Ligue-se a nós

Paraná

Estado apresenta pacote de estímulo ao emprego

No Litoral, o destaque é para a Carreta do Conhecimento que deve retornar à Paranaguá.

Publicado

no

O Governo do Estado divulgou, na segunda-feira (15), um conjunto de ações que busca ampliar a empregabilidade e a qualificação profissional dos paranaenses nos próximos meses.

Entre as novidades apresentadas pelo secretário de Estado da Justiça, Família e Trabalho, Ney Leprevost, estão a nova campanha do aplicativo Paraná Serviços, a parceria com Google para qualificação em Tecnologia da Informação (TI), a volta dos cursos das Carretas do Conhecimento e o desenvolvimento dos programas Emprega Mais Paraná e Recomeça Paraná.

Além disso, o secretário destacou o retorno do atendimento presencial nas Agências do Trabalhador do Paraná a partir da próxima segunda-feira (22), que passarão a funcionar também como agentes financeiros, oferecendo a possibilidade de contratação de empréstimos de até R$ 10 mil para pequenos empreendedores, em parceria com a Fomento Paraná.

“A linha estabelecida pelo governador Carlos Massa Ratinho Junior é para que se crie e ofereça oportunidades de emprego aos trabalhadores do Paraná. Estamos todos empenhados nisso. O objetivo é colocar o Estado no caminho da empregabilidade. Estamos otimistas em relação a 2021”, disse Leprevost.

Ele ressaltou que o objetivo é repetir os bons números de 2020, quando o Estado liderou o ranking nacional de colocação de profissionais por meio das agências. Foram 74.615 trabalhadores encaminhados para vagas de emprego com carteira assinada.

“Adotamos uma postura proativa dentro das agências. Paramos de ficar esperando e fomos até as empresas oferecer oportunidades”, afirmou.

Carretas – O Governo do Paraná também retomará o projeto Carretas do Conhecimento, suspenso em março de 2020 pela intensificação da pandemia da Covid-19. O programa funciona em parceria com a Fundação Volkswagen e o Senai-PR.

A nova proposta terá início em março, em 30 municípios do Paraná, totalizando 90 turmas.

O objetivo é capacitar mais de 1,6 mil alunos em nove cursos diferentes: panificação, costura industrial, aperfeiçoamento em mecânica industrial, manutenção e instalação de ar-condicionado split, mecânica de automóveis, aperfeiçoamento em eletricidade automotiva, noções de mecânica de motocicleta e instalações elétricas prediais.

Ainda em virtude da crise sanitária, as aulas foram adaptadas e serão realizadas 75% de maneira online, por Ensino a Distância (Ead) – os outros 25% ocorrerão de forma presencial, com as aulas práticas ocorrendo nas unidades do Senai no Estado.

No primeiro semestre a Carreta do Conhecimento vai passar por Curitiba, Campo Largo, Colombo, São José dos Pinhais, Paranaguá, Ponta Grossa, Guarapuava, União da Vitória, Pato Branco, Palmas, Francisco Beltrão, Cascavel, Marechal Cândido Rondon, Foz do Iguaçu, Toledo, Umuarama, Paranavaí, Londrina e Santo Antônio da Platina.

Recomeça –  A principal medida fica por conta do programa Recomeça Paraná. Com previsão para iniciar em abril, o projeto tem como objetivo estimular a geração de emprego e renda com apoio das Agências do Trabalhador. Mais um passo para a retomada do Paraná visando o fortalecimento da economia, debilitada pela pandemia da Covid-19.

De acordo com a diretora do Departamento do Trabalho e Estímulo à Geração de Renda, Suelen Glinski, as agências ampliarão o raio de atuação, oferecendo microcrédito, qualificação profissional e inovação a partir deste ano. As agências são vinculadas à Secretaria da Justiça, Família e Trabalho.

“É uma parceria com a Fomento Paraná. Em cada agência haverá uma pessoa especializada oferecendo crédito para quem quer empreender, sempre com juros subsidiados”, explicou.

Parceria essa que pode ser ampliada no longo prazo. A intenção, destacou a diretora, é trazer também o Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo Sul (BRDE) para dentro dos postos, garantindo crédito para empresários de maior porte.

Emprega Mais – O secretário Leprevost destacou, ainda, que a secretaria vai intensificar a ação Emprega Mais Paraná, disponibilizando oportunidades de trabalho para os moradores de diferentes municípios do Paraná.

