Ligue-se a nós

Notícias

Preso em Paranaguá advogado que ameaçava juíza em Minas Gerais

Ele exigia reparação financeira para danos morais sofridos “em outras vidas”

Publicado

no

Um advogado suspeito de ameaçar e extorquir uma juíza de Unaí, no noroeste de Minas Gerais, foi preso neste sábado (20/02) em Paranaguá, no Litoral do Paraná, em uma ação conjunta de policiais civis dos dois estados.

Adriano Leme Ike, de 40 anos, que estaria residindo em Paranaguá, vinha há meses ameaçando e tentando extorquir a juíza Ludmila Lins Grillo, da Vara Criminal e da Infância e da Juventude de Unaí.

A operação “DeLorean Stalker”* foi desencadeada pela polícia Civil da cidade mineira, e contou com a colaboração da polícia civil paranaense, uma vez que Adriano Leme Ike estaria morando na cidade mãe do Paraná.

ENTENDA A HISTÓRIA

O advogado chegou a exigir R$ 1 milhão para deixar a juíza em paz. Adriano alegava que, “em outras vidas”, a juíza teria sido perversa com ele e então teria que lhe reparar, com esse valor, os danos morais sofridos. No entanto, Ludmila Lins Grillo afirmou nunca ter tido contato com o autor da perseguição.


Ainda segundo a denúncia, em dezembro de 2020 o advogado conseguiu o endereço, dados pessoais e o telefone de Ludmila, o que fez com que a perseguição ganhasse um tom ainda mais ameaçador.

Adriano Leme Ike chegou a dizer que a juíza teria uma morte dolorosa como a de Jezebel, do Livro dos Reis, que foi atirada de uma janela e teve o corpo devorado por cães.

“As mensagens eram frequentes e às vezes longuíssimas, chegando a várias em um único dia, e sempre em tom apocalíptico”, detalhou Ludmila.

Na casa do advogado, a Polícia Civil apreendeu aparelhos eletrônicos que serão analisados. (Foto: PCMG)

Segundo a delegada Gabriela Mol, que comandou as investigações, ao ser preso, o advogado Adriano Ike solicitou permissão para ficar com o livro O Inquérito do Fim do Mundo, do qual Ludmila é coautora.

Adriano Ike foi encaminhado para o Sistema Prisional do Paraná e pode responder pelos crimes de extorsão e ameaça contra a honra. A pena prevista apenas para o crime de extorsão é de 4 a 10 anos.

*A operação que prendeu o advogado foi batizada de “Delorean Stalker”, em referência ao carro DeLorean do filme ‘De Volta para o Futuro’ (que simulava fatos que teriam ocorrido no passado com consequências futuras) e ‘Stalker’, termo em inglês que designa a prática de perseguição obsessiva.

Deixe seu comentário!

Notícias

Governo do Paraná anuncia novas medidas de contenção à Covid-19

Restrições valem a partir de sábado para os 399 municípios do Estado

Publicado

no

Por

O Governo do Paraná anunciou, na manhã desta sexta-feira (26/02), novas medidas para conter o avanço da Covid-19 no Estado. As novas deliberações entram em vigor à zero hora deste sábado (27).

O governador Ratinho Junior disse ainda que haverá uma rigorosa fiscalização das novas medidas, incluindo o fechamento de comércios não essenciais e até a prisão daqueles que desrespeitarem as novas normas.

As deliberações valem para os 399 municípios do Paraná.

VEJA AS MEDIDAS 






Continuar Lendo

Notícias

Derico Sciotti chega a Paranaguá para apresentação no Estação Mall

Apresentação do renomado saxofonista será neste sábado (27)

Publicado

no

Por

Os apaixonados pelos clássicos do jazz e do blues poderão conferir a apresentação gratuita de Derico Sciotti & Brasa Gente Trio neste sábado, dia 27/02, às 15 horas, no shopping Estação Mall, em Paranaguá.

O grande flautista e saxofonista “Derico Sciotti” e os músicos Jeff Sabbag no teclado, Fábio Hess no baixo, e Endrigo Bettega na bateria prometem animar o público e fãs do jazz e blues.

Derico vem com a proposta de apresentar os arranjos próprios dos clássicos do jazz e blues e também comemorar os 45 anos de carreira.

SERVIÇO

Aproveite para fazer boas compras.

Neste período, as cancelas do estacionamento estão liberadas.

Continuar Lendo

Notícias

Hospital Regional do Litoral confirma mais 4 óbitos em consequência da Covid-19

Ala Covid da instituição está lotada, com 47 pacientes internados

Publicado

no

Por

O Hospital Regional do Litoral, em Paranaguá, confirmou, em boletim divulgado na manhã desta sexta-feira (26/02), mais quatro óbitos em consequência da Covid-19.

Duas dessas mortes ocorreram no dia 14 deste mês e outra no dia 23. As três estavam em investigação. A quarta foi registrada na quinta-feira (25).

OS FALECIMENTOS

Senhora, 67 anos, residente em Guaratuba, em 14/02;

Senhor, 63 anos, morador em Paranaguá, em 14/02;

Senhora, 31 anos, residente em Guaratuba, em 23/02;

Senhor, 46 anos, morador em Paranaguá, em 25/02.

Um outro óbito ocorrido no Hospital Regional do Litoral está sendo investigado para comprovar ou não se foi em decorrência da infecção provocada pelo novo coronavírus.

ALA COVID LOTADA

A denominada “Ala Covid” está hoje com 47 pacientes internados – 39 já confirmados com a doença e 8 aguardando resultados de exames.

NOTÍCIA RELACIONADA

Sesa confirma mais 5 óbitos e 101 novos casos de Covid-19 no Litoral do Paraná

Continuar Lendo
Anúncio