Ligue-se a nós

Notícias

Petrobras vai pagar quase R$ 1,4 bilhão por danos ambientais no Paraná

Indenização é pelo derramamento de óleo em Araucária, em julho de 2000.

Publicado

no

Óleo vazado se espalhou por quase 100 km

A Petrobras vai pagar uma indenização de quase R$ 1,4 bilhão por danos ambientais ocorridos pelo rompimento do Oleoduto Santa Catarina-Paraná (OSPAR), ligado à Refinaria Presidente Getúlio Vargas (Repar), da Petrobras, em Araucária, que causou o vazamento de quatro milhões de litros de óleo, contaminando a bacia do Arroio Saldanha e os rios Barigui e rio Iguaçu.

O óleo vazado, que corresponde a 35 mil barris, se espalhou por quase 100 quilômetros, atingindo uma vasta Área de Preservação Permanente (APP) do Bioma da Mata Atlântica, causando prejuízos à flora, à fauna e à qualidade da água e do ar.

O rio Iguaçu, que atravessa o estado, teve quase 40 km de sua extensão atingidos. As consequências foram trágicas, com peixes e aves mortos. O trabalho de contenção mobilizou profissionais de várias partes do mundo.

“Parecia um pesadelo. Quando nós entramos na mata não havia som mais de animais. Não havia um pássaro voando. Era um silêncio aterrorizador. A natureza morta”, recorda-se o biólogo e pesquisador Durval Nascimento Neto.

Em 2013, a Justiça condenou a Petrobras a pagar uma indenização de R$ 610 milhões. A estatal recorreu, mas agora fechou o acordo.

O documento prevê o pagamento de R$ 1.396.439.000,00. O pagamento deverá ser feito em quatro parcelas de R$ 349 milhões. A primeira deverá ser paga em 10 dias depois da assinatura e homologação. As outras a cada 90 dias.

A maior parte do dinheiro, R$ 928 milhões, ficará com o Governo do Paraná, indo para o Fundo Estadual do Meio Ambiente. O restante, pouco mais de R$ 465 milhões, ficará com o Fundo de Defesa de Direitos Difusos, vinculado à União.

O acordo não especifica como o Governo Federal deverá usar o dinheiro, mas impõe regras para a destinação dos recursos pelo Paraná. Pelo documento, o estado é obrigado a usar todo o dinheiro exclusivamente na área ambiental.

O Paraná deverá investir, por exemplo, na proteção, monitoramento e recuperação de encostas, margens de rios e áreas de mananciais.

A Petrobras deverá manter programas para recuperar toda a área impactada pelo vazamento de óleo. O Ministério Público Federal e o Estadual vão fiscalizar a aplicação do dinheiro.

“Araucária, depois de 21 anos, ainda sente as consequências do vazamento. Nós esperamos até hoje uma resposta, uma recuperação do Rio Iguaçu”, afirma o procurador do município de Araucária, Simon Caldas de Quadros.

Saiba mais em G1
Clique para comentar

Deixe seu comentário!

Notícias

Municípios do Litoral vão receber a “Caravana de Crédito”

Pequenos negócios, com faturamento anual de até R$ 360 mil, poderão realizar empréstimos com taxas a partir de 0,45% ao mês.

Publicado

no

Por

Foto: Fomento Paraná

A Fomento Paraná iniciou na terça-feira (19/10) a “Caravana de Crédito”, que irá  passar por municípios do Litoral, costa oeste, ou banhados por represas dos rios Iguaçu e Paranapanema, com o objetivo de levar empréstimos em condições acessíveis para que empreendimentos locais se preparem para atender visitantes na temporada de verão 2021/2022.

“Os empreendimentos voltados ao turismo foram os mais afetados pela pandemia de Covid-19 e este é um setor com capacidade para gerar muitos empregos e divisas. A determinação do governador Carlos Massa Ratinho Junior é apoiar esses empreendimentos, especialmente as micro e pequenas empresas, para que possam oferecer uma condição melhor no atendimento e faturar mais no verão”, explica o diretor-presidente da Fomento Paraná, Heraldo Neves.

Em cada município a ação será realizada em parceria com agentes de crédito e correspondentes locais em espaços compartilhados com a prefeitura ou com associações comerciais.

