Ligue-se a nós

Notícias

Paraná distribui vacinas para grávidas e pessoas com comorbidades nesta terça

As 22 Regionais de Saúde do Estado receberão novo lote amanhã

Publicado

no

Foto: Ari Dias/AEN

Com a nova remessa de vacinas recebidas na manhã desta segunda-feira (3), o Paraná dará início à imunização contra a Covid-19 de pessoas com comorbidades, com deficiência permanente, grávidas e puérperas.

Foram enviadas pelo Ministério da Saúde ao Estado 391.500 doses da Covishield, da Universidade de Oxford/AstraZeneca/Fiocruz, que somadas às 14.600 unidades da Coronavac, fabricada pelo Instituto Butantan/Sinovac, entregues no sábado (1º), totalizam 406.100 doses disponíveis para aplicação na população paranaense.

A chegada das 32.760 doses de vacinas da farmacêutica norte-americana Pfizer, produzida em parceria com a empresa de biotecnologia alemã BioNtech, também prevista para a manhã desta segunda, foi adiada. A previsão é que elas desembarquem no Aeroporto Internacional Afonso Pena, na Região Metropolitana de Curitiba, na noite desta segunda-feira, por volta das 19 horas.

As vacinas compõem o 16º lote encaminhado ao Estado. Elas serão distribuídas nesta terça-feira (4) para as 22 Regionais que integram a rede de saúde do Paraná para que os municípios possam dar continuidade à vacinação. A informação foi dada pelo secretário estadual da Saúde, Beto Preto, que recepcionou os imunizantes, no Centro de Medicamentos do Paraná (Cemepar).

As vacinas são transportadas por aeronaves para as áreas mais afastadas de Curitiba, e por via terrestre para as divisões de Paranaguá, Metropolitana, Ponta Grossa, Irati, Guarapuava, União da Vitória, Pato Branco, Francisco Beltrão, Londrina, Telêmaco Borba e Ivaiporã.

Chegada de vacinas Fiocruz

Do quantitativo de vacinas AstraZeneca/Fiocruz, conforme os planos nacional e estadual de vacinação, serão destinadas 235.991 doses D1 para aplicação em pessoas com comorbidades, gestantes e puérperas, além de pessoas com deficiência permanente grave. O Paraná estima em 1.729.359 o número de pessoas inclusas nesses segmentos. Do lote da Covishield, serão 116.269 imunizantes para continuar a vacinação de primeira dose de pessoas com 60 a 64 anos (21%). O restante é guardado como reserva técnica.

“Todas as gestantes podem ser vacinadas nesta etapa. Já puérperas, apenas as que apresentam comorbidades”, destacou o secretário Beto Preto. “Essas doses são reservadas para casos mais graves, como pacientes que realizam hemodiálise, pacientes renais crônicos, pessoas com Síndrome de Down, cardiopatias graves, doenças pneumáticas severas, diabetes médios e graves, câncer, transplantados e imunossuprimidos”.

As pessoas com Síndrome de Down, com doença renal crônica, gestantes e puérperas serão vacinadas independentemente da idade, enquanto a vacinação daquelas com comorbidades ou deficiência permanente severa, nesse primeiro momento, alcançará apenas aqueles que têm entre 55 e 59 anos, depois de 50 a 54 anos, e assim por diante.

Secretário Beto Preto

PRESCRIÇÃO MÉDICA – As pessoas com comorbidades terão que comprovar doença para receber a vacina. Segundo o Plano Nacional de Imunização (PNI), o cidadão que tiver câncer, for transplantado ou imunossuprimido – quando tem os mecanismos de defesa comprometidos – só poderá ser vacinado com a prescrição médica. No caso de quem já faz acompanhamento médico no Sistema único de Saúde (SUS), as informações constam no prontuário do paciente.

Os outros integrantes do grupo podem apresentar exames, receita ou atestado médico, além do formulário criado e disponibilizado no Portal do Conselho Regional de Medicina (CRM), preenchido por um médico.

“Já os pacientes acompanhados pela rede privada precisarão apresentar uma declaração do médico que os acompanha. A declaração modelo está disponibilizada no Portal do Conselho Regional de Medicina do Paraná”, explicou Beto Preto.

Chegada de vacinas em Curitiba

CORONAVAC/BUTANTAN – As unidades da Coronavac/Butantan serão destinadas para 2.747 primeiras doses em profissionais da segurança pública e salvamento (além das Forças Armadas), o que representa cerca de 7,4% desse grupo. Também serão aplicadas 8.103 segundas doses (referentes ao lote 12) em trabalhadores de saúde e 2.339 doses em profissionais da segurança pública e salvamento (referentes aos lotes 13 e 14).

PFIZER  As doses da vacina da Pfizer que serão enviadas nesta segunda-feira pelo Ministério da Saúde e ficarão em Curitiba, devido às suas especificidades técnicas e exigências de armazenamento, que demandam temperaturas muito baixas. A medida segue orientação da Coordenação-Geral do Programa Nacional de Imunizações do Ministério da Saúde.

A Secretaria de Estado da Saúde disponibilizou o pátio do Cemepar (onde as vacinas serão recebidas, armazenadas e em seguida distribuídas) para que a Prefeitura de Curitiba possa realizar a vacinação. O Estado conta com nove freezers para armazenamento do imunizante. Sete são de ultrabaixa temperatura (-80ºC) e dois são de temperatura de -20ºC. A definição final do local onde ocorrerá a imunização será do ente municipal.​

Até às 12 horas desta segunda-feira, de acordo com o Vacinômetro da Secretaria de Estado da Saúde, o Paraná havia aplicado um total de 2.806.041 de vacinas, sendo 1.797.135 primeiras doses e 1.008.906 segundas doses.

Da AEN – Fotos Ari Dias

Deixe seu comentário!

Notícias

Litoral registra 28 novos casos de Covid-19 neste domingo

Região tem 31.463 casos confirmados e 754 mortes pela infecção

Publicado

no

Por

O Litoral do Paraná teve 28 novos casos de Covid-19 confirmados neste domingo (9/5). As novas infecções, segundo o informe epidemiológico da Secretaria Estadual da Saúde (Sesa), foram registradas em Guaratuba (9), Pontal do Paraná (5), Antonina (5), Paranaguá (3), Matinhos (3) e Morretes (3).

TOTAL DE CASOS

Paranaguá – 18.328;

Guaratuba – 4.050;

Matinhos – 2.394;

Pontal do Paraná – 2.311;

Antonina – 2.140;

Morretes – 1.693;

Guaraqueçaba – 547.

RECUPERADOS

16.910 moradores do Litoral já estão recuperados da Covid-19.

TOTAL DE ÓBITOS

O total de mortes em decorrência da Covid-19 nas cidades litorâneas é de 754. Até agora foram confirmadas 356 em Paranaguá; 137 em Guaratuba; 77 em Matinhos; 75 em Pontal do Paraná; 55 em Antonina; 40 em Morretes; e 14 em Guaraqueçaba.

Paraná soma 978.861 casos e 23.645 mortes pela infecção

A Secretaria de Estado da Saúde (Sesa) divulgou neste domingo (9) mais 2.095 casos confirmados e 33 mortes pela Covid-19 no Paraná. De acordo com a Sesa, esses números não representam a notificação das últimas 24 horas. Os dados acumulados do monitoramento da doença mostram que o Estado soma 978.861 casos confirmados e 23.645 óbitos.

Os casos confirmados divulgados nesta data são de janeiro (7), fevereiro (41), março (32), abril (152) e maio (1.846) de 2021, e dos seguintes meses de 2020: junho (1), julho (3), agosto (1), setembro (1), outubro (3), novembro (4) e dezembro (4).

INTERNADOS – O informe relata que 2.399 pacientes com diagnóstico confirmado de Covid-19 estão internados. Há outros 2.361 pacientes internados, que aguardam resultados de exames.

ÓBITOS – A Secretaria da Saúde informou também a morte de mais 33 pacientes. São 16 mulheres e 17 homens, com idades que variam de 27 a 81 anos. Os óbitos ocorreram de 11 de abril a 8 de maio de 2021.

Os pacientes que foram a óbito residiam em: Curitiba (8), Colombo (4), Bandeirantes (2) e Campo Largo (2). A Sesa registrou ainda a morte de uma pessoa que residia em cada um dos seguintes municípios: Araucária, Boa Vista Da Aparecida, Cascavel, Castro, Cidade Gaúcha, Cruzeiro Do Oeste, Foz Do Iguaçu, Irati, Lapa, Mandirituba, Maringá, Pinhais, Rio Negro, Terra Boa, Tijucas Do Sul, Turvo e União Da Vitória.

FORA DO PARANÁ – O monitoramento registra 5.752 casos de residentes de fora, sendo que desses 146 foram a óbito.

VEJA O INFORME COMPLETO

Continuar Lendo

Notícias

Nove apostas do Litoral acertam a quadra da Mega-Sena

Prêmio principal acumulou e pode pagar R$ 27 milhões no próximo sorteio

Publicado

no

Por

Nove apostas simples do Litoral acertaram a quadra do concurso 2370 da Mega-Sena, realizado neste sábado (8) em São Paulo, e cada uma ganhou R$ 943,32.

Os jogos foram feitos em lotéricas de:

  • Guaratuba (1),
  • Matinhos(3),
  • Paranaguá (5).

Prêmio principal: O prêmio principal acumulou e pode pagar R$ 27 milhões na próxima quarta-feira (12).

Os números sorteados foram: 07 – 31 – 37 – 42 – 44 – 56.

  • A quina teve 29 ganhadores, com prêmio médio de R$ 87.322,20.
  • A quadra teve 3.835 apostas ganhadoras e o prêmio médio para cada uma é de R$ 943,32.

Para apostar na Mega-Sena

Apostas simples, com seis dezenas, custam R$ 4,50 – As apostas podem ser feitas até até o dia do sorteio as 19h (horário de Brasília) em lotericas ou pela internet. lembrando que para realizar as apostas online é necessário realizar um cadastro e ser maior de idade (18 anos de idade ou mais).

Probabilidades – A probabilidade de vencer em cada concurso varia de acordo com o número de dezenas jogadas e do tipo de aposta realizada. Para a aposta simples, com apenas seis dezenas e o preço de R$ 4,50, a possibilidade de levar toda a bolada é de 1 em 50.063.860. E para uma aposta com 15 dezenas – que é o limíte máximo, pagando R$ 22.522,50, a probabilidade de vencer é de 1 em 10.003, de acordo com a Caixa.

Continuar Lendo

Notícias

Estudante da UFPR Litoral morre de Covid-19

Rosieli Alves Gonçalves estava na UPA de Matinhos

Publicado

no

Por

A estudante de Licenciatura em Geografia da Universidade Federal do Paraná (UFPR) Rosieli Alves Gonçalves foi mais uma vítima da Covid-19.

Ela estava internada na Unidade de Pronto Atendimento de Matinhos e faleceu na quarta-feira (5/7). A confirmação foi prestada em nota oficial pela direção da UFPR Setor Litoral.

Rosieli tinha 41 anos, era filha de Roberto Gonçalves e Roseli Alves Gonçalves, e deixa um filho de 15 anos, João Gabriel.

Rosieli (Foto: Divulgação)

HOMENAGEM

O coletivo do Curso de Licenciatura em Geografia prestou uma homenagem a Rosieli, através do texto da aluna Francielly Dalla Vecchia:

“Rosieli, ou Rosi para muitos de nós, era uma mulher incrível. Turismóloga formada, adorava uma trilha, uma viagem, uma aventura, conhecer coisas novas, desbravar o mundo, mas queria ser professora. Era amante da geografia e tinha por objetivo lutar por uma educação justa e igualitária, conhecer os povos e suas diferentes formas de ver o mundo, mas não deu tempo. Sua vida terminou cedo demais, foi interrompida por um vírus traiçoeiro e avassalador. Como uma grande lutadora de karatê que era, lutou por tudo com muita garra, sempre batalhadora, educada, gentil, dedicada, sorridente, feliz, comunicativa e amiga. Rosieli cativou a todos nós com seu jeito sábio de lidar com cada situação. Até na hora de tirar uma dúvida ela conseguia ser a mais humilde, sincera e adorável. Nos lembraremos sempre de seu exemplo de perseverança e garra, de como os problemas ficam pequenos diante da vontade de vencê-los. Rosi nos mostrou nesses anos que os obstáculos podem ser superados, que a vida tem que ser levada com alegria e leveza, mesmo que às vezes o fardo seja pesado. Mostrou-nos que o mundo pode ser bem melhor se buscarmos na família, no amor, na amizade e no companheirismo a energia para fazer de qualquer desejo uma realidade. A vida tem início, meio e fim, mas nunca estamos preparados para vermos a morte roubar alguém tão especial de nós. Bom, o tempo é um remédio e nele conquistaremos o consolo, com ele pensaremos nos bons momentos. No fim, apenas a saudade é uma certeza. Não importa onde esteja, estará sempre conosco. Não perderemos as forças nem a alegria de viver, porque quando você se foi perdemos uma guerreira, uma amiga, uma irmã na batalha, mas não perdemos a guerra, e no dia da nossa formatura nossa vitória será sua também. Até breve!”

Continuar Lendo
Anúncio
error: Cópia proibida.