Ligue-se a nós

Paraná

Governador autoriza avanço de carreira de 40 mil servidores do ensino

ASSINATURA FOI NA SEXTA-FEIRA (30)

Publicado

no

Agora Litoral
O governador Carlos Massa Ratinho Junior autorizou na sexta-feira (30) o pagamento de promoções e progressões para quase 40 mil profissionais da área de ensino, que abrange a educação básica e as universidades estaduais. Nesta etapa, estão contemplados 21 mil professores do Quadro Próprio do Magistério, quase 14 mil funcionários da educação básica e 4.592 servidores do ensino superior estadual. São R$ 40 milhões para o pagamento de profissionais da educação básica e R$ 18,1 milhões para os do ensino superior.

Neste ano, até agora, 20 mil servidores do Executivo foram contemplados com os benefícios, incluindo funcionários do Quadro Próprio, da Secretaria de Estado da Saúde, Polícia Militar, Polícia Científica, Polícia Civil e Corpo de Bombeiros. O pagamento representa um crescimento vegetativo médio de 2,3% ao ano na folha de ativos. Somente para funcionários da educação, o Governo do Estado reservou R$ 192 milhões para progressões e promoções neste ano.

Ratinho Junior lembrou que o quadro da educação representa o maior número de servidores do Estado. “É uma área essencial, com profissionais que estão no dia a dia das escolas cuidando do nosso futuro, dos jovens que vão tocar o Estado e o País”, disse. “Esse recurso é importante porque vai diretamente para o servidor e contribui com o seu bom desempenho, pois o motiva para melhorar a educação do Paraná”, afirmou.

Vários programas e soluções, disse o governador, estão sendo adotados na área para melhorar o desempenho dos alunos paranaenses. Entre eles estão a Prova Paraná, aplicativos para acompanhar a frequência escolar e as notas dos estudantes, e o programa Escola Segura, que leva mais tranquilidade para alunos, professores da rede estadual e às famílias. “Estamos conversando diretamente com os professores, para entender quais são as suas demandas e poder melhorar e modernizar a educação do Estado”, destacou Ratinho Junior.

Evento contou com grande público

QUALIFICAÇÃO – O secretário de Estado da Educação e do Esporte, Renato Feder, explicou que os pagamentos das promoções são referentes aos cursos e qualificações que os profissionais participam, o que também garante a melhoria na qualidade do ensino da rede pública. “O Paraná está focando na qualidade pedagógica, com a valorização dos profissionais e ferramentas práticas que os professores estão aplicando na rede estadual”, disse.

Secretário Renato Feder – Foto: Jaelson Lucas

MAGISTÉRIO – As promoções e progressões representam importantes ganhos salariais ao magistério. A carreira dos professores possui três níveis e 11 classes em cada um. O valor inicial de ingresso na carreira é de R$ 2.831, mais R$ 826 de auxílio-transporte, totalizando R$ 3.657. A remuneração em final de carreira, no Nível III, chega a R$ 10.686 (com auxílio-transporte).

O Quadro Próprio do Magistério é formado por 45,5 mil professores: 11 mil no Nível III, 32 mil no Nível II e 2 mil no Nível I. A média salarial do Nível II, em que estão a maioria dos servidores, é de R$ 6.591 (com benefícios). Para o Quadro dos Funcionários da Educação Básica da Rede Pública Estadual do Paraná, foram autorizadas 863 promoções e mais de 13 mil progressões. Integram esse quadro os cargos de Agente Educacional I (apoio) e Agente Educacional II (administrativo). São 8.685 funcionários no primeiro e 8.013 no segundo.

UNIVERSIDADES – Para fortalecer e ampliar a qualidade das atividades prestadas pelas sete universidades estaduais, que fazem parte da Superintendência de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, os servidores integram o chamado Programa de Qualificação e Desenvolvimento Profissional e do Exercício Profissional.

Esse programa permite que ele participe de cursos referentes à educação básica (fundamental, médio, pós-médio, técnico profissionalizante), aperfeiçoamento ou atualização, pós-graduação (mestrado e doutorado), bem como seminários, programas, congressos, palestras, ou outra atividade de estudo, no País ou no exterior. A evolução na carreira dos docentes e agentes universitários, conforme previsto nos respectivos planos de carreira, ocorre por meio de grau de titulação, formação profissional, avaliação de desempenho e tempo de serviço.

O superintendente de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, Aldo Bona, afirmou que o investimento contribui para a melhoria da qualidade do ensino superior no Paraná. “O Governo do Estado oferece condições e incentiva a formação dos servidores e esses profissionais têm buscado constantemente o aperfeiçoamento por meio de capacitação e de pós-graduação”.

Bona também ressaltou a importância da iniciativa para a formação de novos profissionais. “Com o apoio do Governo do Estado, conseguimos ampliar as reservas de capital intelectual e de profissionais altamente qualificados, que atuam na formação de novos profissionais e no desenvolvimento da pesquisa, extensão e inovação por meio das universidades estaduais do Paraná”.

As instituições de ensino superior possuem 7.685 docentes e 8.847 agentes universitários. Cerca de 63% dos docentes possuem doutorado, 29% mestrado, 7% especialização e 1% tem apenas curso de graduação.

DOUTORES NO PARANÁ – Segundo pesquisa realizada em 2017 pelo Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) o Paraná é um dos estados com maior concentração de professores doutores no Interior, ocupando o segundo lugar, atrás apenas de Minas Gerais. O sistema estadual de ensino superior reúne 39% do número total de professores doutores do estado do Paraná.

Da AEN

Deixe seu comentário!

Paraná

Ação da Polícia Civil e PRF prende assaltantes que aterrorizavam em Curitiba

Bando abordava vítimas que paravam no acostamento das rodovias por problemas mecânicos

Publicado

no

Por

Foto: SESP

Dois dos três integrantes do bando que impunha terror no bairro Tatuquara, em Curitiba, foram detidos na manhã desta quarta-feira (19) durante uma operação conjunta da Polícia Civil do Paraná (PCPR) e Polícia Rodoviária Federal (PRF). O terceiro participante do grupo ainda encontra-se foragido.
As equipes realizaram as prisões em cumprimento a um mandado judicial, emitido após a identificação pelos agentes da PRF na chamada Operação Acostamento Seguro. São ações criminosas realizadas em rodovias no entorno de Curitiba, especialmente em São José dos Pinhais.
O bando agia de forma violenta, com ameaças e coronhadas nas vítimas, geralmente pessoas com problemas mecânicos em seus veículos e que precisavam estacionar no acostamento. Os policiais estimam que tenham sido praticados até cinco roubos dessa forma.

Os criminosos também promoveram ataques a residências.  Pelo menos uma das vítimas, rendida na estrada, foi mantida refém e obrigada a levar os assaltantes até sua casa, de onde levaram um automóvel que lá se encontrava.
“O modo de atuação da quadrilha é roubar veículos parados no acostamento, em pane, mesmo quando estão sendo atendidos pela concessionária ou algum mecânico. Levavam valores, celulares e tudo o que conseguiam”, explicou o agente Cirilo Álvares, da PRF.

No total, a PCPR e a PRF cumpriram oito mandados judiciais, sendo três de prisão preventiva e cinco de busca e apreensão, relacionados a suspeitos de envolvimento em crimes de furtos, roubos e receptação em Curitiba.

Cinco desses mandados – dois de prisão preventiva e três de busca apreensão – são parte da ação conjunta entre a Polícia Civil e a Polícia Rodoviária. Os restantes são oriundos de duas situações distintas investigadas pelos policiais civis.

O bairro Boa Vista foi alvo de dois mandados de busca e apreensão. Nas diligências, os policiais encontraram diversas munições de pistola 380, que resultou na prisão em flagrante de um homem de 30 anos.
A investigação teve como objetivo identificar a receptação de produtos de roubos e furtos. Os suspeitos estariam aceitando mercadorias sem procedência em troca de entorpecentes. De acordo com as investigações, no mesmo terreno que é alvo das buscas funcionaria uma lanchonete, que seria ponto de comercialização de entorpecentes.

Em outra vertente dos trabalhos policiais, o alvo é suspeito de integrar uma associação criminosa envolvida em roubos contra uma rede de supermercados Condor em Curitiba e Pinhais, na Região Metropolitana.
Uma das ações criminosas aconteceu no dia 26 de setembro de 2019, quando os indivíduos roubaram mais de R$ 200 mil em produtos eletrônicos e aparelhos celulares de funcionários do estabelecimento. O assalto teve a participação de seis homens armados e encapuzados, que usavam luvas.

A polícia suspeita que houve colaboração de funcionários do supermercado, que teriam facilitado o acesso aos assaltantes. “A Polícia Militar encontrou no local um plano com a descrição perfeita do interior do estabelecimento”, afirmou o delegado Victor Loureiro. “Muito provavelmente, algum funcionário deu toda a orientação, incluindo local e a hora para que os ladrões invadissem”, completou o policial.

