Oops! It appears that you have disabled your Javascript. In order for you to see this page as it is meant to appear, we ask that you please re-enable your Javascript!
Notícias

MP denuncia dez pessoas pela morte de homem decapitado em Paranaguá

ELES SÃO INTEGRANTES DO CHAMADO “TRIBUNAL DO CRIME”

Agora Litoral
Dez pessoas foram denunciadas criminalmente pelo Ministério Público do Paraná em decorrência de um brutal homicídio ocorrido no início de novembro em Paranaguá, no Litoral do Paraná.

A 6ª Promotoria de Justiça da Comarca requer a condenação dos denunciados pelos crimes de tortura mediante sequestro, corrupção de menores, homicídio duplamente qualificado (por motivo torpe e meio cruel), ocultação de cadáver e associação criminosa.

A vítima, Osmar Teixeira Policarpo, de 35 anos, foi torturada e morta a facadas. Além disso, teve a cabeça decepada. O crime causou grande comoção na cidade e foi praticado em 7 de novembro deste ano.

Segundo descrito na denúncia do Ministério Público, por suspeitarem que o homem teria abusado sexualmente de uma criança, a mãe e o padrasto da menina buscaram os demais acusados, integrantes de uma facção criminosa, e pediram que o caso fosse “julgado”. Osmar foi apanhado em casa, torturado e “sentenciado” à morte pelo grupo.

Alguns dos denunciados são suspeitos de outros três homicídios similares, também com decapitação, praticados em Paranaguá – dois no início do ano e outro em novembro.

Dos dez denunciados pelo Ministério Público, oito já estão presos no setor de carceragem da 1ª Subdivisão Policial. Dois encontram-se foragidos.

DENUNCIADOS

Darcy do Nascimento Junior, vulgo “AÇOUGUEIRO”, de 32 anos;

Wanessa Leite Marinho, de 27 anos;

Adrian da Costa de Araújo, vulgo “FOGUINHO” ou “BEIÇO”, de 28 anos;

Tiago Xavier Luna, vulgo “BYBOY”, de 29 anos;

Lucas Gabriel Pontes da Silva, vulgo “LUQUINHAS” ou “TIO LUCAS”, de 19 anos;

Welington Pontes da Silva, vulgo “PERTURBA”, de 27 anos;

Leandro Rodrigues da Silva, vulgo “COREANO” ou “GRAFITE”, de 27 anos;

Hagnos Wislan Alves Olimpio, vulgo “LACOSTE”, de 20 anos;

Alex Sandro Antero de Souza, vulgo “LECO” ou “LEQUINHO”, de 28 anos;

Marcelo de Jesus Rosa Peres, vulgo “TIO TONHA”, de 23 anos.

Esses dois últimos encontram-se em lugar incerto e não sabido.

Assassinato foi gravado em vídeo

De acordo com a denúncia da 6ª Promotoria de Justiça de Paranaguá, Osmar Teixeira Policarpo foi assassinado sob a acusação de que teria praticado um crime sexual contra a enteada de Adrian e filha de Wanessa.

Ele foi primeiramente confinado em uma casa no Morro da Cocada, e depois no interior de uma residência no Porto dos Padres. Nesse cativeiro, ele foi constrangido, ameaçado de morte até ‘confessar’. Após, Osmar foi “julgado” e condenado à morte.

Na madrugada de 7 de novembro, Darcy, Leandro, Adrian e dois adolescentes – um de 15 e outro de 16 anos – amarraram Osmar e o levaram até o leito do Rio Emboguaçu. Lá, Adrian desferiu-lhe golpes com uma faca que culminaram na sua morte.

Em um vídeo apreendido pelas autoridades policiais, aparecem os três maiores e os dois adolescentes e também o corpo de Osmar. As imagens mostram a decapitação dele, feita com um machado, e, depois, o corpo sendo aberto pelo “Açougueiro”, que retira o coração do homem. Na sequência, Darcy Açougueiro crava uma faca no coração retirado.

Osmar foi vítima do Tribunal do Crime. (Foto: facebook)

NOTÍCIA RELACIONADA

Cadáver de homem é encontrado sem cabeça

Etiquetas

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios