Oops! It appears that you have disabled your Javascript. In order for you to see this page as it is meant to appear, we ask that you please re-enable your Javascript!
Notícias

Preso em Guaratuba suspeito de matar menina de 14 anos

PMs chegaram até Adelson graças à informação da própria vítima

Agora Litoral
A Polícia Militar de Guaratuba, no litoral paranaense, prendeu, na noite de sábado (24) Adelson Gonçalves Rosa, de 19 anos. Ele é suspeito de ter assassinado a tiros Mariana Estival Bueno da Silva, de 14 anos, na noite de quinta-feira (22), no bairro Carvoeiro.

Os policiais chegaram até Adelson graças à informação da adolescente que, antes de morrer, falou para a soldado Maria Mendes e ao soldado Cabral que os disparos que lhe atingiram haviam sido feitos por Adelson.

A prisão de Adelson Mendes ocorreu durante patrulhamento da PM pelo bairro Cohabar. Os PMs avistaram um homem em atitude suspeita, que, ao ver a equipe, tentou fugir, mas foi alcançado poucos metros após a tentativa.

Adelson reagiu à abordagem policial e, após algemado, começou a gritar no meio da rua dizendo que os policiais iriam implantar droga nele e levá-lo “para a quebrada” para agredi-lo.

Nesse momento, segundo informações da Polícia Militar, chegou ao local o pai de Adelson e foi informado pela equipe que o filho dele seria levado à Delegacia de Polícia Civil e que ele poderia se deslocar até o local.

CONFISSÃO

Ainda de acordo com os PMs, durante o deslocamento até a DP, foi perguntado a Adelson o motivo pelo qual ele teria atirado contra Mariana, e o mesmo teria informado que a jovem havia lhe roubado e que teria decidido cobrar tirando a vida da adolescente.

Ao chegar à Delegacia de Polícia, segundo relato dos PMs que atenderam a ocorrência, Adelson Gonçalves Rosa teria dito à equipe que eles estariam “perdendo tempo” e que “amanhã mesmo” já estaria na rua.

NOTÍCIA RELACIONADA

Adolescente de 14 anos morta a tiros em Guaratuba

Etiquetas

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios