Ligue-se a nós

Notícias

Primeiro paranaense a receber transplante de pulmões deixa hospital

Paciente estava na fila de transplantes há dois anos

Publicado

no

Reinaldo com equipe do Hospital Angelina Caron

O primeiro paranaense a receber transplante de pulmões recebeu alta nesta terça-feira (7). O pedreiro Reinaldo Ferreira de Goes, 57 anos, morador da Lapa, na região metropolitana de Curitiba, passou pelo transplante no dia 17 de dezembro de 2019.

A cirurgia de alta complexidade foi no Hospital Angelina Caron, em Quatro Barras, também na região de Curitiba.

Reinaldo sofria de enfisema pulmonar, que o impossibilitou de trabalhar nos dois últimos anos. Ele estava na fila junto com outros nove pacientes que também precisam de pulmões novos.

“O Reinaldo se recuperou muito bem e já está apto a sair do hospital. Ele ainda não vai voltar para casa, na Lapa. Vai permanecer na casa de parentes, pois precisa fazer o acompanhamento conosco nas próximas semanas. Mas logo já estará em casa”, comemorou o médico cirurgião Frederico Barth, responsável técnico do Serviço de Transplante Pulmonar do Angelina Caron.
Cirurgia complexa
A operação de logística do primeiro transplante de pulmão do Paraná começou a cerca de 500 km de distância do local da cirurgia, em Foz do Iguaçu. O órgão foi levado de uma cidade a outra pelo helicóptero da Polícia Civil, sob coordenação da Central de Transplantes.

O Hospital Angelina Caron obteve há dois o credenciamento do Ministério da Saúde para executar transplantes de pulmão. Desde então, a equipe passou por diversos treinamentos para estar preparada para este tipo de cirurgia de alta complexidade.

“O processo é complexo e tem algumas particularidades fundamentais para a recuperação pós-cirúrgica. Além da compatibilidade sanguínea, os pulmões doados devem estar sem sinais de infecção ou indícios de lesões por trauma”, explicou Barth.

O médico explicou que para o transplante os órgãos a serem transplantados devem obrigatoriamente ser do mesmo tamanho dos pulmões originais do receptador. Do contrário, os órgãos não cabem na caixa torácica.

Da Tribuna do Paraná

Deixe seu comentário!

Notícias

Papa recebe Bispos do Paraná e Nossa Senhora do Rocio como presente

Audiência especial ocorreu na manhã desta segunda-feira (24)

Publicado

no

Por

Francisco recebeu bispos do Paraná nesta segunda-feira (24)

O Bispo de Paranaguá, Dom Edmar Peron, esteve na manhã desta segunda-feira, 24, juntamente com os demais bispos do Paraná, em audiência especial com o Papa Francisco. O encontro durou mais de 3 horas e foi o ponto principal da Visita “Ad Limina”.

Os bispos das 18 Dioceses do estado (Igreja Católica) e duas Eparquias (Igreja Ucraniana) estão em Roma desde o dia 17 onde fazem a chamada “Visita Ad Limina Apostulorum”.

A atividade prevista pelo Código de Direito Canônico propõe que os bispos, organizados por regionais ou países, realizem preferencialmente a cada cinco anos esta peregrinação para manifestar a comunhão com o Papa e revigorar a fé, firmando sua própria responsabilidade de sucessores dos Apóstolos.

Em português, a tradução do nome “No limiar dos apóstolos” mostra que os bispos, sucessores dos apóstolos, estão em Roma, no limiar, na soleira, às portas das basílicas dos apóstolos (Pedro e Paulo), presidida pelo sucessor de São Pedro, que é o Papa Francisco.

Com uma programação intensa de celebrações, orações, reuniões de trabalho, estudos e passeios os Bispos peregrinam pela Diocese de Roma, que é a sede da Igreja Católica no mundo. O encontro com o Papa é o momento mais esperado por todos.
VISITA EMOCIONANTE
O Bispo de Paranaguá, Dom Edmar Peron, contou que a visita foi um momento marcante. “Foi emocionante visitar o Papa pela primeira vez. Ao completar 10 anos de ordenação episcopal considero este um grandioso presente”, afirmou.

Dom Edmar disse que a conversa foi muito agradável, onde os bispos puderam apresentar os principais trabalhos desenvolvidos nas suas dioceses ou áreas de atuação, como no caso dele, a Liturgia. Vários deles fizeram perguntas a Francisco, que as respondeu com simplicidade e alegria.

Na oportunidade, Dom Edmar confirmou o presente da Regional Sul II (CNBB Paraná), entregue ao Santo Padre no final da visita: “O presente que o Papa recebeu foi a imagem de Nossa Senhora do Rocio, por ser Ela a padroeira oficial do estado e a devoção mariana mais antiga ‘nascida’ dentro do território paranaense”.

(Texto: Pascom Diocese de Paranaguá. Fotos colhidas no vídeo do Vatican News)
Continuar Lendo

Notícias

Força das ondas provoca estragos em Guaratuba e Pontal do Paraná

Maré alta reduziu a faixa de areia nos municípios

Publicado

no

Por

Foto: Wesley Cunha/RPC Curitiba

A maré alta danificou rampas de acesso à praia que estão sendo construídas em Guaratuba, no litoral do Paraná, na madrugada deste domingo (23) e também derrubou alguns coqueiros.

No balneário Pontal do Sul, em Pontal do Paraná, um quiosque foi destruído pela força da água.

Segundo o Corpo de Bombeiros, baseado em dados do Sistema Meteorológico do Paraná, o litoral do estado não foi atingido por uma ressaca, apesar do registro de fortes ondas.

O que teria sido identificado foi uma condição de maré alta que se intensificou com a proximidade de uma frente fria.

“Não é considerada uma ressaca. Nós temos uma Lua Nova, e a maré está 1,5 metro. Nós temos hoje o máximo de maré que nós podemos ter na nossa condição de litoral”, afirmou à imprensa o capitão do Corpo dos Bombeiros Ícaro Gabriel.

Segundo ele, houve a passagem de um vento em direção ao sul, de uma frente fria próxima ao estado, que acabou empurrando a água para mais próximo da calçada.

O capitão frisou ainda que isso é mais comum no inverno, mas acabou acontecendo em pleno verão. Esse foi o motivo de a faixa de praia ter praticamente desaparecido.

A recomendação dos bombeiros é sempre procurar uma área protegida por guarda-vidas para se banhar e ficar no raso.

PONTAL DO SUL
A força da maré também provocou danos no balneário Pontal do Sul, em Pontal do Paraná.

Em vídeo, responsável por quiosque mostra a destruição causada pela água.

Continuar Lendo

Notícias

Corpo que apareceu na Ilha do Mel é de homem que se afogou em Matinhos

Afirmação é da família, que viu o cadáver no IML em Curitiba

Publicado

no

Por

Antonio Marcos e esposa (Foto redes sociais)

O corpo do homem que havia se afogado na Praia Mansa, em Matinhos, no dia 8 deste mês, apareceu boiando, na manhã deste domingo (23), próximo à Ilha do Mel, em Paranaguá.

A afirmação de que o corpo é de Antonio Marcos Leite da Silva é de familiares dele, que foram até o IML de Curitiba e confirmaram para o Agora Litoral. Apesar do adiantado estado de decomposição, eles dizem ter certeza.

Mesmo com a convicção dos familiares, o Instituto Médico Legal fará exames complementares, inclusive de DNA, para confirmar se o cadáver é mesmo de Antonio Marcos.

RELEMBRE
Antonio Marcos Leite da Silva, de 35 anos, estava sendo procurado pelo Corpo de Bombeiros desde o dia em que desapareceu no mar, quando estava tomando banho com sua esposa.

O casal, morador no bairro Cidade Industrial de Curitiba (CIC), havia vindo passar uns dias na praia quando a fatalidade ocorreu. Desde então, os Bombeiros tentaram encontrar o corpo de Antonio.

A vítima era jardineiro, casado com Helyteia Mendes da Silva Leite e pai de três filhas.

GRATIDÃO
Em contato com o Agora Litoral, a família pediu para agradecer a solidariedade que recebeu da população, amigos e familiares durante todo o tempo em que Antonio Marcos esteve desaparecido e fez questão de destacar o incansável trabalho dos Bombeiros nas buscas pelo corpo dele.

Continuar Lendo
Anúncio
error: Cópia proibida.