Continuar Lendo

Paraná

Sete são presos em operação internacional contra a pedofilia na web

Operação cumpriu mandados também na Colômbia, Estados Unidos, Paraguai e Panamá

Publicado

no

Por

Foto: divulgação

Uma operação internacional, coordenada no Brasil pelo Ministério da Justiça, cumpriu na terça-feira (18), 112 mandados de busca e apreensão em 12 estados e também em outros quatro países: Colômbia, Estados Unidos, Paraguai e Panamá.

No Paraná, sete pessoas foram presas na 6ª fase da operação Luz na Infância, que tem como objetivo combater a pornografia infantil e a exploração sexual de crianças e adolescentes.

As prisões no Paraná ocorreram em Colombo (1), na Região Metropolitana de Curitiba; Londrina (1) e Centenário do Sul (2), ambas no Norte do Estado; Toledo (1) e Santa Terezinha de Itaipu (1) no Oeste; Francisco Beltrão (1), no Sudoeste.

Seis dos presos foram autuados em flagrante por armazenar conteúdo pornográfico relacionado aos crimes de exploração sexual praticados contra crianças e adolescentes. Um dos dois presos em Centenário do Sul foi autuado em flagrante por tráfico de drogas.

As buscas no Paraná aconteceram em Colombo, Centenário do Sul, Francisco Beltrão, Londrina e Santa Terezinha do Itaipu. A apreensão do material pornográfico e a prisão em flagrante dos suspeitos foi possível devido ao cumprimento de seis mandados de busca e apreensão.

Os suspeitos foram identificados pela Polícia Civil do Paraná com base em elementos informativos coletados em ambientes virtuais com indícios suficientes de autoria e materialidade dos delitos. Eles são investigados por crimes de abuso e exploração sexual contra crianças e adolescentes praticados na internet.

A pena para quem armazena esse tipo de conteúdo varia de 1 a 4 anos de prisão, de 3 a 6 anos pelo compartilhamento e de 4 a 8 anos de prisão pela produção de conteúdo relacionado aos crimes de exploração sexual.

Na parte da manhã de terça-feira, 39 pessoas haviam sido presas em oito estados: Ceará (2), Goiás (1), Mato Grosso (1), Mato Grosso do Sul (4), Paraná (7), Santa Catarina (9), São Paulo (14) e Rio Grande do Sul (1).

Nesta 6ª fase da operação foram cumpridos, no Brasil e em quatro países, ao todo 112 mandados de busca e apreensão de arquivos com conteúdo relacionado à pornografia infantil. Os materiais apreendidos serão encaminhados à perícia.

Continuar Lendo

Paraná

Polícia prende três suspeitos de matar amigo em lava-car de Curitiba

Vítima estaria em um relacionamento com a ex-namorada do suspeito de efetuar os disparos

Publicado

no

Por

Três homens, de 19, 20 e 21 anos, suspeitos de envolvimento na morte de Gerson Luis Ferreira de Castilhos Junior, de 24, foram presos na manhã de segunda-feira (17) em Curitiba. O crime aconteceu no dia 20 de dezembro de 2019, no lava-car em que a vítima trabalhava, no bairro Xaxim.

A equipe da Polícia Civil apurou que o jovem de 19 anos é suspeito da autoria dos disparos de arma de fogo que mataram Gerson. O rapaz de 20 teria emprestado o revólver para a execução do crime. Já o homem de 21, que é motorista de aplicativo, teria levado o autor dos disparos até o estabelecimento e dado auxílio na fuga após o crime. Durante a ação, ele desligou o aplicativo para dificultar o eventual rastreamento do veículo.

O assassinato teria sido motivado por ciúmes, pois a vítima estaria em um relacionamento com a ex-namorada do suspeito de efetuar os disparos. De acordo com as diligências, o trio e a vítima eram amigos desde a época de escola.

No início das investigações, o suspeito de ter sido autor dos disparos se apresentou na delegacia com um advogado, mas permaneceu calado, não tendo dado nenhuma declaração sobre o crime.

Durante as diligências, a equipe do delegado Thiago Nóbrega conseguiu identificar a participação do motorista do aplicativo, que transportou os suspeitos e deu fuga a eles, e do terceiro rapaz, que emprestou a arma utilizada no crime.

“Conseguimos algumas testemunhas que escutaram conversas entre os três, que são amigos. Em uma dessas conversas, o motorista e o que cedeu a arma duvidavam que o suspeito seria capaz de matar o ‘Gersão’, segundo eles”, afirmou o delegado.  “Ele acabou matando o Gerson. Efetuou diversos disparos com o revólver calibre 38”, completou o policial.

O trio irá responder por homicídio qualificado por motivo torpe. Todos eles encontram-se presos à disposição da Justiça. Se condenados, podem pegar até 30 anos de prisão.

Continuar Lendo
Anúncio
error: Cópia proibida.