As Agências do Trabalhador de 15 municípios, disse ele, já estão atuando na colocação de trabalhadores em 679 vagas ofertadas pela C.Vale – Cooperativa Agroindustrial, em Palotina (Oeste) e região.

As vagas estão sendo oferecidas nas Agências do Trabalhador de Alto Piquiri, Altônia, Assis Chateaubriand, Cafezal do Sul, Formosa do Oeste, Guaíra, Iporã, Maripá, Nova Santa Rosa, Palotina, Perobal, Pérola, São Jorge do Patrocínio, Terra Roxa e Toledo.

Google –  Além disso, a secretaria acaba de firmar uma grande parceria com o objetivo de proporcionar uma qualificação profissional para jovens de famílias de baixa renda.

O Governo do Estado, com o apoio do Google, do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) e da empresa JA Brasil, vai oferecer um curso de Tecnologia da Informação (TI).

A expectativa é formar 300 pessoas em TI em 2021. As vagas são direcionadas para jovens que tenham vínculo com os Centros da Juventude de seus municípios. A primeira turma será aberta em março e vai ofertar 60 vagas no formato online.

As inscrições podem ser feitas até 23 de fevereiro. O programa é totalmente gratuito para o participante e no final do curso haverá certificação pelo Google.

Aplicativo –  Uma nova campanha do aplicativo Paraná Serviços será lançada nesta terça-feira (16) com objetivo de aumentar o número de cadastrados. A ferramenta foi desenvolvida para fazer a intermediação entre o contratante e o prestador autônomo de serviços dentro do Paraná.

São mais de 100 categorias de serviços beneficiadas. A plataforma digital conta com diferentes áreas de atuação, com mais de 150 opções de serviços.

Paraná foi o segundo estado que mais criou empregos em 2020

O Paraná abriu 52.670 vagas de emprego em 2020, mesmo em um ano marcado pela pandemia. Esse foi o segundo melhor resultado do País, com apenas 380 contratações a menos do que Santa Catarina.

Ele é o comparativo entre 1.193.316 admissões e 1.140.646 desligamentos. O saldo de 52.670 vagas é superior ao saldo positivo de todos os estados do Nordeste e do Centro-Oeste.

O Paraná foi responsável por 36,9% do resultado nacional.

O saldo de empregos do ano passado foi superior inclusive ao de 2019, que fechou em 51.441 vagas abertas. Foi o melhor indicador do Paraná nos últimos sete anos. Os dados são do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), órgão ligado ao Ministério da Economia.

Da ANP / Fotos: Jonathan Campos

Deixe seu comentário!

Paraná

Nova embaixadora do Haiti visita o Paraná

Ela foi recebida pelo vice-governador Darci Piana

Publicado

no

Por

Darci Piana com Rachel Coupaud

O vice-governador Darci Piana recebeu nesta quinta-feira (25/02), a nova embaixadora do Haiti no Brasil, Rachel Coupaud, e afirmou que o Paraná quer fortalecer as relações comerciais e culturais com o país caribenho.

Piana e a embaixadora conversaram sobre áreas potenciais para parcerias e sobre a  imigração de haitianos no Paraná, uma das maiores do país.

“O Paraná foi é um dos estados que mais recebem haitianos, e é nosso dever ofertar ações de inserção desses imigrantes, cujo país natal vive grande crise humanitária e o mais pobre do grande continente americano”, destacou o vice-governador.

Ele também convidou a embaixadora para conhecer a estrutura do Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial – Senac, com cursos profissionalizantes que muito têm a oferecer na qualificação de mão de obra haitiana.

A embaixadora Rachel Coupaud afirmou que o Haiti tem muito interesse em fechar parcerias comerciais e culturais com o Paraná. “Essa será uma ótima oportunidade para estreitarmos as relações e aproximarmos nossos empresários. O Paraná é um estado rico que tem muito a contribuir para nosso país”, disse.

Continuar Lendo

Paraná

Casal que provocou acidente que matou jovem na BR-277 está preso

Depoimento está marcado para esta terça-feira (23)

Publicado

no

Por

Acidente aconteceu na manhã de domingo (21)

O casal que provocou o acidente no km 69 da BR-277 em São José dos Pinhais, Região Metropolitana de Curitiba (RMC), no domingo (21), que resultou na morte da jovem Rayane Ellen Souza, de 19 anos, foi preso em flagrante e pode responder por homicídio.

