Oops! It appears that you have disabled your Javascript. In order for you to see this page as it is meant to appear, we ask that you please re-enable your Javascript!
Notícias

Preso com tornozeleira eletrônica volta pra cadeia por desacatar policiais

RAPAZ FICOU ALTERADO E FOI LEVADO PRA DP

Agora Litoral
Um rapaz foi preso na tarde de terça-feira, 6, no Fórum Ouvidor Rafael Pires Pardinho, em Paranaguá, depois de desacatar policiais civis que acompanhavam testemunhas em uma audiência, referente um crime de tentativa de homicídio. Guilherme Becelher Cicarello, de 22 anos, que é monitorado por tornozeleira eletrônica e parente de um dos acusados, passou a causar tumulto, depois de tentar se aproximar de uma das pessoas que seria ouvida na oitiva.

Os policiais chegaram ao Fórum por volta das 14 horas e foram informados que a audiência tinha sido cancelada e que era necessário apenas colher as assinaturas das testemunhas, as quais foram encaminhadas para o cartório da 2.ª Vara Criminal, onde já se encontrava Guilherme e outras pessoas – que tinham desavenças com as testemunhas que estavam sendo escoltadas.

Quando Guilherme viu as testemunhas, tentou se aproximar de uma delas e, a fim de evitar qualquer conflito, os policiais pediram para que ele se afastasse. Nesse momento o rapaz ficou alterado e passou a gritar e ofender os policiais. Ao receber voz de prisão, ele continuou alterado, resistiu à abordagem e ainda tentou agredir os policiais.

Após ser dominado, Guilherme foi levado à 1.ª Subdivisão Policial de Paranaguá, onde acabou autuado pelos crimes de desacato e resistência e, por não ter os valores necessários para o pagamento da fiança, ficou recolhido no setor de carceragem local.

Conforme informado pelos policiais, Guilherme, que já esteve preso por roubo, não tinha nada a ver com a audiência e tinha ido ao Fórum assinar um documento referente às exigências para o uso da tornozeleira eletrônica.

SEQUÊNCIA DE ROUBOS
Em 26 de julho deste ano, Guilherme e o irmão dele foram presos acusados de roubar dois telefones celulares no conjunto Cominese, em Paranaguá. O Agora Litoral noticiou o fato.

Irmãos são reconhecidos por sequência de assaltos após roubo de celulares

Etiquetas

Artigos relacionados

Um Comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar