Ligue-se a nós

Notícias

Portos do Paraná realiza séries de workshops para gerenciamento integrado de riscos

Objetivo é aperfeiçoar procedimentos para promover segurança ambiental, saúde e segurança no trabalho.

Publicado

no

Fotos: Cláudio Neves

A empresa pública Portos do Paraná, por meio de sua Diretoria de Meio Ambiente (Diramb), iniciou nesta quinta-feira (22) a série de workshops com os prestadores de serviços portuários. O objetivo dos encontros é tornar essas operações ainda mais seguras, aperfeiçoando o gerenciamento dos riscos de maneira integrada.

As oficinas temáticas estão inseridas no Programa de Gerenciamento de Riscos (PGR) da empresa pública, segundo a analista portuária Andrea Almeida Lopes de Deus, uma das responsáveis pela ação. Ela explica que, além de conhecer mais a fundo como os serviços acontecem e quais são os riscos que as respectivas atividades geram, as informações levantadas nos workshops servirão de subsídio para a revisão dos procedimentos normativos para execução de cada uma das atividades que compõem Regulamento do Sistema de Gestão Integrada da Portos do Paraná.

“As oficinas foram pensadas visando atender as necessidades de ações previstas no programa e aperfeiçoar o gerenciamento dos riscos em conjunto e com a participação efetiva das empresas nesse processo. O nosso objetivo é de sempre garantir a segurança ambiental e a segurança do trabalho na prestação dos serviços portuários nos portos do Paraná”, afirma Andrea.

Os workshops terão duração de duas a quatro horas e estão sendo organizados pelo Grupo de Trabalho do Programa de Gerenciamento de Riscos da Portos do Paraná, responsável por fomentar as ações do PGR.

No encontro, o programa é detalhado aos participantes e os procedimentos exigidos são explicados de maneira minuciosa. Os representantes das empresas, por sua vez, apresentam como são realizadas as suas respectivas atividades nos portos do Paraná. “É uma troca”, completa Andrea.PRIMEIRO ENCONTRO – Ao todo serão seis workshops. O primeiro, desta quinta-feira, foi sobre “Controle de Pragas Agrícolas e de Vetores”, conhecido como fumigação, com a participação de quatro empresas prestadoras desse serviço.

Um dos participantes, o engenheiro agrônomo Leonardo Antônio Zanlorensi Portela, representante da empresa Real Marine, em Paranaguá, considera bastante válida a iniciativa da Portos do Paraná em promover o workshop.

“Expusemos parte da vivência na nossa atividade na tentativa de assegurar que a autoridade portuária possua um melhor entendimento dos riscos envolvidos na nossa operação, subsidiando e promovendo recursos para a elaboração e atualização do Sistema de Gestão Integrada”, afirma.

Como explica o agrônomo, o serviço de fumigação é contratado pelo exportador ou pelo próprio importador. Segundo ele, o controle é necessário para cumprir os requisitos fitossanitários a fim de evitar a propagação e intercâmbio de pragas e, por razões comerciais, para coibir a infestação e contaminação das cargas destinadas à alimentação humana e animal.

“O serviço é elaborado por profissionais habilitados e com conhecimento teórico e prático. Nosso Plano de Gestão, por exemplo, mapeia todos os riscos pertinentes à nossa atividade e dá soluções. Sempre que um novo risco de possível acidente é identificado, são descritas e colocadas em prática medidas tratativas/mitigatórias para assegurar a saúde e o bem-estar de todos os envolvidos na operação”, descreve.

PRÓXIMOS – Os próximos cinco encontros serão sobre as Regras Gerais de Saúde, Segurança e Meio Ambiente para o Píer Público de Granéis Líquidos (PPGL) e Prestação dos Serviços Portuários de Abastecimento e Fornecimento de Produtos Químicos; Amostragem; Remoção de Resíduos de Embarcação e da Faixa Portuária; e Prontidão Ambiental.

No dia 30 de julho serão convidadas as empresas que operam no Píer Público de Granéis Líquidos. Para os demais, devem participar as empresas atualmente cadastradas na Diretoria de Meio Ambiente.