As condições oferecidas pela instituição estão entre as melhores do mercado em termos de prazos para pagamento e taxas de juros. Para os pequenos negócios, com faturamento anual de até R$ 360 mil, o ideal é o microcrédito, que tem taxas a partir de 0,45% ao mês, pelo Banco da Mulher Paranaense, e 0,60% ao mês, pelo Banco do Empreendedor.

Para empreendimentos formalizados o limite é de R$ 20 mil e o prazo de até 36 meses para pagamento, com opção de garantia por meio de fundos de aval. Os recursos do microcrédito podem ser usados para capital de giro, manutenção do negócio, reforço dos estoques, obras ou compra de máquinas e equipamentos.

Para empreendimentos que faturam acima de R$ 360 mil ao ano, até R$ 4,8 milhões, há uma série de outras linhas de crédito que permitem financiar desde pequenas reformas e compra de maquinário até projetos de inovação ou que envolvam a implantação de energias renováveis, além, é claro, de capital de giro, para recomposição de estoques e manutenção de negócios.

As operações para capital de giro puro são limitadas a R$ 500 mil e para investimento fixo, como obras ou equipamentos, até R$ 2 milhões.

Agenda Litoral

16/11

  • Paranaguá, 16 de novembro (terça), das 9h às 17h, na Rua José Gomes, 330 – Bairro Tuiuti

17/11

  • Guaratuba, 17 de novembro (quarta), das 9h às 17h, na Praça Central – rua Monsenhor Lamartine, 2
  • Ilha das Peças, 17 de novembro (quarta), das 9h às 13h, na Cozinha Comunitária

18/11

  • Pontal do Paraná, 18 de novembro (quinta), a partir das 19h, na Associação Comercial – Av. Santa Mônica, 485, em Praia de Leste
  • Morretes, 18 de novembro (quinta), das 9h às 17h – Praça Rocha Pombo, 10 – Centro
  • Guaraqueçaba, 19 de novembro (quinta), das 9h às 17h, na Praça Central – Rua Paulo de Miranda S/N

19/11

  • Antonina, 19 de novembro (sexta), das 9h às 17h, no Calçadão – Dr. Rebouças, próximo à Rua XV de Novembro e prefeitura municipal
  • Matinhos, 19 de novembro (sexta), das 9h às 17h, na Praça Central – Rua Albano Müler, 269

De acordo com a Fomento, ao todo, a Caravana irá percorrer 30 municípios paranaenses que têm potencial turístico. Evento similar foi realizado entre novembro e dezembro de 2020.

Da AEN
Continuar Lendo

Notícias

Duas apostas do Litoral acertam a quadra da Mega-Sena

Quina teve 18 ganhadores e cada um recebe quase R$ 87 mil.

Publicado

no

Por

Duas apostas do Litoral acertaram a quadra do concurso 2420 da Mega-Sena, realizado na terça-feira (19/10), em São Paulo. Cada uma recebe R$ 1.016,89.

Os jogos simples foram realizados em: Paranaguá (1) e Pontal do Paraná (1).

Prêmio principal: O prêmio principal acumulou.Os números sorteados foram: 05 – 08 – 29 – 39 – 44 – 60.

  • A quina teve 18 ganhadores, com prêmio médio de R$ 86.921,91.
  • A quadra teve 2.198 apostas ganhadoras e o prêmio médio para cada uma é de R$ 1.016,89.

Próximo sorteio – O próximo concurso da Mega Semana da Sorte será nesta quinta-feira (21/10) com prêmio estimado em R$ 21 milhões.

Continuar Lendo

Notícias

Aposta de Paranaguá acerta 14 números da Lotofácil

Aposta de Recife (PE) acertou 15 números e levou mais de R$ 7 milhões.

Publicado

no

Por

Uma aposta de Paranaguá acertou 14 números no concurso 2350 da Lotofácil, realizado na segunda-feira (18/10), em São Paulo e recebe R$ 1.750,47.

Prêmio principal
Uma aposta simples de Recife (PE) acertou 15 números e levou R$ 7.353.473,42.

Os números sorteados foram:

02 – 03 – 04 – 05 – 06 – 07 – 08 – 09 – 10 – 15 – 17 – 19 – 21 – 22 – 25

O próximo sorteio acontece nesta terça-feira (19) e pode pagar R$ 1,5 milhões.

Continuar Lendo
Anúncio
error: Cópia proibida.