Ligue-se a nós

Notícias

Litoral tem 1.123 casos confirmados de dengue e 152 em investigação

Números estão no boletim semanal sobre a doença divulgado nesta terça-feira.

Publicado

no

O Litoral do Paraná tem atualmente 1.123 casos confirmados de dengue e 152 suspeitos.

Os números estão no boletim da dengue publicado nesta terça-feira (19) pela Secretaria Estadual de Saúde (Sesa).

Dos sete municípios da região, somente Guaraqueçaba não possui nenhuma confirmação para a doença, apenas um caso suspeito.

Do total de casos confirmados, Paranaguá tem 980; Matinhos tem 46; Guaratuba 37; Morretes 31; Pontal do Paraná 28; Antonina 1.

Nenhum óbito foi registrado nos sete municípios da região.

Paraná registra mais 313 mil notificações e sete óbitos
O boletim publicado hoje apresenta mais de 313 mil notificações para a doença no Estado e confirma mais sete óbitos, elevando para 139 o total de mortes provocadas pela doença,

“O boletim traz a somatória de todo um período”, salienta a coordenadora de Vigilância Ambiental da Sesa, Ivana Belmonte. “Os números são altos; a epidemia está presente, mas o que esperamos agora é que a tendência de queda se confirme, como resultado das ações implementadas”.

O informativo confirma sete óbitos que estavam em investigação entre os meses de fevereiro, março e meados de abril.

Todos são de pessoas idosas. Dois óbitos foram em Cambará – dois homens, um com 72 anos, cardiopata, e outro com 77 anos, com hipertensão. Um óbito em Paiçandu – homem de 79 anos, portador de hipertensão e diabetes; um óbito em Bandeirantes – homem, 85 anos, sem comorbidade associada; um óbito em Alto Piquiri – mulher de 88 anos, com hipertensão; um óbito em Marialva – homem de 92 anos, cardiopata, com diabetes e hipertensão, e um óbito em Astorga – homem também de 92 anos, sem doenças associadas.

Estado sinaliza tendência de queda nos casos de dengue
A análise de taxa de incidência da dengue no Paraná sinaliza para a tendência de queda nos índices da doença no Estado. Nas últimas semanas, 20 municípios que estavam em situação de alerta ou em epidemia não apresentaram novos casos autóctones confirmados e estão com a taxa de incidência zerada.

A avaliação considera dados pontuais coletados nas últimas quatro semanas de monitoramento (semanas 17, 18, 19 e 20) .

“Os dados são preliminares, mas podem ser comprovados graficamente pelos números que os próprios municípios enviam para a Sesa. Porém, a dengue segue como uma das maiores preocupações do Governo do Estado. O Paraná ainda está em epidemia da doença e o trabalho da Vigilância Epidemiológica é constante nas 22 Regionais de Saúde, apoiando todos os municípios em ações de prevenção e controle. Esses números demonstram que o trabalho efetivo de campo vem dando resultado”, afirma o secretário de Estado Saúde, Beto Preto.

Além do apoio técnico, os 20 municípios elencados nesta análise receberam ou estão recebendo recursos financeiros por meio de Resoluções da Sesa (números 190, 227, 345 e outra a ser publicada) que repassam investimentos de cerca R$ 8 milhões no combate e controle do vetor da dengue para todas as regiões.

No acumulado do período de agosto do ano passado até 18 de maio são 180.340 casos confirmados de dengue, 12.633 a mais que a publicação anterior, conforme boletim semanal divulgado pela Secretaria de Estado da Saúde nesta terça-feira (19).

Análise – De acordo com a análise, realizada pela Assessoria de Informação Técnica da Secretaria da Saúde do Paraná, as cidades com a taxa de incidência zerada são: Santo Antonio do Sudoeste, Corumbataí do Sul, Xambrê, Diamante do Norte, Nova Aliança do Ivaí, Tamboara, Itaguajé, Ivatuba, Nossa Senhora das Graças, Santa Inês, Uniflor, Bela Vista do Paraíso, Cafeara, Centenário do Sul, Miraselva, Porecatu, Sertanópolis, Leópolis Diamante D´Oeste e Arapurã.

O município de Nossa Senhora das Graças, por exemplo, na região Noroeste, com cerca de 4 mil moradores, atingiu no período acumulado, a incidência proporcional a 10,5 mil casos por 100 mil habitantes. Há quatro semanas a cidade não registra casos autóctones de dengue.

Santa Inês, também no Noroeste do Estado, com aproximadamente 1.600 habitantes apresentou, no período acumulado, incidência proporcional de mais de 8 mil casos por 100 mil habitantes. Conforme análise, a cidade conseguiu zerar a taxa.

Mais um exemplo é Porecatu, no Norte do Paraná. O município tem cerca de 14 mil moradores; já apresentou taxa de 6,3 casos por 100 mil habitantes e, atualmente, tem a incidência reduzida a zero.

A análise mostra ainda que outros 176 apresentam tendência de queda na taxa de incidência no estado.

“A dengue é um agravo agudo e por isso permite esta análise pontual, baseada nas semanas 17, 18, 19 e 20, com corte na curva epidemiológica ainda no decorrer do período”, explica Raul Bely, da Assessoria de Informação Técnica da Sesa.

Deixe seu comentário!

Notícias

Caminhão pega fogo e interdita a BR-376 em Guaratuba

Foi na manhã desta quarta-feira (20/01), sentido Santa Catarina

Publicado

no

Por

Foto: grupos de WhatsApp

Um caminhão pegou fogo, na manhã desta quarta-feira (20/01), e interditou a BR-376, sentido Santa Catarina, na altura do Km 669, no município de Guaratuba, no Litoral do Paraná.

O fogo atingiu a cabine do caminhão e, a princípio, não feriu o motorista. Equipes da concessionária que administra a rodovia e do Corpo de Bombeiros deslocaram-se para atendimento da ocorrência.

Segundo a Polícia Rodoviária Federal (PRF), o caminhão transportava carga de etanol. Como o produto é inflamável, a pista em ambos os sentidos da rodovia foi interditada a partir do km 662.

Após o fogo ser controlado, a pista sentido Paraná foi liberada.

Fotos: Polícia Rodoviária Federal

Internautas filmaram o local do acidente:

Continuar Lendo

Notícias

Mega-Sena sorteia R$ 17 milhões nesta quarta-feira

Apostas podem ser feitas até as 19h de hoje em lotéricas ou pela internet

Publicado

no

Por

A Mega-Sena sorteia nesta quarta-feira (20), o prêmio acumulado de R$ 17 milhões. As seis dezenas do concurso 2.336 serão sorteadas, a partir das 20h (horário de Brasília), no Espaço Loterias Caixa, localizado no Terminal Rodoviário Tietê, na cidade de São Paulo, com transmissão ao vivo pelo canal da Caixa no Youtube e também pela página oficial da Caixa no Facebook.

Como apostar – As apostas podem ser feitas até às 19h (horário de Brasília), em qualquer lotérica do país ou pela internet, pelo site da Caixa econômica Federal, lembrando que para realizar as apostas online é necessário realizar um cadastro e ser maior de idade (18 anos de idade ou mais).

O valor da aposta mínima com seis dezenas marcadas é de R$ 4,50.

Probabilidades – A probabilidade de vencer em cada concurso varia de acordo com o número de dezenas jogadas e do tipo de aposta realizada. Para a aposta simples, com apenas seis dezenas e o preço de R$ 4,50, a possibilidade de levar toda a bolada é de 1 em 50.063.860.

E para uma aposta com 15 dezenas – que é o limite máximo, pagando R$ 22.522,50, a probabilidade de vencer é de 1 em 10.003, de acordo com a Caixa.

Continuar Lendo

Notícias

Dono da Havan está internado com Covid-19

A mulher e a mãe dele também estão internadas em SP

Publicado

no

Por

O empresário Luciano Hang, de 58 anos, dono das lojas Havan, está internado no Hospital Sancta Maggiore, no bairro do Morumbi, em São Paulo, após contrair Covid-19. Também estão internadas a mulher do empresário, Andrea Hang, e a mãe dele, Regina Modesti Hang, de 82 anos.

Apoiador do presidente Jair Bolsonaro, Hang costuma contestar o isolamento social e usar as redes sociais para defender uso de hidroxicloroquina. O medicamento não tem eficácia científica comprovada na prevenção ou tratamento da doença causada pelo novo coronavírus.

O empresário, que tem 3,4 milhões de seguidores no Instagram, também fez postagens críticas à CoronaVac, vacina aprovada no último fim de semana pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). Luciano Hang não autorizou a divulgação de boletins médicos sobre seu estado de saúde.

Continuar Lendo
Anúncio
error: Cópia proibida.