Ligue-se a nós

Notícias

Paraná registra cinco mortes por gripe em um mês

Estado já contabiliza 127 óbitos por gripe este ano

Publicado

no

O boletim da gripe divulgado nesta quarta-feira (27) pela Secretaria de Estado da Saúde traz 658 casos confirmados de síndromes respiratórias agudas provocadas pelo vírus Influenza desde o começo deste ano. São 35 casos a mais que o boletim anterior, divulgado em 16 de outubro, com 623 casos. O informe totaliza 127 óbitos por gripe neste ano – 109 são casos confirmados de H1N1.

De outubro para cá foram registradas cinco mortes. Em todos os casos as pessoas não tinham recebido a vacina da gripe e apresentavam fator de risco associado.

Os óbitos aconteceram nos municípios de Cianorte, uma mulher de 52 anos, com cardiopatia e diabetes; Maringá, uma mulher de 82 anos, com diabetes; Foz do Iguaçu, uma mulher de 73 anos; Curitiba, uma mulher de 94 anos, portadora de doença neurológica, pneumonia e também cardiopata; e outro caso em Curitiba, um menino de cinco anos que apresentava cardiopatia como fator de risco.

“Os casos de gripe atingem com maior gravidade os maiores de 60 anos, os adultos na faixa dos 50 a 59 anos e os menores de seis anos. As pessoas nestas faixas devem estar atentas às infecções por Influenza. A idade, associada a outros fatores de risco como, por exemplo, doenças neurológicas, renais e do coração, pode levar ao óbito”, destaca o chefe da Divisão de Doenças Transmissíveis da Secretaria da Saúde, Renato Lopes.

Segundo o técnico, as medidas de prevenção à gripe devem ser mantidas. “A oscilação da temperatura, com dias frios e de muito calor, ajuda provocar a gripe. Por isso, a prevenção deve ocorrer durante todo o ano”, completa Lopes.

Entre as medidas preventivas estão a higienização frequente das mãos, principalmente antes das refeições, e a ventilação constante dos ambientes.

SINTOMAS

Os principais sintomas da gripe são febre alta, acima de 38 graus, com início repentino, além de dor de garganta e de cabeça, calafrios, sensação de cansaço e tosse seca. Diante dos sintomas a recomendação é buscar atendimento médico nas unidades de saúde.

Anúncio

Notícias

Recurso ‘escondido’ do WhatsApp ajuda a liberar espaço no celular

Saiba como limpar seu aparelho de maneira fácil

Publicado

no

Por

Olhar Digital

Ao interagir com os seus contatos do WhatsApp, todas as conversas ficam armazenadas e acabam ocupando espaço em seu aparelho. Para ajudar a identificar quem está ‘gastando’ mais espaço, o aplicativo possui um recurso que revela o tamanho das conversas com cada contato seu. Veja abaixo como usá-lo:

  1. Na tela inicial do WhatsApp, dê um toque no ícone representado por “três pontos” e vá em “Configurações”;


    2. Entre em “Dados e armazenamento” e vá em “Uso de armazenamento”;
    3. Confira a lista para saber qual conversa ou contato está ocupando mais espaço.

Agora que você já sabe quais conversas estão ocupando espaço, também é possível apagá-las neste mesmo menu. Siga os passos:

  1. Selecione uma das conversas da última tela e toque em “Gerenciar mensagens”;

2. Marque o conteúdo que deseja apagar e vá em “Limpar mensagens”.

No iPhone
A função também está disponível para os usuários do iOS e segue um passo a passo parecido com o do Android. Na área de “Ajustes” do WhatsApp, clique em “Uso de Dados e Armazenamento”, depois em “Uso de Armazenamento”. Então, é só escolher a conversa que deseja apagar, clicar nela e depois tocar em “Gerenciar”, no final da tela. Na sequência, clique em “Limpar”. Pronto! Desta forma, você conseguirá liberar algum espaço de armazenamento interno de seu aparelho.

Continuar Lendo

Notícias

Ação Integrada de Fiscalização Urbana fecha comércio em Paranaguá

Operação foi desenvolvida na quinta-feira (5)

Publicado

no

Por

Intensidade do som também é fiscalizada

Durante a noite de quinta-feira (5), foi realizada na cidade de Paranaguá a operação Aifu (Ação Integrada de Fiscalização Urbana), que tem como objetivo a proteção dos frequentadores dos diversos estabelecimentos comerciais e o seu entorno, assim como edificações e espaços de uso coletivo e frequentação pública, com vistas a garantir a segurança e bem-estar dos consumidores, habitantes, vizinhos e munícipes em geral.

A operação integrada, comandada pelo 1º tenente Casagrande, da Polícia Militar do Paraná, contou com a participação do Corpo de Bombeiros, Guarda Civil Municipal, Secretaria de Urbanismo, Secretaria de Meio Ambiente, Secretaria de Serviços Urbanos, Vigilância Sanitária e Assistência Social.
De acordo com as informações do Setor de Comunicação Social do 9º Batalhão, foram 10 pontos fiscalizados e 27 pessoas abordadas, resultando em nove autuações administrativas e a desativação de um comércio por constar irregularidades em seu funcionamento.

Continuar Lendo

Notícias

Brasil poderá ter lei que manda pra cadeia pais que não vacinarem filhos

Também terá prisão para quem divulgar fake news sobre vacinas

Publicado

no

Por

Vacina é o único meio de proteger crianças

A Comissão de Seguridade Social e Família da Câmara dos Deputados aprovou nesta semana um projeto que prevê a prisão de quem deixar de vacinar criança ou adolescente. A medida acontece em meio a surtos de sarampo no país e trata de uma mudança no Código Penal. Ainda é preciso a aprovação da Comissão de Constituição e Justiça antes de ir a plenário da Casa.

Relator do projeto, o deputado Pedro Westphalen (PP-RS) acrescenta ao Código Penal o crime de omissão e oposição à vacinação sem justa causa. Se aprovado o projeto, pais e responsáveis poderão sofrer detenção de um mês a um ano ou multa.

NOTÍCIAS FALSAS
Ainda de acordo com o projeto, incorre na mesma pena quem divulgar, propagar e disseminar, por qualquer meio, notícias falsas sobre as vacinas componentes de programas públicos de imunização.

O deputado disse que achou importante a inclusão do combate às fake news. Essa mesma preocupação já fez a Organização Mundial da Saúde (OMS) convocar gigantes de tecnologia, como o Facebook e o YouTube, para participar de uma reunião com técnicos do órgão para buscar soluções para a disseminação de fake news sobre o tema.

Do Estadão
Continuar Lendo
Anúncio
error: Cópia proibida.