policiais encontraram quase tudo o que tinha sido levado pelos bandidos. A carga está avaliada em R$ 100 mil.

Toda a situação começou no dia 5 de janeiro, quando a carga era transportada de União da Vitória (cidade que fica próximo à divisa do Paraná com Santa Catarina) até São Paulo. Durante o trajeto, que passaria pela região de Curitiba, o motorista foi abordado por bandidos em Araucária, na Região Metropolitana de Curitiba.

Armados, os homens fizeram o caminhoneiro descer e levaram o caminhão com toda a carga. Depois, o grupo de assaltantes tirou o que era transportado do caminhão e abandonou o veículo, que foi encontrado na semana passada pela polícia.

Com algumas informações que recebeu, o empresário, dono da carga de utensílios domésticos, resolveu ir até Curitiba e procurar a Delegacia de Furtos e Roubos de Cargas (DFRC). O homem soube, através de alguns clientes, que os objetos que mandaria para São Paulo estavam sendo vendidos num atacado da Avenida Winston Churchill, no Pinheirinho, por um preço muito abaixo do valor vendido até mesmo pela própria fábrica.

Alerta feito, os policiais da DFRC foram até o endereço e confirmaram que quase tudo o que tinha sido roubado estava no estabelecimento, já que não havia sequer nota fiscal do que era vendido pelo atacado. No local, o dono não foi encontrado e deixou a bronca toda nas costas da sogra dele, que acabou presa em flagrante e encaminhada à delegacia.

A mulher deve responder por receptação qualificada, que tem pena prevista de três a oito anos. Além disso, os policiais da DFRC devem agora intimar o dono do estabelecimento para que ele, pelo menos, seja ouvido sobre a origem dos produtos que estavam em sua loja. Por enquanto, o homem não compareceu à delegacia.

Carga roubada era vendida abaixo do preço de custo

Lucas Sarzi/Tribuna do Paraná
Anúncio
Clique para comentar

Deixe um comentário!

Paraná

Pai mata suspeito de sequestrar e amordaçar a filha de 13 anos

Assassinato foi na noite de terça-feira (19)

Publicado

no

Por

Um jovem de 19 anos foi morto com quatro tiros na noite de terça-feira (19), no bairro São Gerônimo, em Campo Largo, na Região Metropolitana de Curitiba.

Segundo informações de policiais militares, Anderson Alves da Silva teria amordaçado, sequestrado e ferido uma adolescente de 13 anos com uma faca.

O pai da adolescente, então, perseguiu o carro onde o casal estava e atirou no rapaz. Há informações de que o jovem namorava a garota e estava em surto psicótico.

Quando chegaram ao local, os policiais já encontraram Anderson sem vida.

Continuar Lendo

Paraná

Motorista fica ferido em acidente na 277

Colisão entre caminhões foi na madrugada de hoje

Publicado

no

Por

Motorista ficou preso nas ferragens

Um acidente envolvendo dois caminhões, na madrugada desta quarta-feira (20), deixou uma pessoa ferida, na BR-277, em Balsa Nova, na região metropolitana de Curitiba. A colisão traseira aconteceu na pista sentido Ponta Grossa. A pista ficou interditada para o atendimento da vítima.

Segundo informações da Polícia Rodoviária Federal (PRF), o acidente aconteceu por volta de 00h30. Um caminhão, que estava carregado com farinha, seguia em baixa velocidade pela pista da direita, quando outro caminhão, que seguia atrás e carregado com hortifrutigranjeiros, colidiu contra a traseira.

O motorista do caminhão que estava atrás ficou preso às ferragens, mas foi socorrido e encaminhado ao Hospital do Rocio com ferimentos leves.

A pista foi totalmente liberada por volta das 3 horas.

A PRF divulgou um vídeo:

Continuar Lendo

Paraná

Saúde confirma mais dois macacos mortos por febre amarela no Paraná

Casos foram registrados na região de Castro

Publicado

no

Por

Foto: Divulgação Sesa

A Secretaria de Estado da Saúde confirmou nesta terça-feira (19) dois novos casos de macacos mortos por infecção do vírus da febre amarela no município de Castro, região dos Campos Gerais. As mortes aconteceram em 31 de outubro e em 1º de novembro, mas estavam em investigação. Castro já havia registrado outra morte no dia 26 de setembro.

“Os casos de morte de macacos sinalizam a presença do vírus da doença na região e alertam para a necessidade de se tomar a vacina contra a doença. As mortes em Castro chamam a atenção, pois é o terceiro caso confirmado neste período sazonal, de julho para cá”, disse o secretário estadual da Saúde, Beto Preto.

Segundo ele, a Secretaria da Saúde orienta a população da região e de todo o Estado sobre a importância de estar imunizado contra a febre amarela. “A vacina está disponível em todas as unidades de saúde; a dose é única e a pessoa fica protegida para toda a vida”, afirmou.

NÚMEROS – O Paraná registra de 1º de julho até agora 117 notificações de epizootias (doenças animais): 52 estão sendo investigadas, 31 por causas indeterminadas e outras 31 foram descartadas para a febre amarela. “Deste total de notificações, 19 estão em Castro e a região de Ponta Grossa soma 38”, diz o técnico da Divisão de Vigilância Ambiental da Secretaria, Ronaldo Trevisan.

Trevisan ressalta ainda que os macacos não são transmissores da febre amarela. “Como os humanos, eles também são contaminados pelo vírus”.

Em relação a casos da febre amarela em humanos neste período sazonal, a Divisão de Doenças Transmitidas por Vetores informa que são 37 casos notificados até a data de hoje. Nenhum caso da doença em humanos foi confirmado; dez casos estão em investigação e 27 foram descartados.

VACINA – A vacina contra a febre amarela faz parte do Calendário Nacional de Vacinação e deve ser recebida no nono mês de vida. Quem não foi vacinado nesta faixa etária, pode procurar uma unidade de saúde para a receber a dose.

Ronaldo Trevisan afirma que a Secretaria intensifica a vacinação no Estado e neste momento faz busca ativa verificando as cadernetas de vacinação de todos os usuários que procuram os postos de saúde. A recomendação é para que seja ofertada a vacina da febre amarela para quem ainda não está imunizado. “A vacina é a única forma de evitar a doença”, acrescenta.

Continuar Lendo
Anúncio
error: Cópia proibida.