À Polícia Civil, os dois confirmaram a versão de que uma brincadeira com o volante teria provocado a saída de pista na BR-277. A expectativa, agora, é para o depoimento marcado para esta terça-feira (23) dos dois passageiros que estavam no banco de trás do automóvel Ford Focus no momento do acidente.

A PRF realizou teste do bafômetro no motorista, que constatou a presença de álcool: 0,05 miligramas de álcool por litro de ar expelido.

De acordo com o delegado Fábio Machado, o motorista também vai responder por embriaguez ao volante.

“Eles contaram que estavam indo ou voltando de um motel e, no trajeto, começaram a brincar e dirigir de maneira irregular. Nisso, a menina teria puxado o volante, provocando a batida que ejetou a Rayane do carro”, explicou.

Rayane Ellen (Foto: Redes Sociais)

Versão – O motorista de 19 anos confirmou um equívoco da amiga que estava no banco da frente.

“Na verdade, a gente foi para São José dos Pinhais procurar um motel, mas como não estávamos com muito dinheiro, ela [a vítima] deu a ideia de ir no banco de trás, para poder se esconder na entrada. Como não encontramos nenhum motel com vaga, a gente decidiu retornar para casa, na Borda do Campo, mas ela ainda sim recusou sentar no banco de trás por ser pertinho”, disse.

O acidente – O acidente aconteceu na manhã de domingo (21), nas proximidades da fábrica da Renault. De acordo com testemunhas, o veículo já estaria andando em ziguezague metros antes do acidente, o que confirmaria a realização da brincadeira.

A vítima, que era transportada no porta-malas, foi arremessada para fora do Ford Focus após impacto do veículo contra a mureta do canteiro central da rodovia.

A Delegacia de São José dos Pinhais segue investigando o caso.

Continuar Lendo

Paraná

Bebê morre de possível fome e desnutrição em Curitiba; pai está preso

Menina provavelmente ficou mais de 24 horas sem comer

Publicado

no

Por

Uma bebê de 10 meses foi encontrada morta dentro de casa, na Cidade Industrial de Curitiba (CIC), na noite de sexta-feira (19/02). A polícia investiga a possibilidade de morte por desnutrição, já que a criança, uma menina, estaria há mais de 24 horas sem comer nada.

O fato ocorreu na Rua Favo de Mel, Vila Barigui, na CIC. Conforme as apurações iniciais, a mãe disse aos policiais que a criança comeu a última vez na quinta-feira, às 17h, e depois dormiu.

Na manhã de sexta-feira, a mãe afirmou que acordou e viu que a criança tinha alguns gemidinhos. Porém, foi trabalhar e a deixou sob os cuidados do pai.

O pai alegou que acabou dormindo e deixou a mamadeira pronta em cima da mesa, para que a criança mais velha, de cinco anos, desse ao bebê. Mas não explicou direito se a menina comeu algo durante o dia, ou se a última refeição foi a mamadeira do dia anterior.

A informação que a polícia tem, por enquanto, é de que a bebê estaria há mais de 24 horas sem se alimentar.

Quando a mãe chegou de volta em casa, no início da noite, a garotinha já estava morta, de provável fome e desnutrição. O SAMU foi chamado, analisou a criança já morta e decidiu chamar a polícia, porque no corpo dela havia diversos hematomas. Não seriam exatamente marcas de agressão, mas talvez maus tratos.

Família – Na casa de cinco cômodos moram pai, mãe e três filhas, a menina de 10 meses (que faleceu), uma de 2 anos e outra de 5 anos.

Na mais velha a polícia constatou um hematoma na cabeça, na região da têmpora, um roxo já mais antigo, que a menina disse que foi feito pelo pai.

O pai é usuário de cocaína e foi, inclusive, abordado pela polícia há duas semanas. No entanto, conforme vizinhos, ele estava há alguns dias em abstinência de drogas e indo à igreja, na tentativa de largar o vício.

O pai foi preso e a mãe foi ouvida e liberada

Pai e mãe foram levados à DHPP para serem ouvidos. O pai ficou preso e a mãe foi liberada. As crianças ficaram a cargo de uma vizinha, até a chegada do Conselho Tutelar.

Da RICTV (Daniela Servieri)
Continuar Lendo
Anúncio