Ligue-se a nós

Notícias

Governador anuncia intervenções em duas praias do Litoral

CERIMÔNIA FOI NO SÁBADO (10)

Publicado

no

Agora Litoral
O governador Carlos Massa Ratinho Junior esteve neste sábado (10) em Matinhos para a entrega oficial de obras de saneamento que somam R$ 50 milhões. Ele também assinou Termos de Adesão para obras de revitalização em duas importantes praias – na Praia Central de Guaratuba e no molhe da Praia Mansa de Caiobá.

O investimento apenas nessas duas ações será de R$ 4,25 milhões. Outros R$ 3,3 milhões serão destinados a intervenções da Secretaria de Estado do Desenvolvimento Urbano e Obras Públicas em cinco municípios. Esses investimentos do Governo do Estado no Litoral somam R$ 57,5 milhões.

“Este investimento está dentro de um projeto de desenvolvimento para o Litoral. A região ficou por muito tempo esquecida. A ideia agora é agir com velocidade para recuperar esse tempo que foi perdido”, afirmou o governador. “Queremos atrair mais investimentos imobiliários, turistas e consequentemente mais empregos”, completou.

O montante destinado por meio da Secretaria do Desenvolvimento Urbano refere-se a seis editais de licitações, incluindo transferências voluntárias e recursos do Sistema de Financiamento aos Municípios (SFM), linha de crédito operacionalizada em parceria com a Fomento Paraná e o Paranacidade. As ações vão beneficiar os municípios de Antonina, Morretes, Guaratuba, Matinhos e Pontal do Paraná, confirmou Ratinho Junior em encontro com prefeitos da região.

A maior parte do investimento da secretaria estadual será concentrado em Antonina. Serão R$ 1,6 milhão para pavimentação, sinalização e urbanismo em ruas da cidade. A outra parte será dividida entre Morretes (R$ 380 mil), Guaratuba (R$ 842 mil) e Pontal do Paraná (R$ 425 mil), também em obras de pavimentação.

“São ações voltadas para melhorar a vida das pessoas, de um governo que olha para o Litoral”, ressaltou João Carlos Ortega, secretário do Desenvolvimento Urbano e Obras Públicas. Ele pediu aos prefeitos a apresentação de mais projetos executivos para que o Governo possa ampliar a realização de obras estruturantes.

PRAIAS – A revitalização das praias do Litoral consiste, em Caiobá, na melhoria da estrutura do molhe da Praia Mansa, paredão em forma de cais que funciona como um quebra-mar. O investimento é de R$ 600 mil. “Isso muda a cara de Matinhos, o munícipio que é a segunda casa dos paranaenses”, disse Ruy Hauer, prefeito da cidade.

Guaratuba terá uma intervenção em todo o calçadão da Praia Central, castigado pelas recentes ressacas do mar. O repasse do Governo do Estado é de R$ 3,6 milhões – a obra deve ficar pronta antes da temporada de verão. “Fomos muito castigados pelas marés altas. É algo emergencial que visa atender o veranista já da próxima temporada”, destacou o prefeito do município, Roberto Justus.

Ratinho Junior explicou que o Governo trabalha para realizar as engordas da orla de Matinhos e também de Guaratuba. “Só assim vamos resolver os problemas”, disse.
SANEPAR – O pacote da Sanepar, no valor de R$ 50 milhões, contempla três municípios. Neste sábado, o governador inaugurou a ampliação da Estação de Tratamento de Esgoto (ETE) Solimar, em Matinhos, que praticamente dobrou a capacidade, passando de 210 litros por segundo para 402 litros por segundo. O valor do investimento foi de R$ 22 milhões.

Em Pontal do Paraná, a obra de readequação da Estação de Tratamento de Esgoto Ipanema permitiu que a capacidade subisse de 140 litros por segundo para 345 litros por segundo, com custo de R$ 23,6 milhões.

“Essas ações da Sanepar comprovam que o Paraná tem o Litoral mais limpo do Brasil em termos de saneamento”, destacou o governador.

Pontal ganhou ainda mais dois reservatórios: no Balneário Atami (1 milhão de litros) e no Balneário de Canoas (2 milhões de litros), cujos investimentos somados foram de R$ 2,9 milhões. A Sanepar fez, ainda, a recuperação estrutural do Reservatório Central Brejatuba (3 milhões de litros), na Rua Coronel Carlos Mafra, com orçamento de R$ 1 milhão.

“Com essas obras a Sanepar traz saúde para o Litoral e evita que o Estado gaste com doença”, afirmou o presidente da companhia, Claudio Stabilie.

As obras de ampliação do sistema de esgotamento sanitário do Litoral tiveram início em 2016 e começaram a ser entregues em 2018. O total de investimentos (considerando as obras entregues oficialmente neste sábado) foi de R$ 252 milhões.

ÍNDICE – As ações transformaram o Litoral do Paraná na região com o melhor índice de balneabilidade do País. Antes das obras, o índice era de 52%. Em 2017, passou a 64%; em 2018, foi para 80,8%, e agora é de 81,5%.

Em Matinhos e Pontal do Paraná foram implantados mais de 500 quilômetros de rede coletora e construídas 29 estações elevatórias de esgoto.

Anúncio
2 Comentários

Deixe um comentário!

Notícias

Prefeitura de Paranaguá realiza Desfile de Natal

Desfile terá a participação de 1.200 alunos da rede municipal

Publicado

no

Por

Arquivo PMP

No próximo dia 16 de dezembro, a partir das 19h, a Praça de Eventos Mário Roque receberá o Desfile de Natal. O evento será promovido pela Secretaria Municipal de Educação.

Ao todo serão 56 instituições de ensino e aproximadamente 1.200 alunos participando da ação que tem em sua promoção apresentações do Coral de Vozes da Ilha, da Banda Mirim, do grupo Flauta Doce, a Chegada do Papai Noel, entre outras.

A secretária de Educação, Vandecy Dutra, fala sobre esta festividade para as crianças. “Nosso principal objetivo é renovar o espírito de Natal, oportunizando um momento de Paz e União entre as famílias e as escolas, construindo uma cidade educadora. Também vamos abrilhantar a programação Natalina do Município”, conta.

Para este ano o tema do desfile é “Paz e União” e a novidade deste ano será o natal luminoso, acontecendo ao entardecer. Toda a população está convidada a comparecer e acompanhar o desfile. O evento acontece em parceria com as secretarias de Cultura e Turismo (Secultur) e de Comunicação (Secom).

Da PMP
Continuar Lendo

Notícias

Veículos e contêineres aumentam o fluxo de carga geral nos Portos

Balanço é dos primeiros dez meses do ano

Publicado

no

Por

Porto de Paranaguá - Foto: Gilson Abreu

A movimentação de carga geral pelos portos de Paranaguá e Antonina aumentou 7%. De janeiro a novembro deste ano foram cerca de 10,34 milhões de toneladas importadas e exportadas.

No mesmo período em 2018 foram 9,66 milhões de toneladas. Neste segmento, o acréscimo é puxado, principalmente, pelos contêineres e veículos.

Nos onze meses do ano, foram 794.643 unidades de contêineres movimentadas (TEUs); 398.648 de importação e 395.995, exportação. O número é 12% maior que a movimentada em 2018, nos dois sentidos. No ano passado, foram 707.453 unidades.

Já o número de veículos movimentados pelo Porto de Paranaguá, de janeiro a novembro, aumentou 7%. Este ano, foram 124.723 veículos, enquanto que no ano passado foram 116.899.

Considerando apenas novembro, foram exportados quase quatro vezes mais carros do que foi importado. No mês, foram 12.443 veículos para exportação e 3.745 de importação.

OUTROS PRODUTOS – Além de contêineres e dos veículos, os produtos do segmento de carga geral mais movimentados no período nos portos paranaenses estão a celulose, o açúcar em saca e itens e peças utilizadas na indústria e outras áreas.

O açúcar em saca é exportado tanto pelo Porto de Paranaguá, quanto por Antonina. Por Antonina, a movimentação do produto também apresenta alta de 7%. Este ano, de janeiro a novembro, foram quase 49 mil toneladas exportadas por lá. Em 2018, foram 45,5 mil toneladas.

SEGMENTOS – Os terminais paranaenses atuam com três segmentos: carga geral, granel líquido (principalmente óleo vegetal, derivados do petróleo, metanol e álcool) e o granel sólido (principalmente sal, fertilizantes, trigo, malte e cevada na importação; e soja, milho, farelo e açúcar na exportação).

Até o momento, os portos do Paraná movimentaram mais de 49,18 milhões de toneladas. O volume é 0,6% maior que o registrado no período em 2018, que foi de 48,88 milhões.

Da AEN
Continuar Lendo

Notícias

Policiais do Paraná receberão bonificação por apreensão de armas ilegais

Bonificação pode chegar a R$ 1.500 por arma

Publicado

no

Por

Imagem ilustrativa

O Governo do Paraná vai oferecer uma bonificação em dinheiro a policiais civis e militares que apreenderem armas de fogo ilegais no Estado. A medida foi autorizada pelo governador Carlos Massa Ratinho Junior, em decreto para regulamentar a lei 14.171/03, que instituiu o bônus.

De acordo com as informações divulgadas no site da PCPR, os valores da bonificação vão variar de acordo com o potencial da arma apreendida. Para armas de fogo de uso permitido, de porte (armas curtas como revólveres e pistolas) ou portáteis (armas longas, como espingardas e carabinas), o valor do bônus será de R$ 500. Armas de porte de uso restrito darão direito a bônus de R$ 1 mil, enquanto as portáteis de uso restrito a R$ 1.500.

Foi informado também que a partir de 2021, haverá uma gratificação para os três batalhões da Polícia Militar e as três delegacias da Polícia Civil que mais apreenderem armas. No final do ano, cada um terá direito a um prêmio adicional de R$ 50 mil, que será vinculado ao seu fundo rotativo.

Ainda esta semana, a Secretaria da Segurança Pública irá publicar resolução detalhando os critérios, documentação e trâmite para pagamento do benefício. O pagamento ao policial deverá ser feito diretamente na folha salarial.
PRÁTICA
A prática de pagamento de bônus por apreensão de armas irregulares já é adotada em diversos estados, como Amazonas, Espírito Santo e Piauí. “A medida vai melhorar o combate ao crime e o cumprimento de metas e certamente vai ajudar a diminuir ainda mais os índices de criminalidade no Paraná”, afirma o secretário da Segurança Pública, Rômulo Marinho.

O secretário lembra que no primeiro semestre deste ano houve redução de 20% no número de homicídios no Paraná no comparativo com o mesmo período do ano passado.

O balanço da Secretaria de Estado da Segurança Pública também indica queda no número de roubos (-18%), roubo a veículos (-27,4%), roubo a residências (-26,3%), roubo em ambientes públicos (-14,7%) e roubo a comércios (-25,3%) em relação ao primeiro semestre de 2018.

Continuar Lendo
Anúncio
error: Cópia proibida.