As empresas receberão um convite para participarem dos encontros, mas é importante que já reservem as datas:

  • Semana de 23 a 27/08 – Abastecimento e fornecimento de produtos químicos;
  • Semana de 30/08 a 03/09 – Amostragem;
  • Semana de 13 a 17/09 – Remoção de resíduos de embarcação e da faixa portuária;
  • Semana de 20 a 24/09 – Prontidão Ambiental.
Da Portos do Paraná
Clique para comentar

Deixe seu comentário!

Notícias

Três apostas do Litoral acertam a quadra da Mega-Sena

Quina teve 37 ganhadores e cada um recebe R$ 59 mil.

Publicado

no

Por

Três apostas do Litoral do Paraná acertaram a quadra do concurso 2412 da Mega-Sena, realizado neste sábado (25), em São Paulo. Os jogos foram realizados em Guaraqueçaba (1), Matinhos (1) e Paranaguá (1). Cada aposta recebe R$ 949,97.Prêmio principal
O prêmio principal acumulou.

Os números sorteados foram: 09 – 16 – 34 – 36 – 49 – 60.

  • A quina teve 37 ganhadores, com prêmio médio de R$ 59.039,36.
  • A quadra teve 3.285 apostas ganhadoras e o prêmio médio para cada uma é de R$ 949,97.

Os detalhes do resultado foram divulgados pela Caixa na manhã deste domingo.

Próximo sorteio – O próximo concurso será na terça-feira (28), na Mega Semana da Primavera, com prêmio estimado em R$ 10 milhões.

Continuar Lendo

Notícias

Mega-Sena: Confira os números sorteados neste sábado

Caixa ainda não informou se há ganhadores ou se o prêmio acumulou.

Publicado

no

Por

O sorteio do concurso 2412 da Mega-Sena, realizado na noite deste sábado (25), em São Paulo, teve como números sorteados: 09 – 16 – 34 – 36 – 49 – 60.

A Caixa ainda não informou se há ganhadores ou se o prêmio acumulou. O prêmio estimado é de R$ 7 milhões.

Continuar Lendo

Notícias

Turista que matou nativo na Ilha do Mel vai enfrentar o tribunal do júri

Sentença de pronúncia foi proferida nesta sexta-feira (24)

Publicado

no

Por

Ian Mattews é acusado de matar Nado Valentim

Ian Matthews Rosano Matiussi, acusado de matar Reinaldo Valentim, o Nado Valentim, na noite de 27 de dezembro de 2020, no local conhecido como “Mar de Fora”, na areia da praia em Encantadas, na Ilha do Mel, vai a julgamento popular.

A sentença de pronúncia foi proferida na sexta-feira (24/9) pelo Juiz de Direito Substituto Leonardo Marcelo Mounic Lago, após ficar convencido da materialidade do fato e da existência de indícios suficientes de autoria ou de participação de Ian no crime.

Na decisão, o magistrado considerou que o acusado está incurso no artigo 121, §2º, inciso IV, do Código Penal [matar alguém – à traição, de emboscada, ou mediante dissimulação ou outro recurso que dificulte ou torne impossível a defesa do ofendido]. O homicídio também foi considerado pelo juiz Leonardo Lago como crime hediondo.

Posteriormente, após serem preenchidas todas as formalidades legais, a data para a realização do júri popular será anunciada. A decisão de pronúncia ainda pode ser objeto de recurso.

CLIQUE AQUI e veja a sentença de pronúncia

Justiça sendo feita, dizem familiares

Em entrevista ao Agora Litoral, familiares de Nado Valentim disseram ter ficado animados com a decisão judicial. “A condenação desse monstro não vai trazer o Nado de volta, mas é o primeiro passo para que a Justiça seja feita”, afirmou uma sobrinha da vítima.

RELEMBRE O CASO
Em 27 de dezembro de 2020, Nado Valentim foi morto – provavelmente com socos e chutes – por Ian Matheus, residente em Guarulhos-SP, que estava em uma excursão na Ilha do Mel.

SELVAGERIA: Morador da Ilha do Mel é espancado até a morte por turista

Continuar Lendo
Anúncio
error: Cópia proibida.