Oops! It appears that you have disabled your Javascript. In order for you to see this page as it is meant to appear, we ask that you please re-enable your Javascript!
PUBLICIDADE
Notícias

Morre vítima de agressão em Paranaguá

Robson foi espancado na madrugada desta segunda-feira (Foto: arquivo AL)

Agora Litoral
Morreu no final da manhã desta terça-feira (23), no Hospital Regional do Litoral, um homem que foi vítima de uma brutal agressão na madrugada de segunda-feira no bairro Labra, em Paranaguá.

Robson dos Santos Pinheiro, de 35 anos, havia dado entrada no Hospital Regional após ter sido encontrado caído em um beco próximo da Rua 32. Ele foi levado por familiares para casa, mas, pela gravidade dos ferimentos e pela confusão mental, acabou sendo encaminhado para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) e, após, para o setor de emergência do Regional.

VIDA DE CRIMES REGISTRADA
Robson Pinheiro frequentemente estava nas manchetes policiais, sempre por crimes relacionados a furtos e roubos.

Em 24 de janeiro de 2018, ele conseguiu a façanha de ser preso duas vezes no mesmo dia.

Na madrugada daquele dia, Robson foi preso pela Guarda Civil Municipal pelo furto de uma motocicleta no Centro Histórico de Paranaguá. Acabou encaminhado à 1ª Subdivisão Policial, de onde tinha saído poucas horas antes, depois de ter sido indiciado pelo furto de um carro de propriedade de um agente da corporação. O Agora Litoral registrou a ocorrência.

Homem é preso duas vezes no mesmo dia por furto de veículo

Em 21 de junho deste ano, Robson novamente foi preso. Desta vez pela Polícia Militar, pelo crime de receptação. Foi flagrado empurrando um automóvel Corsa na Travessa Joaquim Mendes, no bairro Nilson Neves. O veículo, que havia sido furtado no dia 15 de maio de 2017 do estacionamento de um supermercado no Jardim Paranaguá, estava com placas clonadas e a pintura adulterada.

PM prende homem que empurrava carro roubado no Nilson Neves

A mais recente passagem de Robson pela Delegacia de Polícia ocorreu no dia 8 deste mês de outubro. Ele estava dirigindo um Corsa que havia sido furtado algumas horas antes no Parque São João, de propriedade de um vizinho seu. O dono do automóvel reconheceu o carro na Vila São Jorge e acionou a Polícia Militar.

O proprietário do carro tentou abordar o próprio automóvel, mas o motorista (Robson) fugiu em direção ao Parque São Jorge e abandonou o veículo no meio da rua, fugindo em seguida. Robson foi preso enquanto estava escondido embaixo de uma cama, em uma residência que havia invadido, após pular vários muros tentando escapar dos PMs.

Vítima reconhece carro furtado sendo conduzido pelo vizinho em Paranaguá

INVESTIGAÇÃO
A Polícia Civil não tem muitas informações do motivo que teria levado à agressão e morte de Robson dos Santos Pinheiro. Alguns familiares teriam relatado que os autores do espancamento seriam “dois homens loiros”.

Extraoficialmente, fala-se que Robson teria vendido uma motocicleta furtada e que o comprador, após descobrir que o veículo era produto de furto, teria se vingado. Robson estava em liberdade condicional.

O assassinato de Robson dos Santos Pinheiro é o 61º ocorrido este ano em Paranaguá. Em todo Litoral do Paraná já foram registrados 118 homicídios em 2018.

Etiquetas

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios