Ligue-se a nós

Paraná

Cirurgias eletivas seguem suspensas por mais 30 dias

Resolução determina a suspensão nas redes do SUS e particular

Publicado

no

Secretaria de Estado da Saúde publicou na segunda-feira (04) a Resolução nº 013/2021, que determina a suspensão das cirurgias eletivas nas redes do Sistema Único de Saúde (SUS) e particular por mais 30 dias, considerando o crescimento de casos de Covid-19 e a ocupação de leitos de UTI e de enfermaria no Paraná.

“A pandemia segue impondo medidas restritivas, entre elas a de mantermos leitos, equipamentos, insumos e equipes profissionais priorizados para o atendimento de pacientes infectados pelo coronavírus. A suspensão é válida para todo o Estado”, disse o secretário de Estado da Saúde, Beto Preto.

A nova Resolução revoga a anterior, de nº 1412/2020, que já suspendia a realização das cirurgias eletivas entre 1º e 31 de dezembro de 2020.

A regra não se aplica aos procedimentos de cardiologia, oncologia e nefrologia e não se aplica a exames e procedimentos realizados em âmbito laboratorial que, a critério médico, sejam considerados de urgência ou emergência.

SUSPENSÃO – Desde agosto do ano passado, a secretaria estadual da Saúde vem recomendando e restringindo, por meio de resoluções, a suspensão das cirurgias eletivas como forma de contingenciamento de insumos e também de leitos de UTI.

Primeiramente, houve restrição nos procedimentos com demanda de terapia intensiva no pós-operatório. Em um segundo momento, foi liberado o procedimento em hospitais privados que não constavam do plano de atendimento à Covid-19.

Depois, com o agravamento da pandemia, o Estado suspendeu as cirurgias eletivas em toda a rede pública e privada. Agora, com o quadro mais agudo, a secretaria decidiu pela manutenção desta suspensão por mais 30 dias.

“São medidas de gestão, tomadas de acordo com o cenário estadual e que visam, principalmente, prestar atendimento eficiente e de qualidade a todos os paranaenses, evitando assim um colapso na estrutura hospitalar”, explicou o chefe de gabinete da pasta, César Neves.

Da AEN

Deixe seu comentário!

Paraná

Caminhoneiro “dirige” com parte do corpo para fora da cabine e uma garrafa na mão

Cena foi registrada por outro motorista que passava pela região de Maringá

Publicado

no

Por

Um motorista foi filmado “dirigindo”, com parte do corpo para fora do caminhão e segurando uma garrafa de bebida enquanto o veículo estava em movimento, na BR-376, região de Maringá, no norte do Paraná. A cena foi registrada por outro motorista que passava pelo local.

O vídeo que circula nas redes sociais mostra a imprudência do caminhoneiro logo nos primeiros segundos. Ele é visto com uma das pernas e um dos braços para fora do veículo e, com uma das mãos, ele segura o que parece ser uma garrafa de bebida alcoólica.

Segundo a Polícia Rodoviária Federal (PRF), o caso aconteceu na entrada para o município de Sarandi. Não houve flagrante da PRF sobre a ocorrência. Até a publicação desta reportagem, o motorista não havia sido identificado.

A polícia destacou que, caso tivesse sido localizado pelos agentes, nestas condições, o homem seria submetido a um teste para identificar possíveis substâncias psicoativas. Se o resultado desse positivo, ele poderia ser preso.

Conforme a PRF, o motorista cometeu as seguintes infrações do Código Brasileiro de Trânsito:

  • Art 167: deixar de usar o cinto de segurança;
  • Art 169: dirigir sem os cuidados indispensáveis à segurança.
  • Art 174: promover, na via, competição, eventos organizados, exibição e demonstração de perícia em manobra de veículo;
  • Art 252: dirigir com apenas uma das mãos;

De acordo com a PRF, a conduta do motorista que registrou as imagens também foi incorreta, já que é proibido filmar ou manusear aparelho celular enquanto dirige.

Continuar Lendo

Paraná

Motorista é preso ao oferecer R$ 200 à PRF para não ser multado

Rapaz, de 21 anos, conduzia um automóvel Gol e não possuía habilitação.

Publicado

no

Por

Um motorista foi preso pela Polícia Rodoviária Federal (PRF) após ter oferecido R$ 200 para não ser autuado. A situação foi por volta das 15h de quarta-feira (20), na BR-376, em Ponta Grossa, nos Campos Gerais.

De acordo com os policiais rodoviários federais que abordaram um automóvel Gol, o condutor, de 21 anos, não possuía habilitação. Ao ser informado de que o carro seria recolhido e ele autuado, o rapaz ofereceu R$ 200 aos policiais para que o liberassem.
Imediatamente, os agentes deram voz de prisão em flagrante ao motorista, que foi encaminhado para a Polícia Federal (PF), para registro do crime de corrupção ativa, que é quando uma pessoa oferece vantagem indevida (dinheiro) a um servidor público. O carro foi recolhido ao pátio da PRF.

Fonte CBN
Continuar Lendo

Paraná

Adolescente morre após encontro com homem de 29 anos em motel de Pinhais

Foi na quarta-feira; homem tentou fugir após levá-la para a UPA

Publicado

no

Por

A Polícia Civil de Pinhais, na Região Metropolitana de Curitiba, está investigando a morte de uma adolescente de 16 anos, ocorrida na tarde de quarta-feira (20).

De acordo com os policiais, a vítima tinha ido com Lucas Nascimento de Carvalho, que tem 29 anos, para um motel da cidade. No local, ainda segundo a polícia, ela teve uma hemorragia e foi levada para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA), mas já chegou sem vida.

Carro de Lucas será periciado

A garota, cujo primeiro nome é Lívia, foi encaminhada ao local por Lucas que, após deixar a adolescente na unidade médica, tentou fugir, mas foi contido por familiares da menina. Ele foi preso pela Guarda Municipal e encaminhado para a delegacia.

O advogado de Lucas, Igor José Ogar, disse que ele é inocente e que ficou “abalado e chocado” com a morte da adolescente.

Lucas conheceu a jovem pelas redes sociais

“Ele não cometeu nenhum crime. Inclusive, já tivemos informações preliminares de que exames feitos na adolescente dão conta de que a mesma não sofreu nenhum tipo de agressão. O Lucas é uma pessoa que teve alguns antecedentes, mas nenhum com prática nesse sentido, e é uma pessoa que se manifesta a colaborar com a Justiça”, disse a defesa.

Familiares da adolescente disseram em depoimento que não conheciam Lucas, mas que a adolescente contou que tinha conhecido ele por meio de uma rede social e que iria com ele para um shopping.

A polícia aguarda um laudo do Instituto Médico-Legal (IML) para dar continuidade à investigação.

Continuar Lendo
Anúncio
error: Cópia proibida.